Escolha uma Página
Buenos Aires: explorando Caminito

Buenos Aires: explorando Caminito

Quem vai a Buenos Aires e não vai a Caminito, não foi a Buenos Aires. Caminito é a rua mais famosa da capital argentina e fica no bairro de La Boca. Trata-se de um lugar muito peculiar, com apresentações de tango ao ar livre, casas coloridas de madeira e chapa de aço e muitos restaurantes bacanas.

No local passava uma antiga ferrovia, que funcionou até 1920. Nos anos 1950, moradores, entre os quais estava o famoso pintor Benito Quinquela Martín, decidiram restaurar a área e batizaram a rua como “Caminito”, em homenagem ao popular tango de 1926, de Juan de Dios Filiberto. Hoje, a via é considerada um museu  céu aberto.

LEIA TAMBÉM: Conheça Puerto Madero, em Buenos Aires

caminito_buenosaires

Caminito reúne tango, casas coloridas e restaurantes (foto: Tracey & Doug)

No local, há muitas atrações, a começar pelas peculiares casas coloridas. Foi Quinquela que iniciou esta tradição. Como os moradores não tinham dinheiro para pintar suas residências, ele pedia as tintas que sobravam dos navios que ancoravam no porto e distribuía para os moradores. Daí o colorido tão tradicional.

Nos arredores também há outros atrativos, formando o chamado Circuito La Boca. Veja mais:

La Bombonera

labombonera_buenosaires

La Bombonera tem tour em campo e museu (foto: Pablo Alzate)

La Bombonera é o famoso estádio do Boca Juniors. Além de ter tours para conhecer o campo, o local tem um museu com troféus, camisas antigas e tudo sobre a história do clube. Fica na Brandsen 805. Horário de funcionamento: das 10h às 18h. 

Fundação Proa

Além dos artistas que expõem suas obras por Caminito, a Fundação PROA é um centro de arte contemporânea muito bonito e bacana de visitar. Fica na Av. Pedro de Mendonza, 1929. Funciona de terça a domingo, das 11h às 19h. Fecha às segundas.

Como chegar a Caminito

Linhas de ônibus: 29, 33, 64, 53, 152.

VEJA TAMBÉM: Passeio de graça em Buenos Aires


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Buenos Aires: visite a Casa Rosada de graça

Buenos Aires: visite a Casa Rosada de graça

casa rosada

Casa Rosada tem tour gratuito aos fins de semana

Quer saber de onde a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, despacha diariamente? E onde acontecem as reuniões na famosa sede do Poder Executivo do país vizinho? Então, se estiver em Buenos Aires em um fim de semana ou feriado local, aproveite para conhecer o interior da Casa Rosada.

Por fora, a Casa Rosada já é bem conhecida – um dos cartões-postais da Argentina, inclusive. Mas dá para vê-la por dentro também, em um tour gratuito que acontece todos os sábados, domingos e feriados, entre 10h e 18h. O passeio dura 60 minutos, com guias em espanhol (dá para entender bem), inglês e português. Os grupos saem a cada meia hora. Aproveite, achei bem legal!

Veja também:
Buenos Aires: um tour em Puerto Madero

Casa Rosada

Turistas fotografam gabinete presidencial na Casa Rosada

Casa Rosada
Onde fica: Rua Balcarce, 50 (Plaza de Mayo), Buenos Aires
Como chegar: linha A do metrô, estação Plaza de Mayo. Linhas de ônibus: 2, 4, 6, 20, 22, 24, 28, 29, 33, 50, 56, 61, 62, 64 , 74, 91, 93, 99, 105, 109, 111, 126, 130, 140, 142, 143, 146, 152

Um tour em Puerto Madero

Se você está pensando em Puerto Madero como um porto cheio de navios, com movimento pesado de caminhões descarregando e muita confusão, está enganado. Revitalizado em 1996, é um dos locais mais charmosos de Buenos Aires. Na verdade, ele serve mais como uma área de passeio do que como doca (apesar de ainda ter pontos de descarregamento mais ao Norte).

Puente de La Mujer, em Puerto Madero

Puente de La Mujer, em Puerto Madero

Leia também:
Buenos Aires – Visite a Casa Rosada de graça
10 dicas sobre bagagens em viagens ao exterior

É uma delícia caminhar pelos calçadões de lá, margeando o Río de La Plata cercado de restaurantes e barzinhos. O passeio pode começar na Puente de la Mujer,  que, dizem, ser a imitação das formas de uma mulher dançando tango.

Fragata Presidente Sarmiento virou museu

Depois de muitas fotos, ali pertinho, você vai ver a Fragata Presidente Sarmiento, que na verdade é um museu que funciona dentro da embarcação. Não cheguei a entrar, mas pelo o que pesquisei tem mapas e objetos originais da fragata – parece bem legal para ir com crianças. Ainda na pegada cultural, tem também o Museo de la Imigración (Avenida Antártida, 1355. Entrada gratuita), com filmes, fotos e peças que contam a chegada dos europeus à Argentina.

Na hora do almoço, a pedida em Puerto Madero é uma das churrascarias. Eu fui no Siga La Vaca (Av. Alicia Moreau Justo, 1714), mas não achei tão bom assim. Uma amiga foi no Cabaña las Lilas (Av. Alicia Moreau de Justo, 516 – Dique 4) e adorou, disse que o serviço é de primeira e as carnes bem saborosas. Então, acho que é uma boa opção para minha próxima ida a Buenos Aires.

No cair da tarde, a pedida é se divertir no Casino Puerto Madero (Av. Elvira Rawson de Dellepiane, s/nº). Eu adorei jogar nas maquininhas, mas tem tudo quanto é tipo de jogo. Até cheguei a ganhar 10 pesos, mas arrisquei mais e perdi em seguida, claro.

Ótimas massas no Cucina D´Onore

Depois de jogar e, com um pouco de sorte, ganhar algum dinheiro, a dica é terminar o dia com um delicioso jantar no Cucina D’Onore (Av. Alicia Moreau Justo, 1768), perto dali. Vale muito a pena. Tem massas realmente muito boas, ótimos vinhos e o preço é bem honesto – em comparação com São Paulo.

Leia também: Luxo em Machu Picchu