Escolha uma Página
O que fazer em Dubai, nos Emirados Árabes

O que fazer em Dubai, nos Emirados Árabes

Conhecida como Meca do Consumo, Dubai, nos Emirados Árabes, tem atraído muitos empresários e executivos para realização de negócios. Apesar do grande número de profissionais que passam por ali, a cidade é ótima para o lazer. Por isso, damos dicas de o que fazer em Dubai, principalmente se você tem pouco tempo por lá ou estiver de passagem.

Quente e futurista, Dubai é o principal polo turístico dos Emirados Árabes Unidos, uma cidade-Estado com arranha-céus, parques, ilhas e lagos artificiais. É ali que está também uma das grandes obras da arquitetura moderna, a torre mais alta do mundo, o Burj Khalifa, com 828 metros de altura.

Outra dica importante para quem visita Dubai, se a temperatura estiver próxima dos 40°C, deixe para fazer os passeios ao ar livre depois das 16 horas, porque o calor é realmente escaldante. Vamos às dicas de o que fazer em Dubai.

1. Voar de balão

o-que-fazer-em-dubai-balao

Passeio de balão é uma opção diferente para aproveitar Dubai (Foto: Divulgação)

Se você não sabe o que fazer em Dubai, comece por um passeio de balão. Levante cedo e veja o nascer do sol enquanto sobrevoa o deserto. Lá de cima você irá passar por dunas de areia vermelha, oásis verdes e planícies desertas. O passeio custa a partir de US$ 268 (informações aqui).

2. Visitar a Velha Dubai

o-que-fazer-em-dubai-mercado-de-ouro

O Mercado de Ouro fica na região histórica de Dubai (Foto: Bernard Oh)

Descubra a velha Dubai explorando a área de Bastakiya, em Bur Dubai, próximo a Dubai Creek. Muitos dos edifícios históricos e museus foram reformados e é possível conhecer dezenas de mercados árabes e lojas de lembrancinhas. Na região, ficam o famoso Mercado de Ouro (Gold Souk) e o de Especiarias, além do bacana Museu de Dubai, que mostra mais sobre a cultura local.

LEIA MAIS: 6 dicas para garantir o melhor lugar no avião

3. Conheça o Aquário do Dubai Mall

o-que-fazer-em-dubai-aquario

O belíssimo aquário do Dubai Mall: é de impressionar (Foto: Divulgação)

Em uma cidade tão quente, nada melhor do que aproveitar um ar mais fresco em um dos mais modernos shoppings, o Dubai Mall, segundo maior do mundo. São 1200 lojas, pista de gelo e até um aquário – lar de mais de 33 mil animais marinhos – que pode ser visto através do maior painel de acrílico do mundo.

4. Subir no Burj Khalifa

o-que-fazer-em-dubai-burj-khalifa

Subir à plataforma de observação do Burj Khalifa é um dos passeios imperdíveis em Dubai (Foto: Chris Hopkins Images)

Nada como ver o pôr do sol do alto do maior prédio do mundo, o Burj Khalifa. No 124º andar existe uma plataforma de observação com vista de 360 graus sobre Dubai. O edifício de arquitetura ultramoderna se contrasta com a vastidão do deserto da Arábia. O ingresso custa por volta de US$ 35. Depois, no lago artificial em frente ao Burj Khalifa acontece um “show das águas”, na qual fontes parecem dançar ao ritmo da música. Ocorre diariamente, a partir das 18h até às 23h.

5. Mergulhar no Golfo Pérsico

o-que-fazer-em-dubai-jumeirah beach

Além de se refrescar na praia da Jumeirah Beach, o turista ainda tem a vista do Al Burj Arab (Foto: Ismail Mia)

Passar um dia na praia da Jumeirah Beach e dar um mergulho nas águas do Golfo Pérsico é uma experiência delicioso – ainda mais para aliviar o calor. Aproveite para curtir o lindo pôr do sol por lá.

6. Tirar foto de um dos hotéis mais famosos do mundo
Sabe aquele prédio em forma de vela muito famoso no mundo todo? É o Burj Al Arab Jumeirah, um hotel chiquérrimo e lindíssimo por dentro e por fora. Se não tiver a oportunidade de se hospedar nele, pelo menos dê uma passada por lá e faça algumas fotos.

7. Conhecer uma ilha artificial

o-que-fazer-em-dubai-palm-jumeirah

A famosa ilha artificial em formato de palmeira. Vale a visita (Foto: Jason Mrachina)

Em Dubai, não perca a oportunidade de conhecer a Palm Jumeirah, aquela ilha artificial em formato de palmeiras, onde fica o hotel Atlantis. Você pode passar o dia por lá ou no Aquaventure, um parque aquático bem legal que fica bem ao lado. É ali que está também outro ponto turístico bem legal, o Aquário The Lost Chambers (entrada: AED 100 – adulto).

8. Jantar a bordo de um cruzeiro

o-que-fazer-em-dubai-cruzeiro

Passeio do Bateaux Dubai Dinner Cruise dura 2h30 (Foto: Divulgação)

No fim do dia, aproveite para jantar a bordo do Bateaux Dubai Dinner Cruise, na Enseada de Dubai. O passeio, que dura 2h30, é feito em um luxuoso barco envidraçado, para poder apreciar a vista noturna e iluminada de Dubai. Uma das operadoras que oferecem o cruzeiro é a ATD Travel Services. O custo gira em torno de US$ 141 (adulto).

VEJA TAMBÉM: Parque de Diversões da Ferrari em Abu Dhabi

 


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Roteiro de 4 dias: O que fazer em Istambul

Roteiro de 4 dias: O que fazer em Istambul

Única cidade no mundo dividida por dois continentes, Istambul reúne mesquitas, palácios, mercados e monumentos históricos magníficos. Entre as principais atrações estão a Mesquita Azul, com seis belos mirantes, o Palácio Topkapi, antigo centro político do Império Otomano, o Aya Sofya, que já foi o maior templo cristão do mundo, e o Grand Bazaar, com os mais diversos produtos, de tapetes a condimentos. Neste artigo, mostramos o que fazer em Istambul, em um roteiro de quatro dias.

O melhor jeito de explorar Istambul é dividi-la por bairros, para otimizar o tempo e facilitar a locomoção. Na região de Sultanahmet fica a parte histórica de Istambul e a maioria dos pontos turísticos. Localizada ao sul do Chifre de Ouro (braço de mar naturalmente curvo), reúne mesquitas, bazares, palácios e marcos históricos.

istambul-bosforo

Vista noturna de Bósforo, a partir do alto do bairro Beyoglu (Foto: Moyan Brenn)

Com muitas riquezas históricas e um toque de modernidade, Istambul tem um povo amigável e simpático, que adora receber turistas. Claro que quatro dias ainda é pouco tempo para visitar esta cidade, mas é o mínimo recomendado. Se puder ficar pelo menos uma semana para conhecer os arredores, melhor ainda!

Ah, vale lembrar que, ao entrar nas mesquitas, os turcos pedem aos visitantes que tirem os sapatos e, às mulheres, que tapem os cabelos.

O que fazer em Istambul

ROTEIRO DIA 1
ROTEIRO DIA 2
ROTEIRO DIA 3
ROTEIRO DIA 4

Antes de seguir para o roteiro, veja algumas dicas abaixo.

TRANSPORTE EM ISTAMBUL: Para se locomover em Istambul, o táxi é boa opção em Istambul, pois são bastante baratos. Uma corrida até Sultanahmet (centro histórico) sai em média por 15 dólares. Quem quiser economizar, pode pegar o metrô até a estação Aksaray, de onde partem ônibus e trens para outros locais da cidade.

MELHOR ÉPOCA PARA IR A ISTAMBUL: Para programar sua viagem, leve em conta que em Istambul o verão costuma ser quente e úmido, com pouca chuva. Já o inverno é frio, embora não tão acentuado quanto em outras regiões da Turquia. Portanto, as melhores épocas para visitar a cidade são a primavera (especialmente abril e maio) e o outono (preferencialmente entre setembro e outubro), quando as temperaturas estão mais agradáveis.

mesquita-azul-istambul

Interior da Mesquita Azul, um dos pontos mais visitados de Istambul (Foto: Pedro Szekely)

ONDE FICAR EM ISTAMBUL: Grande parte dos hotéis em Istambul fica na região de Sultanahmet, a parte histórica da cidade. Se quiser opções de hospedagem mais luxuosas vá para a região de em Beyoglu, próximo à movimentada rua Istiklal Caddesi, ótima para passear e fazer compras.

LEIA MAIS:
City tour de graça em Istambul


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Roteiro Istambul dia 1: Mesquita Azul, Aya Sofia e mais

Roteiro Istambul dia 1: Mesquita Azul, Aya Sofia e mais

Istambul, na Turquia, tem inúmeras atrações bacanas para aproveitar. No primeiro dia do roteiro a dica é ir logo de cara a um dos mais famosos cartões-postais da cidade: o Aya Sofia, antiga mesquita que hoje abriga um museu. Ali na região, curta também a encantadora Mesquita Azul e seus seis miranetes, além da impressionante Cisterna da Basílica. Veja os detalhes com preços, horário de funcionamento e localização.

Aya Sofya (Santa Sofia)

Aya Sofya já foi igreja e mesquita e, desde 1935, é um importante museu. Concluído em 537 pelo imperador Justiniano, foi até o século 16 o maior templo cristão do mundo. Com um bonito interior, com teto abobadado, tem mosaicos de ouro e afrescos que mostram toda essa mistura de religiões.

Onde fica: Sultanahmet
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 17h (até às 19h30 no verão)
Preço: 40 TL. Criança até 12 anos é grátis
Como chegar: bonde Sultanahmet

Mesquita Azul

mesquita-azul-istambul

A Mesquita Azul com belíssimos miranetes (Foto: Henrik Berger Jørgensen)

A Mesquita Azul, segunda atração mais impressionante de Istambul, é a mais impressionante de Istambul.

Apesar do nome, você pode estranhar pelo fato de ela não ser azul.

A cor se refere ao seu interior, onde o azul predomina em seus mais de 20.000 azulejos! É lindo demais!

Por fora, a Mesquita Azul conta com seis miranetes (torres) e um enorme pátio revestido de azulejos azuis, claro.

Coberta com um tapete vermelho, é necessário tirar os calçados para entrar na Mesquita Azul. As mulheres devem, ainda, cobrir os cabelos. Evite vestidos, saias, shorts e bermudas quando for fazer esse passeio!

LEIA MAIS: City tour de graça em Instambul

Antes de conhecer esse monumento tão importante, é bacana saber um pouco da sua história. A Mesquita Azul, também conhecida como Mesquita do Sultão Ahmed, é uma mesquita otomana construída entre 1609 e 1616. Ela fica no bairro de Eminönü, no distrito de Fatih, em frente à Basílica de Santa Sofia.

Ah, a entrada é grátis!

Veja neste vídeo um pouco mais da beleza da Mesquita Azul e seu entorno.

Onde fica: Sultanahmet
Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 19h (até às 21h no verão). Fechado nos horários de oração
Preço: Entrada gratuita
Como chegar: bonde Sultanahmet

Cisterna da Basílica

Cisterna de Yerebatan-istambul

A Cisterna da Basílica foi construída em 542, para armazenar água nas épocas de seca (Foto: Andrés Suárez García)

A Cisterna da Basílica foi construída pelo imperador bizantino Justiniano, em 542, para armazenar água nas épocas de seca. Com suas imponentes 336 colunas de mármore em uma área de 9800 m2, é comumente chamada de “Palácio Submerso”.

Onde fica: Yerebatan Caddesi 13
Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 17h30 (no verão até às 18h30)
Preço: 20 TL
Como chegar: ônibus Sultanahmet Durağı

CONTINUE LENDO:
ROTEIRO DIA 2
ROTEIRO DIA 3
ROTEIRO DIA 4

VOLTAR À MATÉRIA INICIAL


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Roteiro Istambul dia 2: Palácio Topkapi, Grand Bazaar e mais

Roteiro Istambul dia 2: Palácio Topkapi, Grand Bazaar e mais

O segundo dia do roteiro Istambul, na Turquia, tem uma das atrações mais esperadas, o belíssimo Palácio Topkapi, antigo centro do império otomano que hoje funciona como museu. Além disso, tem também o imperdível passeio ao Grand Bazaar, o Museu Arqueológico de Istambul e até um banho turco no Cemberlitas Hamami. Confira.

Palácio Topkapi

Construído entre 1460 e 1478 pelo sultão Mehmet II, o Palácio Topkapi foi o centro político do Império Otomano entre os séculos 15 e 19. Desde 1924, o local transformou-se em museu, onde são exibidos trajes, objetos, pinturas e móveis da época, além das relíquias sagradas do profeta Maomé. Não deixe de conhecer o harém. De abril a outubro, costuma ter ficar lotado. Por isso, reserve uma manhã ou tarde inteira para visitação.

topkapi-harem-istambul

Harém do Palácio Topkapi, um dos pontos mais visitados de Istambul (Foto: Carmen Alonso Suarez)

Onde fica: Bab-i Humayun Caddesi
Horário de funcionamento: diariamente (exceto às terças), das 9h às 17h (no verão até às 19h)
Preço: 40 TL (museu) e 25 TL (harém)
Como chegar: bonde Gülhane ou Sultanahmet

Museu Arqueológico de Istambul

O Museu Arqueológico de Istambul destaca-se por sua coleção de sarcófagos, entre eles o do imperador Alexandre, O Grande. O local inclui ainda Museu do Antigo Oriente, com objetos das primeiras civilizações da Mesopotâmia e Egito, e o Cinili Kosk, com peças de cerâmica turca.

Onde fica: Osman Hamdi Bey Yokusu
Horário de funcionamento: diariamente, das 9h00 às 19h00
Preço: 20TL
Como chegar: bonde Gülhane

Grand Bazaar

grandbazaar-istambul

O Grand Bazaar é o mais antigo mercado fechado do mundo (Foto: David Leo Veksler)

O Grand Bazaar é o maior e mais antigo mercado fechado do mundo, com mais de 4 mil lojas, espalhadas em 65 ruas.Com cúpulas e restos de muralha do século 15, vende de tudo um pouco: calçados, tecidos, joias, tapetes. A dica é negociar.

Onde fica: Çarsikapi Caddesi
Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 8h30 às 19h (fechado aos domingos)
Preço: entrada gratuita
Como chegar: bonde Beyazıt ou Çemberlitaş

Cemberlitas Hamami

oquefazeremistambul-banhoturco

Uma das tradições locais é o hamman, ou banho turco, como o que é oferecido pelo Cemberlitas Hamami (Foto: Divulgação)

Quem quiser mergulhar nas tradições locais deve fazer o famoso hamman, o banho turco, como o que é oferecido pelo Cemberlitas Hamami. Com alas masculinas e femininas, são diversas opções de banho: com esfoliação, massagem etc. Primeiro, a pessoa deve se despir, colocar um tecido de algodão e deitar-se sobre um mármore, numa espécie de sauna e, em seguida, vem o banho.

Onde fica: Vezirhan Cad. 8
Horário de funcionamento: diariamente, das 6h às 00h
Preço: varia conforme o tratamento
Como chegar: bonde T1

CONTINUE LENDO:
ROTEIRO DIA 3
ROTEIRO DIA 4
ROTEIRO DIA 1

VOLTAR À MATÉRIA INICIAL

Roteiro Istambul dia 3: Palácio de Dolmabahçe, Torre Gálata e mais

Roteiro Istambul dia 3: Palácio de Dolmabahçe, Torre Gálata e mais

Para aproveitar ao máximo o roteiro Istambul, na Turquia, selecionamos passeios imperdíveis nesta cidade que é dividida por dois continentes. No terceiro dia de viagem, recomendamos visitar o Palácio de Dolmabahçe, Torre Gálata e a rua Istiklal Caddesi, repleta de bares, restaurantes e lojas bacanas. Confira o que fazer em Istambul.

Palácio de Dolmabahçe

palacio-dolmabahçe-istambul

Um dos ambientes luxuosos do Palácio de Dolmabahçe (Foto: Damian Entwistle)

O Palácio de Dolmabahçe é uma espécie de “Versailles Turco”. Construído no século 19, tem dois portões monumentais, 285 quartos e 43 salas, cuja decoração permanece quase totalmente mantida. Entre os destaques está a sala do trono, os jardins em estilo francês, os quartos do sultão e o harém.  É possível fazer visitas guiadas.

Onde fica: Dolmabahçe Caddesi
Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 16h (exceto às segundas e quintas)
Preço: 30 TL e 20 TL (harém)
Como chegar: ônibus DT2, T4, 22E, 28, 40, 56 ou 256 ou bonde Kabataş

Torre Gálata

torre-galata-istambul

É possível subir na Torre Gálata e ter uma bela vista de Istambul (Foto: Harold Litwiler)

A Torre Gálata foi construída pelos genoveses, em 1348, para se defender dos conflitos com Constantinopla. Em seu topo, acessível por um elevador instalado em 1967, é possível ter uma bela visão da cidade. O roteiro Istambul recomenda.

Onde fica: Büyük Hendek Caddesi
Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 18h
Preço: 9 TL
Como chegar: ônibus DT2, T4, 22E, 28, 40, 56 ou 256 ou bonde Kabataş

Istiklal Caddesi

istambul-ruaIstiklal Caddesi

No bairro de Beyoglu, a rua Istiklal Caddesi tem cafés turcos, lojas e restaurantes bacanas (Foto: FaceMePLS)

No bairro de Beyoglu, a rua Istiklal Caddesi é uma passagem fechada para pedestres que começa na praça Taksim Square. Cheia de atrações, a via tem cafés turcos, lojas e restaurantes bacanas.

Como chegar: metrô Taksim

CONTINUE LENDO:
ROTEIRO DIA 4
ROTEIRO DIA 2
ROTEIRO DIA 1 

VOLTAR À MATÉRIA INICIAL

City tour de graça em Cingapura

Visitar a Ásia já é uma experiência e tanto. E você não pode perder a chance de conhecer uma das nações mais ricas por lá: Cingapura. Mesmo que você esteja apenas em trânsito no aeroporto, dá para aproveitar algumas horinhas na “Cidade do Leão” (significado de Cingapura na língua malaia). É que a Free Singapore Tour, em parceria com o Aeroporto Changi e a Singapore Airlines, oferece city tour gratuito para os passageiros em escala.

Cingapura

City tour noturno em Cingapura inclui a Marina Bay Sands (Foto: iStock)

A visita guiada dura duas horas, oportunidade na qual você poderá conhecer alguns dos principais pontos turísticos, como a roda-gigante Singapore Flyer, os bairros Chinatown e Little India e a The Fountain of Wealth, uma das maiores fontes do mundo. Mas é preciso ter pelo menos quatro horas de escala para dar tempo de fazer o city tour completo.

VEJA TAMBÉM: Quer viajar de navio? Cruzeiros a partir de R$ 585

Cingapura

A imponente roda-gigante Singapore Flyer também está no roteiro de Cingapura (Foto: iStock)

Além do city tour convencional, a empresa oferece também um city tour noturno, com destaque para as luzes da Esplanada e da Marina Bay Sands.

Os tours acontecem cinco vezes ao dia: às 9h, às 11h30, às 14h30, às 16h e às 18h30. As inscrições devem ser feitas com pelo menos uma hora de antecedência, no terminal 2 (perto do Lounge E) ou no terminal 3 (próximo ao Lounge B).

LEIA TAMBÉM: Hospede-se em um hotel de luxo pagando pouco