Escolha uma Página
Torre Eiffel será reaberta com restrições

Torre Eiffel será reaberta com restrições

Torre Eiffel será reaberta com restrições

Um dos pontos turísticos mais famosos do mundo, a Torre Eiffel, em Paris (França), será reaberta no próximo dia 25 de junho após mais de três meses fechada ao público por conta da pandemia mundial causada pelo coronavírus.

Mas quem for visitar um dos lugares mais fotografados do mundo terá que obedecer a algumas restrições! Leve sua máscara e prepare-se para subir escada!

Por enquanto, somente o acesso até o segundo andar foi liberado, e apenas de escada! Ah, e o uso de máscara é obrigatório a todos os visitantes com 11 anos ou mais. 

torre-eiffel

Elevador apertado da Torre Eiffel estará inativo; subida terá que ser pelas escadas (Foto: Wally Gobetz)

 

Quem já esteve por lá sabe que os elevadores são bastante apertados, concentrando (ou esmagando) os visitantes até o topo da torre. Por isso, para acessar o piso superior da torre Eiffel somente de escada! Vá de tênis e prepare-se para subir!

De um lado, estarão disponíveis as escadas para quem estiver subindo. Do outro, para quem estiver descendo. Nada de esbarrões! 

VEJA MAIS: ROTEIRO DE 7 DIAS EM PARIS

Além disso, a entrada dos visitantes nos andares será controlada, para evitar aglomeração.

Infelizmente, o topo da torre, um dos lugares mais sonhados por boa parte dos turistas, ainda ficará fechado. Isso porque o elevador que dá acesso a ela é bastante pequeno.   

A França, que teve mais de 191.000 casos e 29.000 mortes, segundo dados da Johns Hopkins, começou a diminuir suas restrições de bloqueio em meados de maio, mas está exercendo maior cautela em Paris. Desde então, o transporte público opera com capacidade reduzida e os passageiros precisam usar máscaras, para não levarem multa de US$ 220.

 

Curiosidades sobre a Torre Eiffel

  • Tem 324 metros de altura
  • Foi erguida em 1.889
  • Era para ser apenas uma exposição temporária, mas fico em definitivo
  • É a construção mais alta da cidade
  • O monumento recebe cerca de 7 milhões de visitantes por ano

 

Quanto custa conhecer a Torre Eiffel

torre-eiffel

Torre Eiffel, em Paris, será reaberta após pandemia com restrições (Foto: Swann Lecocq)

 

Preço – Entrada Torre Eiffel

💰 Entrada:

  • Acesso ao topo de elevador: € 25,90 (adulto), € 13,00 (jovem de 12 a 24 anos) e € 6,50 (criança de 4 a 11 anos).
  • Acesso ao segundo piso de elevador: € 16,60 (adulto), € 8,30 (jovem de 12 a 24 anos) e € 4,10 (criança de 4 a 11 anos).
  • Acesso ao topo de elevador + escada: € 19,70 (adulto), € 9,80 (jovem de 12 a 24 anos) e € 5 (criança de 4 a 11 anos).
  • Acesso ao segundo piso de escada: € 10,40 (adulto), € 5,20 (jovem de 12 a 24 anos) e € 2,60 (criança de 4 a 11 anos).

 

Horário de funcionamento da Torre Eiffel

Horário regular:

  • Diariamente, das 9h30 às 23h45 (de junho a agosto, funciona das 9h às 00h45). Atenção aos horários especiais no período pós-pandemia

 

Como chegar a Torre Eiffel

  • Metrô Bir-Hakeim, Trocadéro ou Ecole Militaire. RER Champ-de-Mars

 

 

LEIA TAMBÉM: Museus gratuitos em Paris

Espero ter ajudado você com este artigo aqui do blog! Aproveite para curtir nosso InstagramFacebook e YouTube e acompanhe nossas dicas de viagem. Até a próxima!

 


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com

Torre Eiffel será reaberta com restrições

Um destino que está na lista de quase todo viajante é a Amazônia. Sim, a floresta mais importante do mundo tem incontáveis motivos para ser visitada. E o melhor: a maior parte dela está aqui mesmo no Brasil.

A Amazônia é o lugar perfeito para quem ama a natureza. Maior bioma brasileiro, por lá crescem 2.500 espécies de árvores e 40 mil espécies de plantas, sem contar as 1,3 mil espécies de aves e 300 mamíferos. 

A floresta amazônica é tão grande que abrange nove países (Brasil, Paraguai, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Guiana Francesa e Suriname), sendo que 60% da floresta está localizada no Brasil.

Manaus, no Amazonas, é uma das principais portas de entrada para a Amazônia, mas você também pode conhecer a floresta pelos estados do Pará, Maranhão, Goiás, Mato Grosso, Acre, Amapá, Rondônia e Roraima.

amazonia-manaus

Passeio de barco para conhecer o famoso Encontro das Águas do rio Negro e Solimões

 

Em Manaus, por exemplo, você pode fazer o famoso passeio de barco para ver o Encontro das Águas, quando o Rio Negro, com águas escuras, se encontra com o Solimões, de tom avermelhado. É sensacional ver que as águas não se misturam. Eu fiz este passeio em 2006, quando estive lá, e recomendo muito. Não vejo a hora de voltar, agora com a família inteira.

VEJA MAIS: O QUE FAZER EM MANAUS

Além disso, recomendo passeios de barco pelos rios, conhecer os igarapés, os manguezais, as cachoeiras, enfim, atração interessante não falta.

Veja cinco atrações imperdíveis para quem planeja conhecer a Amazônia.

 

5 motivos para conhecer a Amazônia

 

1- Ficar pertinho de uma natureza exuberante

amazonia

Na Amazônia, é comum ver animais exuberantes, como a Arara Azul (Foto: Jorge Lopes)

 

A viagem a Amazônia é o ápice do turista que é apaixonado pela natureza no seu sentido mais profundo. Os passeios incluem um tour de barco por igapós, trilhas em meio à vegetação nativa e a observação de muitas espécies de aves, peixes e mamíferos. Um destino para ficar na memória!

 

2- Ter várias cidades para conhecer

Manaus, capital do Amazonas, é a principal porta de entrada para a Amazônia. Lá o viajante tem opções culturais, ótimos hotéis e restaurantes e, claro, diversas opções de passeios pela floresta e até praias de rio. É delicioso!

amazonia-manaus

Uma das praias de rio de Manaus (Foto: Passaporte Digital)

Mas há outras cidades interessantes para conhecer. Ainda no Amazonas, Presidente Figueiredo, a 100 km da capital, é muito conhecida pelo turismo ecológico, com cavernas, corredeiras e cachoeiras.

Alter do Chão, no Pará, é outra opção interessante no município de Santarém no Pará. A vila é banhada pelas belas águas do rio Tapajós, formando deliciosas praias de água doce.

LEIA TAMBÉM: 15 melhores pontos turísticos de Belém do Pará

 

3- Fazer passeios incríveis

amazonia-floresta

Trilha pela floresta amazônica em Mato Grosso (Foto: Samuel Melim)

 

Que tal ver ao vivo uma árvore com mais de 60 metros de altura? As trilhas em meio à selva proporcionam uma experiência sensacional. Mas este é só um dos passeios incríveis para fazer na Amazônia. Tem o tour de barco pelo encontro das águas do rio Negro e Solimões, em Manaus, tem as ilhas do Parque Nacional de Anavilhanas, em Uarini (AM), os botos cor-de-rosa em Novo Airão (AM), as cachoeiras de Presidente Figueiredo (AM), entre muitos outros.

 

4- Conhecer de perto a maior biodiversidade do mundo

amazonia

Conhecendo de perto uma castanheira, um passeio da reserva Cristalino Lodge, em Mato Grosso (Foto: Cristian-Dimitrius)

Abocanhando 49,29% do território brasileiro, a Amazônia é hoje o maior bioma do mundo, que abrange nove países (Brasil, Paraguai, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Guiana Francesa e Suriname). São cerca de 40 mil espécies de plantas, 300 espécies de mamíferos, 1,3 mil espécies de aves, em 4,196.943 km² de florestas densas e abertas.

A Amazônia abriga ainda a maior bacia hidrográfica do mundo e uma imensa reserva de madeira (sendo notícia no mundo, inclusive pelo desmatamento 🙁 . O fato é conferir de perto toda essa biodiversidade é um privilégio muito grande, que precisa ser preservado por todos!

 

5- Provar uma culinária única

amazonia

Um dos pratos da culinária amazônica servido no Cristalino Lodge (Foto: Gustavo Steffen)

 

A culinária da Amazônia inclui muitos peixes de água doce, como o filhote, o pirarucu e o tambaqui, preparados das mais diferentes formas: grelhados, fritos, cozidos no vapor, em molhos ou ensopados.

Mas tem outros pratos bem típicos como a maniçoba, feita com pedaços de carne, mandioca e filhas de chicória, e o tacacá, uma sopa com jambu e tucupi comum nos estados do Acre, Amazonas, Rondônia e Pará.

 

Amazônia: quando ir?

ponta negra_manaus

Vale a pena conhecer Manaus, porta de entrada para a Amazônia (foto: Bruno Zanardo)

 

Para quem pretende visitar a Amazônia, é muito importante saber que existem duas estações: a época da cheia e a época da seca. Por isso, o melhor período é aquele que atende ao que você mais quer fazer por lá.

  • Dezembro a Maio: período de chuvas, época recomendada para quem quer fazer passeios de canoa pelos igapós (conhecidos como florestas inundadas).
  • Junho a Novembro: período de seca, ideal para aproveitar as praias de rios (chamadas de fluviais), que desaparecem quando o rio está denso e cheio.

 

Onde fica a Amazônia brasileira

A floresta amazônica localiza-se no norte da América do Sul, abrange os estados do Amazonas, Acre, Amapá, Rondônia, Pará e Roraima, além de menores proporções nos países: Peru, Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa.

💁 Dica da Alê: Como a Amazônia é bem quente, recomendo levar para sua viagem: protetor solar, capa de chuva, repelente, lenço umedecido, toalha de secagem rápida ou toalha de rosto, chapéu e um squeeze que mantenha uma água geladinha.

 

MAIS SOBRE A REGIÃO DA AMAZÔNIA:

Conheça Manaus
Conheça Belém
Passeio de balão no Acre

Espero ter ajudado você com este artigo aqui do blog! Aproveite para curtir nosso InstagramFacebook e YouTube e acompanhe nossas dicas de viagem. Até a próxima!

 


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com

Museus gratuitos em Paris

Vai estar na Cidade Luz por estes dias? Pois então, anota na agenda: sábado, dia 16 de maio de 2015, haverá muitos museus gratuitos em Paris. Aproveite para se atualizar e não pagar nada!

Trata-se do Nuit Européenne des Musées, data em que diversos museus em Paris e no interior da França ficam abertos até bem tarde, com entrada liberada. A intenção é de democratizar a cultura. Também há muitos eventos especiais para o público neste dia.

Musée d'Orsay

Musée d’Orsay também terá entrada gratuita durante o evento (Foto: Sophie Boegly_Divulgação)

Entre os museus que já confirmaram a participação estão: Centre Pompidou, Musée d’Orsay, Petit Palais, Grand Palais, Musée du Quai Branly e Musée Picasso. Mais informações no site do evento.

LEIA TAMBÉM: Roteiro de 7 dias em Paris

 

Paris: roteiro de sete dias na capital da França e arredores

Paris: roteiro de sete dias na capital da França e arredores

Paris: roteiro de sete dias na capital da França e arredores

Paris é um daqueles lugares no mundo que quem vai uma vez quer voltar sempre – e cada viagem certamente encontrará algo diferente: um café delicioso, um bistrô incrível ou um museu que ainda não tinha sido explorado devidamente. Mas se você está indo à “Cidade Luz” pela primeira vez, montei um roteiro de sete dias na capital da França e arredores que vai ajudar a aproveitar melhor o tempo por lá.

Entre as atrações, claro que não podem faltar a Torre Eiffel, o Arco do Triunfo, a Champs Elysée, a Catedral de Notre Dame e o Museu do Louvre. Se você tem pouco tempo em Paris, priorize esses locais. Mas se tem a sorte de ter pelo menos sete dias, pode se basear nesse roteiro tranquilamente.

torre eiffel

Torre Eiffel, ícone de Paris, pode ser vista de vários ângulos (Foto: Passaporte Digital)

Para facilitar, tive a preocupação de colocar as atrações de maneira geográfica, para otimizar o tempo. Além disso, pesquisei os endereços, horários de funcionamento, como chegar e os preços de entradas e ingressos, para você ter uma ideia melhor de quanto vai gastar na viagem.

Outro ponto importante. Ao andar de transporte público, guarde o bilhete usado com você até o fim da viagem. Caso o fiscal passe e solicite o bilhete, é preciso mostrar, se não você pode levar multa. Dado o recado, agora é aproveitar o roteiro. Vamos lá?

Roteiro de Paris: Primeiro Dia
Roteiro de Paris: Segundo Dia
Roteiro de Paris: Terceiro Dia
Roteiro de Paris: Quarto Dia
Roteiro de Paris: Quinto Dia
Roteiro de Paris: Sexto Dia
Roteiro de Paris: Sétimo Dia

ROTEIRO ATUALIZADO EM SETEMBRO DE 2020 🙂


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Roteiro de Paris: dia 1 – Torre Eiffel e rio Sena

Roteiro de Paris: dia 1 – Torre Eiffel e rio Sena

Roteiro de Paris: dia 1 – Torre Eiffel e rio Sena

Quando vou conhecer um lugar novo, gosto logo de ir ao principal ponto turístico (porque se eu gostar muito, posso voltar mais vezes durante a viagem).

Desta forma, programei no roteiro de Paris a visita à Torre Eiffel logo no primeiro dia. Mas tem mais: não deixe de passar pelo jardim do Trocadéro, pelo Palais de Chaillot e fazer um passeio de barco pelo rio Sena. Aproveite!

  • ROTEIRO DE PARIS DIA 1

 

Torre Eiffel

paris-torre-eiffel

Torre Eiffel: tem que conhecer de dia e à noite (Foto: Passaporte Digital)

 

Vamos começar pelo maior símbolo de Paris, a Torre Eiffel. O monumento de 324 metros de altura foi erguido em 1.889 para uma exposição temporária em comemoração ao centenário da Revolução Francesa, mas acabou ficando em definitivo, para nossa sorte. Ah, não deixe de passar pela torre também à noite, para vê-la iluminada.

– Horário de funcionamento: diariamente, das 9h30 às 23h45 (de junho a agosto, funciona das 9h às 00h45)
– Preço: a partir de € 10,40 (adulto) pela escada, € 16,60 (adulto) acesso pelo elevador ao segundo andar e € 25,90 (adulto) acesso pelo elevador ao topo
– Como chegar: metrô Bir-Hakeim, Trocadéro ou Ecole Militaire. RER Champ-de-Mars.

LEIA TAMBÉM: Roteiro do segundo dia em Paris

 

Palais de Chaillot e Jardin du Trocadéro

Saindo da Torre Eiffel, logo em frente, estão o Jardin du Trocadéro e o palácio de Chaillot, uma espécie de centro de exposições que abriga também alguns museus, como o do cinema nacional. Além de ser um jardim lindo, em estilo neoclássico com fontes e esculturas de bronze, o lugar é ótimo (mesmo) para tirar boas fotos da Torre Eiffel.

Trocadéro

Vista do jardim do Trocadéro a partir da Torre Eiffel (Foto: Passaporte Digital)

– Onde fica: 1 Place du Trocadéro
Como chegar: metrô Trocadéro

 

Passeio de barco pelo rio Sena

torre-eiffel

Rio Sena com a Torre Eiffel ao fundo: paisagem de Paris que encanta os olhos (Foto: Passaporte Digital)

Se você sempre sonhou em passear de barco pelo rio Sena, esta é a hora. Aproveite um dia bonito para apreciar a vista das pontes e a arquitetura de Paris. Pertinho da Torre Eiffel você tem opções de empresas que fazem o passeio. Se for domingo, os parisienses costumam se exercitar às margens do rio, sem contar os eventos que acontecem por lá no verão. É só chegar e aproveitar!

Preço médio do passeio de barco: a partir de € 6 (adulto).
– Como chegar: metrô Pont de l’Alma.

 

VOLTAR AO ROTEIRO COMPLETO DE PARIS
IR PARA O ROTEIRO DO SEGUNDO DIA EM PARIS

* Preços atualizados em setembro de 2020, sujeitos a alteração


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Roteiro de Paris: dia 2 – Arco do Triunfo e Museu d’Orsay

Roteiro de Paris: dia 2 – Arco do Triunfo e Museu d’Orsay

Roteiro de Paris: dia 2 – Arco do Triunfo e Museu d’Orsay

Estamos apenas no segundo dia de viagem e o roteiro de Paris promete! A começar pela famosa avenida Champs-Elysées e o seu imponente Arco do Triunfo. Para completar, uma injeção de arte nos museus d’OrsayInvalides. Veja as dicas para aproveitar o dia na capital francesa!

  • ROTEIRO DE PARIS DIA 2:

 

Arco do Triunfo

Champs-Elysée

A avenida Champs-Elysée com o Arco do Triunfo ao fundo (Foto: Passaporte Digital)

Planejado para comemorar as vitórias militares de Napoleão, o Arco do Triunfo chama a atenção na paisagem. Ah, dá para subir no monumento também. No entanto, se tiver em contenção de despesas, deixe para ver a cidade de cima da Torre Eiffel, que vale mais a pena.

– Horário de funcionamento: Aberto todos o dias, das 10h às 22h45.
– Preço: € 13 (grátis para pessoas de até 18 anos).
– Como chegar: metrô Charles de Gaulle Etoile.

LEIA TAMBÉM: Roteiro do terceiro dia em Paris

 

Champs-Elysées

 

paris-champs-elysee

Andando pela Champs-Elysée e descobrindo as maravilhas de Paris (Foto: Passaporte Digital)

A alameda mais famosa de Paris, a Champs-Elysée, é o lugar perfeito para caminhar e fazer uma pausa para o almoço, café ou jantar, já que é repleta de cafés e restaurantes superbacanas. Se estiver com disposição, ande até o fim dela, onde vai encontrar o Obelisco na Place de La Concorde. Eu simplesmente amei percorrer a avenida e encontrar lugares repletos de flores.

– Como chegar: metrô Franklin D. Roosevelt, George V ou Champs Elysées Clemenceau.

 

Museu d’Orsay

Musée d'Orsay

Exposição no Musée d’Orsay (Foto: Sophie Boegly_Divulgação)

Antiga estação ferroviária, o Museu d’Orsay é um prato cheio para conferir famosas obras de arte francesa, com trabalhos de grandes nomes do impressionismo, como Claude Monet (1840-1926), Pierre-Auguste Renoir (1841-1919), Paul Gauguin (1848-1903) e Paul Cézanne (1839-1906). Para evitar filas, compre o ingresso antecipado. Na Fnac da Champs-Elysées vende.

– Onde fica: 1 Rue de Bellechasse.
– Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h30 às 18h, e quinta até às 21h45. Fechado às segundas-feiras.
– Preço: € 14 (grátis para pessoas até 18 anos).
– Como chegar: metrô Solférino ou RER Musée d’Orsay.

 

Musée de l’Armée Invalides

 

musee-larmee-divulgacao

O imponente Musée de l´Armée Invalides, em Paris (Foto: Divulgação)

A fachada do Musée des Invalides com sua cúpula dourada, chama a atenção na paisagem parisiense. Encomendado por Luís XIV, em 1671, para abrigar veteranos de guerra, foi concluído em 1676. Se não quiser entrar, vale pelo menos passar na frente para ver de perto a imponência do local.

– Horário de funcionamento: diariamente, das 10h às 18h (no inverno, até às 17h).
– Preço: € 14 (grátis para pessoas de até 18 anos).
– Como chegar: metrô Invalides, La Tour ou Varenne. RER Invalides.

VOLTAR AO ROTEIRO COMPLETO DE PARIS
IR PARA O TERCEIRO DIA DE ROTEIRO EM PARIS

* Preços atualizados em setembro de 2020, sujeitos a alteração


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Roteiro de Paris: dia 3 – Notre Dame, Louvre e mais

Roteiro de Paris: dia 3 – Notre Dame, Louvre e mais

Roteiro de Paris: dia 3 – Notre Dame, Louvre e mais

Seguindo o roteiro de Paris, o terceiro dia reserva algumas das atrações mais famosas da capital francesa, como o Museu do Louvre e a Catedral de Notre Dame. Confira os detalhes (preços, endereços e como chegar).

  • ROTEIRO DE PARIS DIA 3:

 

Museu do Louvre

louvre

O belo (e gigante) Museu do Louvre e sua inconfundível pirâmide (Foto: Passaporte Digital)

 

Olha, daria para ficar um dia inteiro no Museu do Louvre e, ainda assim, não seria suficiente para conhecer tudo. Mas se você é como eu, que quer ver as principais obras, mas sem gastar tanto tempo assim, dá para ficar um período por lá e apreciar os trabalhos mais famosos, como o quadro da Monalisa.

Mas chegue cedo, logo na hora que abre, porque esta obra especificamente fica repleta de gente. Pegue um mapa na entrada para se localizar melhor e não perder tempo.

– Onde fica: Rue de Rivoli 101
– Horário de funcionamento: às segundas e de quarta a domingo, das 9h às 18h. Fechado às terças-feiras.
– Preço: € 15 (grátis para menor de 18 anos e todo primeiro domingo de cada mês) e € 17 compra pela internet.
– Como chegar: metrô Palais Royal ou Musée du Louvre.

LEIA TAMBÉM: Roteiro do quarto dia em Paris 

 

Jardin des Tuileries

Saindo do Louvre, se quiser um momento de relax, vale dar uma passada pelo Jardin des Tuileries, o mais antigo de Paris, datado do século 17. O local é cheio de flores, lagos e esculturas.

– Onde fica: Place de la Concorde.
– Horário de funcionamento: diariamente, das 7h30 às 19h30 (até às 21h de abril a setembro).
– Como chegar: metrô Tuileries ou Concorde.

 

Catedral de Notre Dame

 

notre dame

A Catedral de Notre Dame é uma das atrações imperdíveis de Paris (Foto: Passaporte Digital)

 

A igreja mais famosa de Paris levou dois séculos para ser concluída, mas o resultado é de impressionar, tanto externa como internamente. Se decidir encarar a torre da Catedral de Notre Dame (após subir 387 degraus, sem elevador), é possível observar as gárgulas e ter uma linda vista da região. Quem gosta de arqueologia, pode visitar a cripta. Ah, tem audioguide em português para quem quiser alugar e saber mais sobre a história do templo.

– Onde fica: Place du Parvis-Notre-Dame.
– Horário de funcionamento: diariamente, das 8h às 18h45 (até às 19h15 aos fins de semana). Celebrações aos domingos, às 8h30, 12h45 e 18h30.
– Preço: entrada gratuita para a igreja. Torre: € 8,50.
– Como chegar: metrô Cité ou Saint-Michel. RER Saint-Michel ou Notre-Dame.

 

Conciergerie

paris-conciergerie

A antiga prisão da França Conciergerie. (Foto: Divulgação Caroline Rose)

Em estilo gótico, a mais antiga prisão da França foi concluída no século 14. Entre os ilustres prisioneiros que passaram por lá durante a Revolução Francesa estava a rainha Maria Antonieta. No local, dá para conhecer de perto as celas e as câmaras de tortura.

– Onde fica: 2 Boulevard du Palais.
– Horário de funcionamento: diariamente, das 10h30 às 18h30 (de outubro a março, das 9h às 17h).
– Preço: € 9,50 (entrada gratuita para menores de 18 anos e no primeiro domingo de cada mês).
– Como chegar: metrô Cité. RER Saint Michel – Notre Dame.

VOLTAR AO ROTEIRO COMPLETO DE PARIS
IR PARA O ROTEIRO DO QUARTO DIA EM PARIS

* Preços atualizados em setembro de 2020, sujeitos a alteração


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com