Escolha uma Página
Tour por 4 cidades da Toscana, na Itália

Tour por 4 cidades da Toscana, na Itália

Conhecer a Toscana, na Itália, é uma opção fantástica de viagem para quem gosta de arte, cultura, história e vinho. Aqui, damos as dicas para fazer um tour pelas cidades da Toscana, com opções bem bacanas, como Siena, San Giminiano, Lucca e Florença.

Além de paisagens idílicas, a Toscana é conhecida por sua riquíssima gastronomia e por produzir alguns dos melhores vinhos do mundo. Veja mais.

siena_piazza del campo

Em Siena, não deixe de ver a Piazza del Campo, com sua Torre del Mangia, datada do século 14 (foto: Giordios/Flickr)

>>> Siena
A medieval Siena é um destino ideal para quem aprecie arte e cultura. Cercada por vinhedos, a cidade tem ruas bem estreitas, que mais se parecem labirintos. Não deixe de ver a Piazza del Campo, com sua Torre del Mangia, datada do século 14, e a bela Piazza del Duomo, com sua catedral do século 12.

>>> San Gimignano

San Gimignano_toscana

Uma das charmosas ruelas de San Gimignano, na Toscana (foto: Rodrigo Soldon/Flickr)

Cercada por muralhas, San Gimignano conserva a imagem de uma cidadela medieval, ponteada por 14 torres de pedra cinzenta. Do alto da Torre Grossa, de 54 metros de altura, é possível ter uma visão panorâmica da cidade. Não deixe de apreciar suas ruelas com charmosos cafés, lojas e restaurantes.

>>> Florença

florença

Florença, na Itália, é uma cidade tranquila, repleta de arte e cultura (foto: Pixabay)

Berço do Renascimento, Florença se desenvolveu a partir das margens do Rio Arno. Cidade antiga e tranquila, ideal para ser percorrida a pé – aproveite para apreciar as pontes ancestrais e sua impressionante arquitetura. Não perca também a visita a duas das galerias mais concorridas do mundo, Uffizi e Accademia, com obras de Michelangelo, Botticelli e outros gênios. LEIA MAIS SOBRE FLORENÇA AQUI.

>>> Lucca

lucca_toscana

A cidade murada de Lucca é outra cidade imperdível na Toscana (foto: Boris Ott/Flickr)

Cercada por uma muralha de 4 quilômetros e extensão e 12 de altura, Lucca é a cidade natal do compositor Giacomo Puccini. Entre as atrações, visite a Cattredale di San Martino, do século 11, e a Torre Guinigi, de cujo topo dá para apreciar as montanhas dos Alpes Apuanos.

MAIS SOBRE A ITÁLIA
Roteiro de Roma
O que fazer em Veneza

O que fazer em Veneza, na Itália

O que fazer em Veneza, na Itália

Mais do que andar de gôndola, Veneza, na Itália, tem muitos programas legais. Para saber o que fazer em Veneza, o que realmente vale a pena (e que esteja dentro do orçamento), destacamos os principais passeios da mais romântica cidade italiana, entre eles visitar a Piazza San Marco, conhecer o Palazzo Ducale e navegar pelo Grand Canal.

A encantadora Veneza é um arquipélago formado por 118 ilhas interligadas por 177 canais e 400 pontes. Não há carros nem ônibus circulando por lá. O transporte público é feito por barcos, mas o mais indicado mesmo é percorrê-la a pé. Só tome cuidado para não se perder nas vielas de Veneza que mais se parecem um labirinto.

>>> Piazza San Marco

veneza_piazza_san_marco

Na Isola Maestra fica a bela Piazza San Marco, praça cheia de restaurantes e atrações (foto: Teresa Perez Divulgação)

Na Isola Maestra, a ilha principal de Veneza, está a Piazza San Marco, uma praça cheia de restaurantes e atrações em seu entorno. Ali fica a famosa basílica de San Marco, com lindos mosaicos. Também dá para subir na cúpula e ter uma bela vista da cidade (custa €8).

LEIA TAMBÉM: Roteiro completo de Roma

>>> Palazzo Ducale
Em estilo gótico, o Palácio Ducale foi residência oficial do governante de Veneza. Um dos pontos mais interessantes é a Câmara da Tortura, onde os presos eram pendurados. Do lado de fora, dá para ver a ponte dos suspiros, que conectava o palácio à prisão. Entrada: a partir de €18.

>>> Grand Canal

veneza_grand_canal

O Grand Canal de Veneza é atravessado por três pontes (foto: Teresa Perez Divulgação)

Com 4 quilômetros, o Grand Canal é atravessado por três pontes. A melhor maneira de vê-lo é de vaporetto, um ônibus aquático bem tradicional em Veneza. Se preferir, pode dar uma volta de gôndola, mas prepare o bolso: o passeio custa, em média, €150.

>>> Ponte Rialto
Construída em 1592, é a ponte mais famosa de Veneza e tem boa vista do Grand Canal. Ali pertinho também fica o mercado de Veneza, bom para comprar azeites e cristais de Murano.

VEJA MAIS: O que fazer em Florença, na Itália

>>> Peggy Guggenheim
Museu dedicado à arte moderna e com obras de mestres como Picasso, Braque e Duchamp. Entrada: a partir de €16,50.

>>> Punta della Dogana

veneza_punta_della_dogana

Quem gosta de arte tem que visitar o Punta della Doigana (foto: Teresa Perez Divulgação)

Quem gosta de arte tem que visitar o Punta della Doigana, uma área de exposições de arte contemporânea junto à igreja de Santa Maria Salutte.

>>> Ilha de Murano
Se der tempo, pegue um vaporetto até a Ilha de Murano, onde poderá ver de perto a fabricação artesanal de cristal de Murano.

* Preços pesquisados em junho de 2015 (sujeitos a alteração).

Dicas de hotel em Roma, na Itália

Dicas de hotel em Roma, na Itália

Vai para a capital da Itália e quer dicas de hotel em Roma? O Passaporte Digital selecionou algumas opções incríveis, testadas e aprovadas. Fomos conferir preço e localização, para você escolher com confiança a sua hospedagem por lá.

Confira nossas dicas de hotel em Roma

1. Smeraldo

É um pequeno hotel próximo a Piazza Navona, no centro histórico. Simpático, recém-reformado e muito bem localizado, o Smeraldo tem diárias a partir de € 51,92. Para mais informações, clique aqui.

LEIA TAMBÉM: Roteiro de cinco dias em Roma

2. Armonia All’Opera
O hotel Armonia All’OPera tem excelente custo-benefício. Tem internet no quarto e oferece café da manhã. Fica localizado em frente à Opera House. Diárias a partir de € 46. Para mais informações, clique aqui.

3. Interno5

interno5 hotel roma

Interno5 é opção tranquila perto do Museu do Vaticano

Este Bed & Breakfest é ótimo para quem quer silêncio e tranquilidade. Localizado próximo ao Museu do Vaticano, é um local muito simpático e com bons restaurantes no entorno. Diárias a partir de € 64,17. Para mais informações, clique aqui.

4. Alessandro Downtown Hostel
Quem procura uma opção mais em conta, a dica é o hostel Alessandro, que fica pertinho da estação de trem Termini. O ambiente é limpo e simpático, ideal para os mochileiros. Diárias a partir de € 17. Mais informações, clique aqui.

VEJA MAIS: O que fazer em Florença, na Itália

Preços consultados em 2015. Consulte antes da viagem para confirmar os valores.

Roteiro – O que fazer em Roma

Roteiro – O que fazer em Roma

Tomar um delicioso sorvete (o famoso gelatto), visitar centenas de monumentos históricos, como o Coliseu e a Fontana de Trevi, conhecer museus incríveis e caminhar por lugares belíssimos são algumas das atrações de Roma, na Itália. Se você não sabe ao certo o que fazer em Roma, nós damos as dicas em um roteiro de cinco dias. São tantas atrações que uma semana é o mínimo para aproveitar bem todos os passeios.

Antes de ler o roteiro, veja 7 dicas de ouro que preparamos para sua viagem a Roma ficar melhor ainda (veja abaixo).

Roteiro Roma – dia 1
Roteiro Roma – dia 2
Roteiro Roma – dia 3
Roteiro Roma – dia 4
Roteiro Roma – dia 5

vittorio emanuele roma

Em estilo neoclássico, o monumento Vittorio Emanuele fica na Piazza Venezia

 

Viagem a Roma: Dicas de ouro

1- Dá para comprar um combo para entrada grátis em algumas atrações e descontos em outras. É o Romapass, que custa a partir de € 28 e vale por 24 horas a partir do momento de sua primeira utilização. Com ele você tem dois ingressos de graça (dê preferência para as atrações mais caras, como o Coliseu e a Galeria Borghese), desconto nos outros ingressos, mapas e transporte público gratuito pelo período contratado.

LEIA TAMBÉM: Dicas de hotel em Roma

2- Prefira usar o metrô para se locomover em Roma ou mesmo andar a pé. Isso porque o trânsito na cidade é terrível. Se optar por ônibus ou táxis pode ter de gastar um bom tempo parado nos congestionamentos.

CURTA E ACOMPANHE NOSSAS DICAS DE VIAGEM PELO FACEBOOK e INSTAGRAM!

3- Dá para ir do aeroporto para a região central de Roma de trem. Ele parte de dentro do próprio aeroporto para a estação Termini.

VEJA MAIS: O que fazer em Veneza, na Itália

4- As gorjetas na Itália vão de 10% a 15% em restaurantes, taxistas e porteiros de hotel.

5- Leve água de casa, ou do hotel, quando for visitar o Coliseu e o Vaticano, pois é muito cara no local.

6- Uma das ruas mais badaladas para as compras é a Via Condotti. Ali, você encontra roupas, sapatos e joias de grandes marcas. Tem também a Via Bocca di Leone, a Via Borgognona e a Via Frattina.

LEIA TAMBÉM: O que fazer em Florença, na Itália

7- Para comprar lembrancinhas, uma boa pedida é a Feira de Porta Portese (vias Portuense e Ippolito Nievo, no Trastevere), o maior mercado de Roma. Ela acontece aos domingos, das 7 horas da manhã às 2 horas da tarde e vende os produtos mais variados. Veja mais sobre este local clicando aqui.

AGORA, VEJA O PRIMEIRO DIA DO ROTEIRO DE ROMA

 

* Preços consultados e atualizados em outubro de 2017. Antes da viagem, é recomendável checar se os valores permanecem os mesmos.

 

LEIA MAIS SOBRE OUTROS DESTINOS NA EUROPA:
Roteiro de Barcelona
Roteiro de Amsterdã
Roteiro de Berlim


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Roteiro Roma – dia 1: Coliseu, Fórum Romano, Palatino e mais

Roteiro Roma – dia 1: Coliseu, Fórum Romano, Palatino e mais

No nosso roteiro do que fazer em Roma tem muuuita coisa. Mas gosto de começar pelo o que há de melhor. Então, a indicação é, de cara, visitar o Coliseu e suas redondezas. Siga o guia e aproveite!

Ah, para facilitar a sua viagem, pesquisamos tudo: horário de funcionamento das atrações, preço de entradas e como fazer para chegar lá de transporte público. Deguste.

CURTA E ACOMPANHE NOSSAS DICAS DE VIAGEM PELO FACEBOOK e INSTAGRAM!

Dia 1 em Roma: Coliseu

roma coliseu

Nada melhor do que começar o roteiro pela grande atração de Roma: o Coliseu. O grande anfiteatro, que começou a ser construído no ano 72 d.C., sediava combates de gladiadores e lutas entre animais selvagens.

Horário de funcionamento:
diariamente, das 8h30 às 16h30 (fechamento pode variar conforme a época do ano)
Preço: € 12 (ingresso “combo”, que inclui também o Foro Romano e o Palatino, válido por dois dias). Se quiser comprar pela internet, paga-se € 2 de taxa. Para adquirir o ticket, clique aqui.
Como chegar: Piazza del Colosseo, metrô Colosseo

IR PARA O ROTEIRO DIA 2

Dia 1 em Roma: Palatino

Uma das sete colinas de Roma, o monte Palatino seria o local de uma das mais conhecidas lendas romanas, a dos gêmeos Rômulo e Remo. Ali também estão as ruínas dos palácios dos imperadores Augusto, Tibério e Domiciano.

Horário de funcionamento: diariamente, das 8h30 às 16h30 (horário de fechamento varia conforme a época do ano, até às 19h15 no verão)
Preço: € 12 (ingresso “combo”, que inclui Foro Romano e Palatino, válido por dois dias). Primeiro domingo de cada mês, entrada gratuita. Se quiser comprar pela internet, paga-se € 2 de taxa. Para adquirir o ticket, clique aqui.
Como chegar: Largo della Salara Vecchia 5/6, metrô Colosseo

LEIA TAMBÉM: Dicas de hotel em Roma

Dia 1 em Roma: Fórum Romano

Logo ao lado do Coliseu está o Fórum Romano. Você vai se sentir meio que na Grécia. Ali estão as ruínas de vários monumentos da Roma Antiga. Entre as principais atrações destacam-se o Arco de Tito, do ano 81 d.C., o Templo de Saturno, do século 5 a.C., e a Basílica Giulia, de 54 a.C.!

forum-romano

No Fórum Romano estão as ruínas de vários monumentos da Roma Antiga

Horário de funcionamento: diariamente, das 8h30 às 19h (os horários de fechamento podem variar conforme a época do ano)
Preço: € 12 (ingresso “combo”, que vale também para Foro Romano e Palatino)
Como chegar: Via di San Gregorio 30, metrô Colosseo

LEIA TAMBÉM: O que fazer em Florença, na Itália

Dia 1 em Roma: Musei Capitolini

É considerado o museu público mais antigo do mundo, criado em 1471. O Musei Capitolini tem obras romanas, entre elas a Lupa Capitolina, que retrata os gêmeos Rômulo e Remo mamando na loba, como diz a lenda.

roma

Obra no Musei Capitolini, em Roma, que retrata os gêmeos Rômulo e Remo mamando na loba

Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 20h (os horários de fechamento podem variar conforme a época do ano)
Preço: € 12,50
Como chegar: Piazza del Campidoglio, 1, metrô Colosseo

VOLTAR AO ROTEIRO COMPLETO
ROTEIRO DIA 2
ROTEIRO DIA 3
ROTEIRO DIA 4
ROTEIRO DIA 5


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Roteiro Roma – dia 2: Piazza Navona, Fontana di Trevi, Panteão

Roteiro Roma – dia 2: Piazza Navona, Fontana di Trevi, Panteão

Estamos apenas no segundo dia do nosso roteiro do que fazer em Roma. Para visitar os pontos turísticos sugeridos hoje (Fontana di Trevi, Piazza Navona, Panteão, entre outros), vai ser preciso caminhar um pouco, mas eu garanto: vai valer muito a pena.

Para facilitar, colocamos tudo no roteiro: horário de funcionamento das atrações, preço de entradas e como fazer para chegar lá de transporte público. Veja só.

CURTA E ACOMPANHE NOSSAS DICAS DE VIAGEM PELO FACEBOOK e INSTAGRAM!

 

Dia 2 em Roma: Piazza Navona

Esta praça já foi palco de competições esportivas na Roma Antiga. Um dos principais atrativos do local é a Fontana dei Quattro Fiumi, que homenageia quatro grandes rios: Nilo, Prata, Ganges e Danúbio. Ali também fica a Embaixada Brasileira.

Horário de funcionamento: aberto 24 horas
Preço: grátis
Como chegar: Piazza Navona. Linhas de ônibus: 40, 46, 62, 64, 81, 87, 116, 492, 628.

LEIA TAMBÉM: Dicas de hotel em Roma

 

Dia 2 em Roma: Fontana di Trevi

Um dos principais símbolos de Roma, a Fontana di Trevi merece ser visitada e apreciada. Ah, e não se esqueça de manter a tradição e jogar uma moedinha na fonte para voltar a Roma. É bom ir cedinho, pois a praça fica lotada de gente.

A Fontana di Trevi é a fonte mais bonita de Roma. Com 20 metros de largura por 26 metros de altura, foi construída em 1762, por Nicola Salvi e finalizada por Giuseppe Pannini.

O nome Fontana de Trevi deriva de Tre Vie (três vias), já que a fonte era o ponto de encontro de três ruas. Vale muito a visita.

Fontana di Trevi

Não se esqueça de jogar uma moeda na Fontana di Trevi, para voltar a Roma

Horário de funcionamento: aberto 24 horas
Preço: grátis
Como chegar: Piazza di Trevi. Linhas de ônibus: 52, 53, 61, 62, 63, 71, 80, 95, 116, 119.

IR PARA O ROTEIRO DIA 3

 

Dia 2 em Roma: Panteão

roma panteao

Panteão abriga túmulos de monarcas italianos (Foto: Wikipedia)

O Panteão, ou Pantheon, é um templo de mais de dois mil anos abriga túmulos de monarcas italianos. Observe o tamanho da porta de entrada. É magnífica! Aproveite para tomar um capuccino ou um ristretto em um dos cafés espalhados pela praça.

Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 8h30 às 18h30, aos domingos, das 9h às 17h
Preço: grátis
Como chegar: Piazza della Rotonda. Linhas de ônibus: 116.

LEIA TAMBÉM: O que fazer em Florença, na Itália

 

Dia 2 em Roma: Monumento a Vittorio Emanuele II

Apelidado de “Máquina de Escrever”, o monumento no estilo neoclássico que fica na Piazza Venezia é bastante imponente. Se tiver com tempo, suba até o terraço para apreciar a vista das movimentadas ruas da região.

Também conhecido como Monumento Nazionale, foi inaugurado em 1911 para homenagear Vittorio Emanuele II, primeiro rei da Itália depois da unificação. No seu interior, estão o Instituto para a História do Ressurgimento e o Museu Central do Ressurgimento.

vittorio emanuele roma

Em estilo neoclássico, o monumento Vittorio Emanuele fica na Piazza Venezia

Horário de funcionamento: diariamente, das 9h30 às 16h30
Preço: € 7 para subir no terraço
Como chegar: Piazza Venezia. Metrô: Colosseo ou linhas de ônibus: 60, 40, 64 e 117

VOLTAR AO ROTEIRO COMPLETO
ROTEIRO DIA 1
ROTEIRO DIA 3
ROTEIRO DIA 4
ROTEIRO DIA 5


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.