Escolha uma Página
Curta as piscinas naturais de Taipu de Fora, na Bahia

Curta as piscinas naturais de Taipu de Fora, na Bahia

Se você quer umas férias bem relaxantes, que tal cogitar a praia de Taipu de Fora, na Península de Maraú, na Bahia? Com suas piscinas naturais, coqueiros, areia branca e cachoeiras, o local é perfeito para descansar ou levar as crianças.

Para quem gosta de mergulhar, Taipu de Fora também é um prato cheio. Durante as luas cheia e nova, quando a variação da maré é maior, as águas ficam especialmente incríveis para a prática de mergulho, tanto para o livre (flutuação) quanto para o autônomo (com cilindro). Isso porque a variação da maré faz com que os recifes de corais fiquem expostos totalmente para fora da água.

Para os iniciantes, a dica é o “batismo”, que é a introdução às técnicas e práticas do mergulho de cilindro. Um dos locais que oferecem o serviço é a Pousada Taipu de Fora (R$ 120).

peninsula marau_taipu de fora

Relaxar é a palavra-chave em Taipu de Fora, a 250 km de Salvador (foto: Divulgação/Pousada Taipu de Fora)

A Península de Maraú fica no sudeste da Bahia, na chamada Costa do Dendê, a 250 km ao sul de Salvador. O local conta com 50 quilômetros de praias, piscinas em recifes de corais, coqueirais, cachoeira, ilhas e manguezal. Além de Taipu de Fora, também não deixe de conhecer outros paraísos, como a Lagoa do Cassange, Praia do Algodões, Rio Carapitangui e Barra Grande.


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Chapada Diamantina: paraíso que reúne cânions, grutas e cachoeiras

Chapada Diamantina: paraíso que reúne cânions, grutas e cachoeiras

Imagina um lugar incrível que consegue reunir em uma só paisagem: cânions, grutas e cachoeiras. Assim é a Chapada Diamantina, um dos principais destinos de ecoturismo do Brasil, localizado na região central da Bahia, composta por 24 municípios e mais de 30 mil quilômetros de área.

Geralmente, a cidade-base para explorar essas paisagens magníficas é Lençóis, com bons hotéis e restaurantes. Dali, fica fácil ir para a Vale do Capão, Igatu, Andaraí, Itaetê e outros lugares da região.

Chapada Diamantina_gruta_Pratinha

Gruta da Pratinha, em Iraquara: lugar perfeito para relaxar (foto: Turismo Bahia)

Como são muitas as atrações, programe-se para ficar pelo menos sete dias por lá. Em Lençóis e arredores, a Gruta da Pratinha é perfeita para relaxar. Ali pertinho, fica a Gruta Azul, com seu impressionante lago subterrâneo. Outro ponto imperdível é o Morro do Pai Inácio, cartão-postal da Chapada.

No Vale do Capão, a Cachoeira da Fumaça, com queda d’água de 380 metros de altura, é outro ponto que vale o esforço (quatro horas de caminhada). Também devem estar no roteiro a Cachoeira do Buracão e da Fumacinha, o Poço Encantado e o Poço Azul, excelentes para fazer mergulho.

Chapada Diamantina_cachoeira da fumacinha

Cachoeira da Fumacinha e seu cenário impressionante (foto: Bart van Dorp/Flickr)

>>> Trilhas na Chapada
A Chapada Diamantina também é bastante procurada pelos amantes do trekking, porque tem trilhas variadas, de nível moderado ao mais difícil. Uma das mais famosas é a que liga a cidade de Lençóis ao Vale do Capão, com 24 quilômetros de extensão – pode-se levar até sete horas para percorrê-la.

Quem preferir algo mais hard, pode optar pela trilha de cinco dias que sai do Vale do Capão a Andaraí, num percurso de 70 quilômetros.

Ah, se o objetivo é fazer trilha, vale ficar atento à data da viagem: preferencialmente entre maio e outubro.

LEIA TAMBÉM: Passeio de balão pela Amazônia


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Abrolhos: temporada de observação de baleias jubarte na Bahia

Abrolhos: temporada de observação de baleias jubarte na Bahia

Ver uma baleia de perto é uma experiência e tanto. Há quem viaje somente para observar o animal. Se você é um que sonha com este momento, eis o destino ideal: a costa da Bahia, mais especificamente uma visita ao Parque Nacional dos Abrolhos. Para chegar a este paraíso da vida marinha, a porta de entrada é pelo município de Caravelas. De lá, partem embarcações para o local, em um trajeto que leva cerca de três horas.

A época ideal de visita para observar as baleias jubarte na costa da Bahia é de julho a novembro. Neste período, cerca de 15 mil desses mamíferos marinhos vêm da Antártida para o litoral brasileiro. O animal, que pode chegar a 16 metros de comprimento e 40 toneladas, costuma ficar em águas rasas para proteger os filhotes de predadores. Por isso, é mais fácil avistá-lo na temporada.

abrolhos_baleia

O Parque Nacional dos Abrolhos é um dos lugares ideais para observar as baleias jubarte (Foto: Ministério do Turismo)

Depois de pegar o barco em Caravelas, o desembarque acontece na ilha Siriba, onde também é possível fazer trilha e observar aves. Empresas especializadas oferecem o passeio. Ah, por questões de preservação, o tempo máximo de permanência próximo às baleias é de 30 minutos.

INFORMAÇÕES ÚTEIS

>>> Como chegar
Via Marítima: as embarcações partem da cidade de Caravelas (BA) e demoram cerca de três horas para chegar ao arquipélago.

>>> Onde ficar
Há diversas opções de pousada e hotéis nos municípios baianos do entorno do Parque, como Caravelas, Alcobaça, Prado, Nova Viçosa e Mucuri. Também dá para ficar hospedado na bela Península de Maraú e agendar passeios de observação de baleias com empresas locais, como a Pousada Taipu de Fora, que realiza a excursão em parceria com a escola de mergulho 13 Sul, por R$ 135 (com guia e lanche).

>>> Preço dos ingressos
Para o Parque dos Abrolhos, brasileiros pagam R$ 32,50 e estrangeiros R$ 65. Os ingressos são adquiridos com as operadoras de turismo locais, sendo necessária a formação de um grupo mínimo para que os barcos saiam.

VEJA TAMBÉM: Mergulho em Fernando de Noronha

 


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Dica de hotel: Iberostar Praia do Forte

Dica de hotel: Iberostar Praia do Forte

Quem viaja com crianças ou bebê quer sempre encontrar uma hospedagem que ofereça conforto e diversão para os filhos. O hotel Iberostar Praia do Forte, na Bahia, é um destes resorts que trazem uma boa infraestrutura e mais tranquilidade para os pais. Vou destacar aqui os pontos positivos que observei durante minha estadia e algumas sugestões de melhoria.

Primeiro, achei a localização do Iberostar Praia do Forte excelente. O resort all inclusive fica perto de Salvador, a 70 quilômetros da capital da Bahia. Além da infraestrutura com diversas piscinas, também fica “pé na areia”, para quem não dispensa praia e um banho de mar.

VEJA TAMBÉM: Praia perto de SP para ir com crianças

Muitas pessoas me perguntam se é caro ficar no Iberostar. É claro que ficar em um resort considerado 5 estrelas não é barato, e o Nordeste é um destino cada vez mais valorizado (e salgado). Mas é claro que depende muito da temporada que você pretende ir. Acabei de fazer uma pesquisa no próprio site do resort. Para ficar uma semana em novembro, um casal pagaria por volta de R$ 9.000 em apartamento duplo. Em março, esse valor cai para R$ 7.000. Fazer pacotes com agências de viagem também pode ser vantajoso. O segredo é pesquisar sempre e fechar com a máxima antecedência para conseguir tarifas melhores.

iberostar Praia do Forte

O resort Iberostar Praia do Forte, na Bahia, é um opção com boa infraestrutura

 

PONTOS POSITIVOS DO IBEROSTAR PRAIA DO FORTE

1- Alimentação para bebês

Posso dizer que a estadia da minha família (dois adultos, uma criança de dois anos e um bebê de nove meses) no Iberostar Praia do Forte foi bem tranquila. Uma das coisas que achei mais bacana no resort foi eles oferecerem a “Copa do Bebê”, uma minicozinha com papinhas fresquinhas (feitas no dia) e frutas, para a gente dar para os pequenos. Apesar de ser all inclusive, ou seja, todas as refeições incluídas, a gente que é mãe sabe que a alimentação dos filhos é uma grande preocupação quando se está fora de casa.

Ter a Copa do Bebê foi uma mão na roda. Abastecia a bolsa de praia com frutinhas e papinhas e dava para eles enquanto estava na piscina. Foi muito prático. Adorei.

 

2- Diversão para todas as idades e também em dias de chuva


iberostar praia do forteClubinho Kids tem brincadeiras para os dias de chuva (foto: Passaporte Digital)

 

Além das inúmeras piscinas espalhadas pelo Iberostar Praia do Forte, outro ponto legal para quem tem filhos, de qualquer idade, é que tem o Clubinho Kids, uma espécie de brinquedoteca. Isso me salvou em um dia de chuva. Minha filha adorou ficar lá: tem brinquedos de vários tipos, para todas as faixas etárias, filminhos e também monitores que organizam brincadeiras. A que ela fez no dia foi “oficina de brigadeiros”. Muito legal! Para quem tem filhos acima de 4 anos, tem monitores que ficam com eles o dia todo, fazendo diversas atividades.

Acho superimportante escolher um resort que tenha esse tipo de atividade. Se os filhos forem maiores, dá até para deixá-los sozinhos com os monitores, enquanto você dá uma relaxada no spa ou na piscina!

 

3- Piscinas tranquilas e mais agitadas


piscina do iberostar para criançasUma das piscinas “agitadas”, superbacana para crianças (foto: Passaporte Digital)

Quem gosta de agito, música alta e brincadeiras ao redor da piscina tem diversão garantida na piscina principal, com bingo, competições esportivas etc. Já para quem prefere sossego e silêncio, tem outras piscinas mais isoladas – e sem barulho.

Meus filhos pequenos adoraram uma piscina que tinha minitoboáguas e um balde gigante que ia acumulando água e jorrava em cima de todos. É diversão garantida.

 

4- Quiosques com bebidas e comidinhas variadas

quiosques para pegar suco no hotel

Quiosques de bebidas espalhados pelo resort

Por todo o resort Iberostar Praia do Forte, os hóspedes encontram quiosques com diversos tipos de bebidas (sucos, água, água de coco, drinks alcóolicos) e também barracas com comidinhas variadas.

Achei bem gostoso. Teve dia que era paella, outro era galinhada, outro era feijoada. Tem também barraca de acarajé. Uma delícia!

Os hóspedes podem comer à vontade e beber à vontade. Por isso, que quando me perguntam se o Iberostar é caro, depende também do quanto cada um bebe e come! rs… De repente, pode ficar até em conta!

 

VEJA TAMBÉM: Dica de hotel em Fortaleza

 

5- Empréstimo de carrinho de bebê

Uma facilidade muito boa (e que nem foi divulgada pra gente, a gente descobriu um dia depois que chegamos) é que o hotel oferece o empréstimo de carrinho de bebê para você circular melhor com os pequenos pelo complexo. Como o resort é muito grande, isso é uma mão na roda. É só pegar na entrada do hotel, próximo à recepção, e devolver no checkout.

 

6- Possibilidade de ficar em andar térreo


os complexos com os quartos dentro do resort são ótimosSe estiver com criança, peça para ficar em um quarto no andar térreo (foto: Passaporte Digital)

No ato da reserva ou no momento do check-in, peça para ficar em um quarto no andar térreo. Isso facilita muito para quem está com carrinho de bebê, pois não há elevadores para os quartos dos pisos superiores. Outra coisa, peça um apartamento próximo à Copinha do Bebê, para ficar fácil esquentar uma mamadeira ou pegar uma papinha.

O quarto achei bem confortável, limpo e arrumado. Também não poderia ser diferente, já que estamos em um resort 5 estrelas, não é mesmo?

 

7- Serviço de spa até para bebês


espaço para crianças do iberostar praia do forteO spa baby do Iberostar Praia do Forte oferece massagens para bebês

Uma coisa legal (apesar que meu bebê só chorou) é o spa baby, um espaço para massagem e relaxamento para bebês. Eu achei superfofo.

Eles me ofereceram o serviço porque fiz uma massagem no spa (que, aliás, foi uma delícia). A estrutura do spa baby é maravilhosa, em um espaço tranquilo, todo decorado e com profissionais superpacientes.


PONTOS DE MELHORIA DO RESORT IBEROSTAR PRAIA DO FORTE

1- Falha no atendimento nas piscinas

Bom, agora vamos à parte que não foi tão bacana na minha estadia no Iberostar Praia do Forte. Quando me imaginei num resort all inclusive, pensei que haveria atendentes à beira da piscina trazendo bebidas e petiscos a todo momento. Mas a coisa não foi bem assim. Na piscina principal até tem garçons, mas você precisa pedir o que quer quando eles passarem, meio que pegando eles no “laço”. Nas piscinas mais isoladas, muitas vezes, não havia ninguém para atender os hóspedes.

Esperava um pouco mais de regalias e mordomias em um resort all inclusive.

 

2- Restaurantes temáticos com cardápio simples


um dos pratos servidos nos restaurantes do iberostarPrato do restaurante oriental do Iberostar Praia do Forte estava até gostoso, mas não surpreendeu (foto: Passaporte Digital)

 

O resort Iberostar tem um restaurante geral, onde é servido o café da manhã, almoço e jantar para quem não tem reserva. Para ir aos restaurantes temáticos é preciso fazer reserva antecipada na recepção.

Nós fomos em todos (com exceção do francês que não podia ir com criança menor de 12 anos). Não teve nenhum que nos surpreendeu. O cardápio era relativamente simples e as sobremesas eram as mesmas servidas no restaurante “normal”. Ah, teve um dia que pedi lagosta no restaurante de frutos do mar e tive a maior decepção com o sabor do prato.

Enfim, acho que poderiam dar um refinada no cardápio, afinal o que você mais espera em um resort all inclusive é comer e beber bem!

 

3- Mar muito forte para crianças

Apesar de ser algo inerente ao hotel, destaco que o mar da Praia do Forte (pelo menos neste ponto onde está o Iberostar) não é indicado para entrar com crianças. As ondas estavam muito fortes (talvez daí o nome do lugar, rs), mas realmente é perigoso nadar por ali – pelo menos no meu ponto de vista.

Bom, espero que tenha gostado das dicas. Aqui relato a minha experiência na viagem, que aconteceu em dezembro de 2014. De lá pra cá, muita coisa pode ter mudado – e espero que para melhor! Até o próximo post!

LEIA MAIS: O que fazer em Salvador


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Salvador além do carnaval: Pelourinho, praias e igreja

Salvador além do carnaval: Pelourinho, praias e igreja

É claro que não dá para falar de Salvador sem se lembrar do carnaval. Mas não é só folia que atrai visitantes para a capital baiana. Tem muito lugar bacana para ir além dos circuitos Dodô e Osmar. Pelourinho, Cidade Baixa, igreja do Senhor do Bonfim e, claro, as praias deliciosas não podem ficar de fora do roteiro, seja durante a folia ou fora dela.

Outros destinos no Nordeste:
Maceió
Natal
Porto Seguro

O turista pode começar o tour pela capital baiana pelo Pelourinho. O centro histórico tem construções coloniais, igrejinhas barrocas e casas centenárias – muitas delas consideradas Patrimônio da Humanidade pela Unesco desde 1985. Já que o local não permite a circulação de carros, para chegar até o ponto mais próximo, utilize o táxi. Apesar de ser um ponto turístico obrigatório e superbacana, uma coisa ruim de lá é a preocupação com a segurança. Evite expor equipamentos fotográficos e leve pouco dinheiro, apenas o necessário. Não custa nada se prevenir.

Pelourinho

Pelourinho em dia tranquilo: carro não entra (Foto: Passaporte Digital)

Dali, vá até o Elevador Lacerda, um dos cartões-postais de Salvador que leva à Cidade Baixa. Lá de cima, a 74 metros de altura, é possível avistar a Baía de Todos os Santos. O legal é que o elevador funciona 24 horas, a um preço bem baratinho.

Mercado Modelo

Entrada do Mercado Modelo: não deixe de conhecer também o subterrâneo (Foto: Passaporte Digital)

Já lá embaixo, não deixe de conhecer o Mercado Modelo. Tem lojinhas de artesanato, roupas, artigos religiosos e outros objetos. No prédio, erguido em 1912, há um subterrâneo bem sinistro. Ah, pechiche bastante se for comprar alguma coisa, pois os preços costumam ser um tanto salgados por lá. 

Como a religiosidade também é atração em Salvador, não deixe de passar pela Igreja do Senhor do Bonfim, aquela onde acontece a tradição de lavar a escadaria. Se tiver fé, pode amarrar a fitinha no braço e dar três nós (em cada um se faz um pedido). Segundo a crença, quando a fita cai, os pedidos se realizam.

Praia da Barra

Praia da Barra, em Salvador, com o famoso farol ao fundo (Foto: Passaporte Digital)

Entre as praias, destaque para Itapuã, com seu excelente acarajé, Stella Maris, com boas ondas para surfe, e Flamengo, cheia de coqueiros. A praia da Barra, uma das mais frequentadas, é aquela do Farol da Barra, construído no século 17. Mais urbana, é boa para banho e também para a prática de esportes, como vôlei e frescobol. É só chegar e relaxar!

Leia também: 
Belas praias no Caribe

 


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Roteiro de praia em Porto Seguro, litoral sul da Bahia

Roteiro de praia em Porto Seguro, litoral sul da Bahia

Quem pensa em ir para Porto Seguro, litoral sul da Bahia, pode estar certo de que vai encontrar muita festa, agito e axé, sempre repleta de adolescentes e gente jovem. Com belas paisagens, as praias são um dos principais atrativos, com mar limpo e barracas que prometem muita animação. Veja um roteiro do que curtir em cada uma das praias da cidade.

Veja também:
As melhores praias do Brasil
Caribe: 5 praias incríveis na República Dominicana

Porto Seguro

Porto Seguro tem belas praias e muito agito (Foto: Tayse Argôlo_Setur)

>>> Praia de Taperapuã: uma das mais disputadas de Porto Seguro é a praia de Taperapuã, na qual estão barracas famosas, como Toa Toa e Axé Moi, que sempre têm bandas de axé e dançarinos para animar a plateia na areia com a tradicional lambaeróbica. O mar em si é bom para banho, com ondas fracas.

Porto Seguro

Barraca Axé Moi, uma das mais famosas na Praia de Taperapuã (Foto: Tayse Argôlo_Setur_

>>> Praia de Barramares: pertinho de um manguezal, a praia é boa para banho e atrai turistas principalmente pela badalada barraca Barramares. Assim como em Taperapuã, ali acontecem shows de música e dança. Outra atração da praia são os esportes, como o futebol de areia e o vôlei, além dos passeios de banana boat.

>>> Praia do Cruzeiro: com águas escuras, por conta das embarcações que atracam por ali, é pouco procurada por turistas. Está localizada bem pertinho da Passarela do Álcool – agora chamada de Passarela do Descobrimento – mas não é das mais belas de Porto Seguro.

>>> Praia de Mundaí: é uma delícia aproveitar a praia de Mundaí na maré baixa, quando se formam piscinas naturais quentinhas e com águas transparentes. Tem boa infraestrutura, com diversas barracas de praia.

>>> Praia de Tacimirim: também é ótima para nadar e relaxar com a família, com piscinas naturais de águas mornas e quase um quilômetro de praia.

 


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com