Escolha uma Página
Convento da Penha: lugar de oração e uma vista incrível

Convento da Penha: lugar de oração e uma vista incrível

O Convento da Penha, uma dos mais famosos cartões-postais do Espírito Santo, não é um lugar restrito para quem é católico ou quer fazer uma oração. O local é um dos maiores pontos turísticos de Vila Velha e tem uma vista espetacular que vale muuuito a visita!

Eu já fui ao Convento da Penha várias vezes. Minha família é do Espírito Santo e toda vez que ia passar férias na casa da minha avó, sempre dava uma passada por lá. O que mais me encanta nesta igreja é, sem dúvida, a paz que se tem quando estamos apreciando a vista lá dos 154 metros de altura.

 

O Convento da Penha fica inscrustado na rocha. Você chega até lá a pé, em uma caminhada de 1,5 quilômetro, de carro ou de van que leva até o largo principal (também conhecido como Campinho), por R$ 5 (ida e volta). De lá, ainda tem um trecho de escadaria (de pedra original), produto do trabalho dos escravos no ano de 1643. São 365 degraus até chegar à igreja em si.

VEJA TAMBÉM: Conheça as praias de Vitória

Há várias vistas panorâmicas lindas de lá de cima, de onde se pode avistar a cidade de Vitória, a própria cidade de Vila Velha, o Morro do Moreno e a Terceira Ponte, emoldurados pelo mar e por trechos de Mata Atlântica. 

A igreja em si também é bem bonita, com paredes revestidas com madeira em cedro. No altar, remodelado em 1910, há mais de 200 peças de 19 tipos diferentes de mármore. No local ocorrem missas diariamente, em diferentes horários (confira abaixo).

convento-da-penha-vista

A vista de Vitória já vale a visita ao Convento da Penha (Foto: Passaporte Digital)

Ladeira da Penitência

Quando cheguei ao Convento da Penha quis fazer o percurso a pé. É um trecho tranquilo, de 1,5 quilômetro pela estrada principal (a mesma que a van passa)! Suei um pouco, mas sem cansaço.

Outra opção de ir pela “Ladeira da Penitência” que é uma via de acesso ao Convento da Penha exclusiva de pedestre, também conhecida como a “Ladeira das Sete Voltas. Devido à declividade acentuada e calçamento feito de pé-de-moleque, o trecho de 457 metros exige maior esforço para subir ou descer.

O nome de “Ladeira das Sete voltas” é devido as curvas graciosas; e toda ela como que serpenteia pela mata, com seus recantos maravilhosos e convidativos à meditação e à oração a cada volta. As Sete Voltas também insinuam as “Sete Alegrias de Nossa Senhora”, devoção instituída e propagada pela Ordem Franciscana: anunciação, visita da prima Isabel, nascimento de Jesus, recebimento do Espírito Santo, apresentação de Jesus no templo, ressurreição e ascensão de Nossa Senhora.

Campinho

convento-da-penha-vila-velha

Vista da cidade de Vila Velha emoldurada pelo mar e pela Mata Atlântica (Foto: Passaporte Digital)

Campinho é o local que fica no sopé do penhasco, uma área mais ampla onde são realizadas festas religiosas e missas para um número maior de pessoas, já que a igreja do Convento em si é bem pequena.

Do Campinho, tem-se uma das mais belas imagens do Convento da Penha, onde as duas palmeiras se destacam e “seguram” um terço.

Também neste espaço plano está construída a Capelinha de São Francisco, uma loja de artigos religiosos e uma lanchonete.

 

Sala dos Milagres

Sala dos Milagres com imagem de Nossa Senhora da Penha, local onde os peregrinos pagam promessas (Foto: Passaporte Digital)

A Sala dos Milagres é o local onde os devotos deixam objetos, vestimentas e fotos de pedidos e graças alcançadas. 

É na Sala dos Milagres que fica também a imagem de Nossa Senhora da Penha esculpida por Carlo Crepaz, em 1958, uma réplica da imagem original.

 

Convento da Penha: história

convento-da-penha-historia

Capela do Convento da Penha foi construída em 1558! (Foto: Passaporte Digital)

 

Em uma localização privilegiada, a 500 metros do mar e 154 metros de altitude está o Santuário de Nossa Senhora da Penha, fundado por Frei Pedro Palácios, em 1558!

No início, Frei Pedro Palácios encontrou abrigo numa gruta de pedra, atualmente denominada Gruta de Frei Pedro Palácios, que tem ao lado o oratório de construção anterior à sua chegada ao Espírito Santo.

Em 1562, construiu uma capela dedicada a São Francisco de Assis, no local hoje denominado largo do Convento (Campinho), e em 1568, foi edificada, no cume do penhasco, a Capela que recebeu a imagem de Nossa Senhora da Penha, vinda de Portugal em 1569.

Ao longo do tempo, a Capela foi sendo ampliada, e em anexo, foi construído, em várias etapas, o Convento da Penha, cuja pedra fundamental data de 1650.

Marco da arquitetura do período colonial brasileiro, o Convento da Penha foi tombado como patrimônio histórico cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1943. 

 

Horário de missa no Convento da Penha

Se você quer ir para rezar, confira o horário de missas do Convento da Penha:

De segunda a sexta: 6h, 7h, 9h30 e 15h (às quartas, horário extra às 15h, no Campinho)
Sábados: 6h, 7h30, 9h, 11h e 15h30
Domingos: 5h, 7h, 9h, 11h, 14h e 16h

O local funciona diariamente para visitação, das 05h30 às 16h45.

convento da penha

Depois de 1,5 km, o turista tem de subir 365 degraus para chegar à capela (Foto: Passaporte Digital)

 

Convento da Penha: como chegar

Para chegar ao Convento da Penha é muito fácil. Se estiver em Vitória, cidade vizinha, é só atravessar de carro a Terceira Ponte e o Convento da Penha está logo a direita, dentro do bairro Prainha.

 

Convento da Penha: endereço

R. Vasco Coutinho, s/nº, Prainha – Vila Velha (ES)

 

Convento da Penha: entrada

A entrada ao Convento da Penha é gratuita.


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Praias de Vitória: o que esperar de cada uma delas

Praias de Vitória: o que esperar de cada uma delas

Apesar de pouco conhecidas pelo grande público, as praias de Vitória são uma ótima opção para quem quer viajar para um lugar gostoso no litoral e mais econômico para o bolso.

As praias de Vitória reúnem o que todo mundo gosta: tem águas calmas para crianças, como a famosa praia de Curva da Jurema. Tem praia boa para praticar esportes e caminhar, como Camburi. Tem praias mais tranquilas e mais reservadas, como as da Ilha do Boi e da Ilha do Frade.

LEIA TAMBÉM: Conheça o Convento da Penha, lugar de oração com uma vista deslumbrante

Enfim, eu sou um pouco suspeita para falar de Vitória, pois é a terra dos meus avós – e onde passei férias maravilhosas na minha infância e adolescência. Mas a verdade é que a capital do Espírito Santo ainda é pouco explorada pelos turistas. Uma pena porque tem muitos atrativos e muitas praias deliciosas, não só em Vitória, mas principalmente em outros pontos do litoral capixaba.

praias de vitória

Praias de Vitória: Camburi é a maior e a mais famosa da capital capixaba (Foto: Passaporte Digital)

As praias de Vitória são ótimas para quem gosta de praias limpas, tranquilas em um ambiente de cidade grande, mais urbano, com shopping, trânsito, comércio e tudo o que uma capital tem para oferecer. 

É verdade que as praias de Vitória não são as mais bonitas do Espírito Santo, mas são bem gostosas para passar um fim de semana ou feriado prolongado. Ou esticar as férias em outras cidades capixabas, como a vizinha Vila Velha ou Guarapari.

A seguir, eu mostro um pouco o que as praias de Vitória têm de melhor para oferecer. Confira.

 

Praias de Vitória: o que esperar de cada uma delas

 

Praia Curva da Jurema

praias-de-vitoria-curva-da-jurema

Praia Curva da Jurema, em Vitória: ideal para ir com crianças (Foto: Passaporte Digital)

Entre as praias de Vitória, a que eu mais frequentei na minha infância foi a Curva da Jurema. De águas tranquilas e sem ondas, é quase uma piscina salgada, ótima para ir com crianças ou para nadar. Tem boa infraestrutura com quiosques e alguns coqueiros que fazem uma sombrinha especial. Ah, experimente o picolé da Kiabai de coco… é maravilhoso.

Outra coisa legal que achei na praia Curva da Jurema é que tem guarda-vidas, uma segurança a mais para os pais que querem levar os filhos para curtir essa praia capixaba.

Achei bem interessante também a estrutura para esportes náuticos e stand up paddle na Curva da Jurema, além de passeios de veleiro. A praia também faz parte do Projeto Praia Acessível, com rampa para cadeirantes chegarem até a areia.

A Curva da Jurema está localizada entre a Praça dos Desejos e a Ilha do Boi, pertinho do Shopping Vitória. Aliás, atrás do shopping tem um deck com uma vista linda da Terceira Ponte, um dos cartões-postais de Vitória. Vale a pena dar um pulo lá e tirar lindas fotos!

Dica da Alê: Ah, quem estiver por lá no fim de semana pode curtir a feira da Praça dos Namorados à noite. Localizada entre as praias de Camburi e Curva da Jurema, a simpática feirinha tem artesanato, brinquedos para as crianças e comidinhas deliciosas. Eu curti bastante uma torta capixaba. Vale a visita (mas só funciona de sábado e domingo à noite).

Localização da Praia Curva da Jurema: No acesso que interliga a Avenida Américo Buaiz à ponte da Ilha do Frade.

Veja também: Vila Velha e arredores

 

Praia de Camburi

praias de vitoria camburi

Praia de Camburi, a maior de Vitória, tem seis quilômetros de extensão (Foto: Passaporte Digital)

Outra praia bacana, a maior de Vitória, é a de Camburi, com seis quilômetros de extensão. Com um calcadão todo reformado é ótima para caminhar, além de uma ciclovia muito boa para andar de bike ou de patinete. Aliás, tem aluguel por aplicativo de bicicletas e patinetes por toda a orla. 

Quem preferir ir para a areia, a praia de Camburi tem quadras para jogar futebol e vôlei. Já o mar, tem ondas, mas nada exagerado, dá para nadar.

praias de vitoria

Praia de Camburi é excelente para andar no calçadão e praticar esportes na areia (Foto: Passaporte Digital)

A Praia de Camburi fica na parte mais ao norte da cidade, na sequência da Praia da Curva da Jurema. 

Nesta praia, a mais frequentada de Vitória, tem também uma estrutura de quiosques ao longo do calçadão. Aos domingos, parte da rua fica fechada para carros, para que os pedestres possam caminhar com mais tranquilidade.

Localização da Praia de Camburi: Avenida Dante Michelini, com ponto de início na Ponte de Camburi, que faz divisa com o bairro Praia do Canto.

Ilha do Boi

A Ilha do Boi também é muito boa para ir com crianças. Com uma faixa menor areia, é mais tranquila e reservada, fica em meio a uma área residencial.

Se estiver de carro, a dica é chegar cedo para não ter dificuldade de estacionar. 

A Praia Grande ou Praia da Esquerda é um recanto natural e com sombras proporcionadas por árvores. A Praia Pequena ou Praia da Direita fica nas proximidades. 

Ambas ficam a poucos minutos da Praia do Canto e de Jardim da Penha.

Localização da Ilha do Boi: Rua Renato Nascimento Daher Carneiro

 

Ilha do Frade

Embora seja pequena e mais difícil de chegar, a Ilha do Frade é bem gostosa. Na praia de Castanheiras, as sombras das árvores é o que chama a atenção dos frequentadores.

Possui pequenas piscinas naturais, entre pedras, propícias para as crianças, além do mar aberto, para quem prefere nadar.

Para chegar a essa praia, precisa fazer uma pequena caminhada entre a vegetação e as pedras da Ilha do Frade.


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Vila Velha e arredores de Vitória

Vila Velha e arredores de Vitória

No último post, falei sobre uma de minhas cidades preferidas: Vitória. Mas quem vai à capital do Espírito Santo também não pode deixar de visitar os arredores, especialmente Vila Velha.

Um lugar que eu gosto muito é Convento da Penha. Localizado em uma montanha, você pode chegar ao local de van ou encarar a subida a pé (pagando promessas!). O local é histórico – começou a ser construído em 1652 – e tem uma vista imperdível, emoldurada pela bela Terceira Ponte (Rua Vasco Coutinho, s/nº, Vila Velha). Um cartão postal e tanto!

LEIA TUDO SOBRE O CONVENTO DA PENHA AQUI

 

Ah, se estiver com criança, dê uma passada na fábrica de chocolates da Garoto, que também fica em Vila Velha. No tour, você conhece todo o processo de produção dos chocolates e ainda dá para experimentar várias guloseimas. Mas é preciso agendar antes por telefone (27 3320-1709). Preço: R$ 10.

Para quem não dispensa uma boa praia, Guarapari deve ser incluída no roteiro. Já em Vila Velha, eu gosto muito da Praia da Costa, que tem boa infraestrutura, e da Praia de Itapuã.

vila velha_praia da costa

Praia da Costa, uma das principais atrações em Vila Velha (foto: Claudio Flickr)

 

É claro que a capital do Espírito Santo, Vitória, também tem muitos atrativos: shopping, restaurantes, monumentos históricos e praias bem calmas. Se quiser saber mais sobre as praias da capital, CLIQUE AQUI

OUTROS DESTINOS DE PRAIA NO BRASIL

 

 


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Vitória: o melhor da capital do Espírito Santo

Vitória: o melhor da capital do Espírito Santo

Eu sou suspeita para falar de Vitória, já que é a terra dos meus avós – e onde passei dias maravilhosos da minha infância e adolescência. Mas a verdade é que a capital do Espírito Santo ainda é pouco explorada pelos turistas. Uma pena porque tem muitos atrativos.

A cidade mistura tudo o que uma capital tem (shopping, trânsito, comércio etc.) com o plus de boas praias e belas paisagens.

VEJA TAMBÉM: Conheça as praias de Vitória

A praia que eu mais frequentei foi a Curva da Jurema. De águas tranquilas, é ótima para ir com crianças ou para nadar. Tem boa infraestrutura com quiosques e alguns coqueiros que fazem uma sombrinha especial. Ah, experimente o picolé da Kiabai de coco… tem sabor de infância.

Veja também: Vila Velha e arredores

Outra praia bacana, a maior de Vitória, é a de Camburi. Com um calcadão todo reformado é boa para caminhar. Também tem ciclovias e quadras na areia para jogar futebol e vôlei. Tem ondas, mas nada exagerado, dá para nadar numa boa.

Um pouco mais afastada está a Ilha do Boi, que também é muito boa para ir com crianças. Com uma faixa menor areia, é mais tranquila e reservada.

Ah, quem estiver por lá no fim de semana pode curtir a feira da Praça dos Namorados à noite. Localizada entre as praias de Camburi e Curva da Jurema, a simpática feirinha tem artesanato, brinquedos para as crianças e comidinhas deliciosas. Eu curti bastante uma torta capixaba. Vale a visita (mas só funciona de sábado e domingo).

Por último, não posso deixar de citar a tradicional moqueca capixaba. O sabor é mesmo especial, principalmente aquela que é feita na panela de barro. Não deixe de experimentar! 

Nos arredores de Vitória, na vizinha Vila Velha, tem o imperdível Convento da Penha. Um lugar lindo, no alto de uma rocha, que merece ser visitado por todos os turistas. A entrada é grátis. Saiba mais sobre o Convento da Penha AQUI.

Veja mais destinos nacionais


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com