Escolha uma Página
Dicas do que fazer no Rio de Janeiro

Dicas do que fazer no Rio de Janeiro

O Rio, ou melhor, a Cidade Maravilhosa é composta de uma magia que põe inveja nas grandes capitais, pois consegue misturar a loucura de uma cidade grande com a beleza da natureza, e esta junção cria imensas possibilidades. Neste post, vamos ajudar você com dicas do que fazer no Rio de Janeiro, destino mais famoso do Brasil.

Antes, um pequeno resumo da minha experiência no Rio. Sou Pedro, guia de turismo focado em Turismo de Experiência, com bagagem de mais de três anos atuando na área e uma vida inteira como morador dessa cidade que amo tanto :]

No final do texto, vou apresentar dois roteiros com dicas do que fazer no Rio de Janeiro: um para quem vem passar o final de semana, e outro para quem vem passar 7 dias, tentando usar minha vivência para que você tenha a melhor experiência possível na Cidade Maravilha.

 

Clique aqui para ir direto para os roteiros: 

Na última parte do post, fiz um FAQ, se quiser pular para lá, clique aqui e vá para as perguntas frequentes.

 

Primeiro, os dias da semana!

Afinal, o que é melhor fazer em cada dia da semana no Rio de Janeiro?

 

Domingo na Zona Sul

rio de janeiro copacabana praia

Praia de Copacabana é ponto turístico obrigatório no Rio de Janeiro (Foto Morguefile)

 

Esse é o dia que eu mais indico que fiquem em Copacabana, Ipanema e Leblon,  por três razões:

    1. A rua da praia fecha aos domingos, facilitando para andar de bicicleta, patins ou apenas caminhar pela orla.
    2. Tem a Feira de Artesanato na Praça General Osório em Ipanema, talvez a maior feira de artesanato do Rio, com bons preços e ótima variedade. Acontece todos os domingos, das 10h da manhã às 5h da tarde.
    3. Sair do Rio no domingo pode ser complicado, não para sair, mas para voltar, pois geralmente
      tem mais trânsito na volta de passeios para Angra, Arraial e Búzios.

Agora se prefere uma praia vazia, as praias da Barra da Tijuca e a Praia da Reserva do Recreio dos Bandeirantes podem ser uma melhor opção.

 

Segunda-feira é dia de samba, por incrível que pareça!

rio de janeiro cristo

Segunda-feira é um bom dia para pegar o Cristo Redentor mais vazio (Foto: Rodrigo Soldon/Flickr)

 

O dia que todos os museus fecham é um ótimo dia para conhecer o Pão de Açúcar e o Cristo Redentor, afinal não ficam tão cheios quanto no final de semana.

 

LEIA MAIS SOBRE O PÃO DE AÇÚCAR E O CRISTO REDENTOR AQUI

 

À noite, no centro da cidade, perto do Museu do Amanhã, tem o samba de roda da Pedra do Sal, talvez o samba mais clássico da cidade, sempre cheio e muito animado, além de tudo é de graça, na rua.

Vale muito a pena conhecer!

 

Terça e Quarta-feira fora da capital

São os dias da semana com menos vida noturna, então se você pretende fazer algum passeio de um dia ou passar algumas noites em Angra, Arraial ou Búzios, termina por ser a melhor opção.

Outras boas escolhas são trilhas que ficam muito mais vazias durante a semana, proporcionando uma experiência melhor, pois, dependendo da trilha, no final de semana pode ter até fila para tirar foto.

 

Quinta-feira, a quinta “sem lei”

rio de janeiro arcos da lapa

O bairro da Lapa sempre tem algo interessante a fazer (Foto: Cyro A Silva/Flickr)

 

Não sei bem porquê, mas as festas de quinta-feira costumam ser muito boas, talvez por ser a preparação para o final de semana. Sempre tem alguma coisa boa na Lapa, Copacabana ou Baixo Gávea.

 

Sexta-feira, o dia mais coringa

Na sexta-feira, eu só não indicaria fazer passeios pela cidade nos quais você fique dependendo do trânsito, pois é o dia com mais engarrafamento no centro da cidade!

rio de janeiro pedra do sa

O animado samba na Pedra do Sal, no Rio (Foto: Matt Spurr/Flickr)

À noite, o que não falta é opção do que fazer: tem a Lapa, o Barra Music, o Baixo Gávea, o Baixo Copa, a Pedra do Sal (sim, o samba também ocorre às sextas-feiras).

 

Sábado, dia de ressaca? Ou não…

Normalmente, é o dia que estamos na ressaca da sexta à noite, mas para quem sabe se cuidar fazer um passeio pelo centro é uma boa pedida, talvez o melhor dia, pois o trânsito é mais calmo e o centro não fica vazio. Sendo assim, não é perigoso como pode ser no domingo (quando fica muito vazio, não indico). Em contrapartida, lugares como Museu do Amanhã e o AquáRio provavelmente estarão mais cheios.

rio de janeiro museu do amanha

O moderno Museu do Amanhã é uma das atrações imperdíveis no Rio (Foto: Matt Kieffer/Flicker)

 

Vale a pena dar uma olhada para ver se vai ter algum evento no Boulevard Olímpico,  que é uma área bem perto do Museu do Amanhã e que recebe muitos eventos bem interessantes.

 

Agora, vamos aos roteiros na Cidade Maravilhosa!

Aproveitem bem essas informações! Meu trabalho é justamente esse: montar roteiros no Rio para meus clientes e fazer da viagem deles a mais proveitosa possível, e aqui estou dando todas essas informações de graça pra você! Agradeça ao pessoal do Passaporte Digital!

 

Roteiro de 2 dias – final de semana no Rio

Imaginando que você chega às 20h de sexta-feira e vai embora às 22h da noite domingo, temos a seguinte sugestão de roteiro para dois dias no Rio.

 

Sexta à noite

Assim que eu chegasse, faria o check-in no hotel e iria para a Pedra do Sal no centro da cidade. A Pedra do Sal funciona mais ou menos de 20h às 00h (meia-noite). Para quem quiser prolongar a noite, indico ir à Lapa após a Pedra, fica bem pertinho (R$ 15 um táxi).

 

Sábado

Sábado, eu utilizaria o serviço de uma Agência de Turismo para fazer um passeio pela cidade toda em um dia só. Tem várias no Rio de Janeiro, com vários preços. O que diferencia normalmente é a qualidade do guia e a qualidade do almoço. Por isso, a dica que eu dou é olhar os testemunhos no Facebook da empresa que você pretende contratar e fugir de empresas que não tem um Facebook ou endereço fixo. Infelizmente, ainda tem muita picareta por aqui. Minha indicação é a S2RIO, que faz um atendimento muito bom, são ótimos anfitriões locais.

Os passeios das agências normalmente terminam por volta das 17h. Daí dá tempo de descansar um pouco, comer alguma coisa ante de ir para Lapa. Na Lapa tem muitas opções de casas de show, boates, bares ou até ficar na rua “de bobeira”. Eu gosto muito do Rio Scenarium, que tem três ambientes, e do “Pub Karioka”, que faz o estilo mais “balada”. Tem também o clássico Beco do Rato, pra quem curte um samba raiz.

 

Domingo

rio de janeiro stand up praia

Para quem gosta de esporte, a dica é fazer um stand up paddle no posto 6 de Copacabana (Foto: Adriana Paiva/Flicker)

 

Domingo, se conseguir acordar cedo, por volta das 9h da manhã, eu indico fazer um Stand Up Paddle no posto 6 de Copacabana. Custa cerca de R$ 50 o aluguel da prancha por uma hora, e o mar por lá sempre está bem calmo. Logo ao lado tem o Forte de Copacabana, que custa R$ 8 a entrada e tem uma vista privilegiada da praia de Copa. Vale a pena conhecer também.

Para o almoço não falta opção. Logo depois, eu iria para a feira de artesanato na Praça General Osório, depois para a Praia do Arpoador, que tem menos ondas, e para finalizar com “Chave de Ouro”, subir a Pedra do Arpoador para ver o pôr do sol, que aliás é um dos mais bonitos da cidade.

Por fim, volta para o hotel, pega as malas e aeroporto!

 

Roteiro para quem vem sete dias para o Rio (uma semana)

Primeiro, eu não passaria os sete dias na cidade do Rio. Três noites são mais que suficientes. Vale muito mais a pena ir para Ilha Grande e ficar três noites também por lá. Imaginando que você chega na sexta-feira à noite (20h) e vai embora na outra sexta.

Eu aproveitaria o final de semana para conhecer a noite carioca, algo bem parecido com o roteiro acima, e iria na terça-feira para Ilha Grande bem cedo, saindo às 6h da manhã da rodoviária para chegar à Ilha Grande por volta das 8h30, assim dá para conseguir aproveitar todo o dia lá. Ficaria no local de terça até sexta, três noites. Agora, você pode estar me perguntando: o que fazer na Ilha Grande? Aí é assunto para uma outra postagem. Em breve, vou escrever de novo aqui no Passaporte para falar exclusivamente de Ilha Grande.

 

ilha grande rio

Ilha Grande é um dos passeios mais recomendados para quem vai ficar mais tempo no Rio (Foto: Reprodução S2Rio)

 

Se você não irá passar noites na Ilha Grande, ai eu indicaria que terça e quarta fizesse os passeios de um dia das agências de turismo, principalmente o de Angra e o de Arraial. Caso não tenha interesse em praia, dia de semana é ótimo para conhecer o centro, movimentado fica mais seguro que aos fins de semana. Temos muitas opções de museus e igrejas, abaixo listo alguns dos principais pontos turísticos.

Tradicionais:

  • Arcos da Lapa
  • Confeitaria Colombo
  • Lagoa Rodrigo de Freitas
  • Jardim Botânico e Parque Lage
  • Vista Chinesa e Mirante dona Marta
  • Theatro Municipal
  • Escadaria Selarón

 

Museus:

  • Museu do Amanhã
  • CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil
  • Museu Histórico Nacional
  • Museu Nacional de Belas Artes
  • Biblioteca Nacional
  • MAM – Museu de Arte Moderna

 

Igrejas:

  • Catedral de São Sebastião
  • Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé
  • Igreja Nossa Senhora de Montserrat

 

Trilhas, Praias e Cachoeiras também são boas opções para os dias da semana. Listo algumas que valem a pena.

Praias:

  • Joatinga (Barra)
  • Secreto (Recreio)
  • Prainha (Guaratiba)
  • Itacoatiara (Niteroi)

 

Cachoeiras:

  • Trilha das grutas (Floresta da Tijuca)
  • Cachoeira do Horto

 

Trilhas:

  • Trila da Pedra da Gávea
  • Morro dois Irmãos
  • Trilha da Pedra Bonita
  • Trilha das Grutas
  • Mesa do Imperador (onde é possivel chegar a Vista Chinesa)
  • Pico do Papagaio
  • Morro da Urca (a mais fácil), é o primeiro Morro do Pão de Açúcar

 

Jogo rápido com dicas para sua viagem ao Rio de Janeiro “bate pronto”

Onde é melhor ficar no Rio?

Zona Sul, mais seguro e mais turístico, principalmente Copacabana.

 

VEJA MAIS DICAS DE HOTEL NO RIO AQUI.

 

Qual o melhor tipo de hospedagem?

Eu indico bastante os apartamentos por temporada, costumam valer bastante a pena.

 

Como ir do aeroporto para minha hospedagem?

Tem um ônibus que custa R$ 18, e agora o Uber foi liberado no aeroporto.

 

Onde comer barato no Rio de Janeiro?

  • Restaurante Deck na Praia de Copacabana, segunda a quinta preço de R$ 20 bufê Livre – Av. Atlântica, 2316
  • Combinado na brasa, comida a quilo com churrasco – Rua Djalma Urich 160

 

MAIS DICAS DE RESTAURANTES AQUI

 

Quais os melhores restaurantes do Rio de Janeiro?

  1. Churrascaria Fogo de Chão
  2. Aprazível em Santa Teresa
  3. Marius no Leme

 

Quais bares você indica?

  • Pavão Azul em Copacabana
  • Quiosque da Skol na praia de Copacabana (não tem só cerveja Skol, apesar do nome)
  • Mudbug, do lado do Copacabana Palace
  • Bar da Cachaça na Lapa
  • BG no Baixo Gávea

 

Melhores lugares para ver o pôr do sol?

  • Pedra do Arpoador
  • Parque da Cidade em Niterói

 

Melhores lugares para ver o nascer do sol

  1. Pedra da Gávea
  2. Pedra do Telégrafo
  3. Bico do Papagaio (Ilha Grande)

 


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


O que fazer em Paraty: 8 passeios imperdíveis

O que fazer em Paraty: 8 passeios imperdíveis

Paraty, no Rio de Janeiroé uma cidade que mistura história e belezas naturais, com praias e cachoeiras. O destino é ideal para quem quer desacelerar, acalmar a rotina. O legal é que dá para visitar Paraty o ano inteiro. Se você gosta de ler, talvez seja bacana ir em julho, quando acontece a Flip (Feira Literária Internacional de Paraty). Em contrapartida, neste período, os hotéis costumam ficar mais cheios. Veja o que vale mais a pena para você.

É bom lembrar que as praias de Paraty ficam mais afastadas da cidade. Portanto, vale mais a pena conhecê-las em um passeio de barco, incluindo as ilhas da região. Veja o que fazer em Paraty, na nossa seleção de 8 passeios imperdíveis.

1. Centro Histórico

paraty_centro historico

O tradicional calçadão de pedra do Centro Histórico de Paraty é passeio obrigatório (Foto: Rodrigo Soldon Flickr)

Entre casarões coloniais e igrejas dos séculos 18 e 19, o Centro Histórico de Paraty com seu tradicional calçadão de pedras é passeio obrigatório. Não deixe de apreciar a igreja de Santa Rita, erguida em 1722, além de curtir os bares, restaurantes e lojinhas de artesanato das redondezas.

2. Praia Antigos e Antiguinhos
São duas praias de águas transparentes separadas por pedras. Em Antiguinhos, o mar é mais calmo e mais apropriado para banho. Acesso a pé a partir da Praia do Sono (30 minutos) ou de barco a partir de Laranjeiras (20 minutos).

3. Praia do Cachadaço

paraty_cachadaco

Praia do Cachadaço fica na Vila de Trindade (Foto: Ana Paula Hirama | Flickr)

Com areia branca e fininha, a praia Cachadaço é uma delícia, especialmente pelas piscinas naturais. Para chegar à praia, que fica na Vila de Trindade, caminhe por 20 minutos a partir da Praia do Meio. De barco, dá cinco minutos.

4. Praia do Sono
Mais rústica e procurada por surfistas, por ter o mar agitado, a praia do Sono fica na estrada para Trindade (entre à esquerda ao lado do Condomínio Laranjeiras). De lá, partem carros que levam os turistas até o ponto de partida dos barcos. De Laranjeiras até o Sono são cerca de dez minutos. Dá para fazer trilha à pé, com mais ou menos 1h30 de caminhada.

5. Praia Ilha dos Cocos
A transparência da água é o principal atrativo da Ilha dos Cocos. Em determinadas épocas do ano é possível ver arraias e tartarugas. O paraíso, no entanto, fica um pouco mais isolado. Acesso por barco a partir do cais de Paraty (1h30).

VEJA TAMBÉM: Praias brasileiras bonitas e baratas para ficar

6. Praia da Lula

paraty_praia da lula

Praia da Lula atrai pelas águas calmas (Foto: LMFernandes – Flickr)

Com águas calmas e claras, a praia da Lula tem cerca de 150 metros de extensão. Acesso por barco a partir do cais de Paraty (uma hora).

7. Praia Vermelha
A praia de águas verde-esmeralda tem esse nome por conta do tom avermelhado da areia. Tem boa infraestrutura, com bares e duchas de água doce. Acesso por barco a partir do cais de Paraty (uma hora).

8. Praia de Paraty Mirim

praia_paraty_mirim

Paraty Mirim fica a 27 quilômetros ao sul do centro de Paraty (Foto: Fred Schinke – Flickr)

A 27 quilômetros ao sul do centro de Paraty, a Paraty Mirim tem águas calmas e cachoeiras. Não deixe de ver a pequena igreja de Nossa Senhora da Conceição, do século 18. Acesso pela rodovia Rio-Santos, rumo a São Paulo, no km 154,5.

LEIA MAIS: O que fazer em Búzios

Búzios: ótimo destino de praia no Rio de Janeiro

Muito estrangeiros já descobriram os encantos de Armação dos Búzios ou Búzios, como é conhecida a ilha fluminense – que se tornou o quinto destino mais visitados pelos gringos no Brasil, segundo pesquisa do Ministério do Turismo. A apenas 170 quilômetros da capital do Rio, a cidade é ótima escolha para quem quer passar dias tranquilos curtindo o mar. E olha que tem praia: são 23 opções, uma mais bonita que a outra.

buzios

Búzios, quinto destino mais visitados pelos gringos no Brasil

Com águas transparentes, Búzios tem praias curtas, de faixa de areia estreita, ou mais extensas, como Geribá e Tucuns, onde é possível praticar surfe, stand up paddle, vela e kitesurf.  Já para quem quer mergulhar, as praias mais indicadas são as de João Fernandes, João Fernandinho, do Forno, Azeda e Azedinha.

VEJA TAMBÉM: Curta as atrações do Rio de Janeiro

buzios_joao fernandinho

Praia de João Fernandinho, em Búzios, é boa para mergulho (foto: iStock)

Se você vai passar pouco tempo e quer visitar várias praias, dá para utilizar o serviço de táxi marítimo. São pequenas embarcações que partem da Praia do Canto e vão para as praias vizinhas, como a dos Ossos, a Azeda, a Azedinha, a de João Fernandes e a Tartaruga.

Búzios era uma vila de pescadores que ganhou projeção após ser visitada pela atriz Brigitte Bardot, nos anos 1960. A artista ganhou até uma estátua e o nome da Orla principal, a Orla Bardot.

Ah, para passear ou experimentar a culinária local, não deixe de visitar a Rua das Pedras, onde estão os principais restaurantes, bares e lojas. Para apreciar o pôr do sol indica-se o Cais do Porto, que também dispõe de restaurantes e galerias.

CONTINUE LENDO:
Dicas de restaurantes no Rio
Dicas de hotéis no Rio de Janeiro

Dica de passeio gratuito no Rio: Museu de Astronomia e Ciências

Dica de passeio gratuito no Rio: Museu de Astronomia e Ciências

Está no Rio de Janeiro com crianças? Então, vai uma dica certeira de passeio gratuito no Rio: o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST). A princípio, muitos podem olhar torto e achar que é chato, entediante, mas não! Vale a pena conhecer!

O Museu de Astronomia e Ciências Afins tem exposições especiais para as crianças, como a que fica no subsolo, que tem miniaturas da Terra e da Lua. Em um outro setor, é possível ver de perto um meteorito, o segundo maior que já caiu no Brasil.

LEIA TAMBÉM: Atrações imperdíveis no Rio de Janeiro

Além disso, em todos os sábados e na primeira quarta-feira de cada mês, o público pode observar astros com a luneta centenária do museu – quando o céu está limpo. Acho que o passeio pode incentivar a criançada a gostar mais das aulas de ciências! Que tal?

Logo na entrada do museu, o visitante pode observar uma construção do início do século passado, onde funcionou o Observatório Nacional que guarda parte importante da história da ciência no Brasil. De bônus, no campus do Museu você avista a baía de Guanabara. Uma ótima opção de passeio gratuito no Rio, não é mesmo?

Nos finais de semana, há programação especial para o público visitante, como Ciclo de Palestras de Astronomia, Cine Ciência, Contando Mitos, Planetário Inflável, Cozinhando com a Química, Brincando de Matemático, Astromania e Faça você mesmo.

museu astronomia

Público pode observar astros com a luneta centenária do museu (Foto: Leandro Ciuffo_Flickr)

Serviço – Museu de Astronomia e Ciências Afins
Onde fica: Rua General Bruce, 586 – São Cristovão,‎ Rio de Janeiro
Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 9h às 17h, aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h (Programa de Observação do Céu, até às 20h)
Preço: entrada gratuita

Opção de passeio gratuito no Rio, o MAST se localiza na região norte da cidade do Rio de Janeiro, no mesmo campus do Observatório Nacional e na proximidade de outros institutos de pesquisa e museus. Um novo prédio foi inaugurado em 2010 para abrigar os acervos iconográficos e museológicos e para as atividades de pesquisa e laboratórios. A biblioteca permanece instalada no prédio sede.

CONTINUE LENDO:
Dicas de hotel no Rio de Janeiro
Dicas de restaurantes no Rio de Janeiro

 

Rio de Janeiro: praia, Cristo Redentor, Pão de Açúcar e mais

Rio de Janeiro: praia, Cristo Redentor, Pão de Açúcar e mais

Quando fui ao Rio de Janeiro pela primeira vez me surpreendi: a beleza da cidade era ainda maior do que eu imaginava. Por isso, quando me perguntam se vale a pena ir até lá, sempre digo que sim, apesar da criminalidade – que, na verdade, não é exclusividade da capital fluminense. Mas a praia, o sol, o clima gostoso, o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar e muitas outras atrações fazem deste destino realmente uma “cidade maravilhosa”.

VEJA TAMBÉM ROTEIRO COMPLETO DO QUE FAZER NO RIO

Dentro do roteiro na cidade, é claro, não pode faltar uma visita ao Corcovado, para ver uma das novas sete maravilhas do mundo, o Cristo Redentor. Uma dica preciosa é comprar o ingresso antes, pela internet. Isso porque estavam querendo desativar a bilheteria local e, por muitas vezes, turistas não conseguiram adquirir o ticket na hora. Pelo sim pelo não, é melhor garantir o bilhete antecipadamente pelo site.

O embarque para chegar ao Cristo Redentor pode ser de feito de trem pela Rua Cosme Velho, 513. O preço é um pouco salgado, mas vale a pena: R$ 61 (inteira) na baixa temporada e R$ 74 (inteira) na alta temporada, R$ 48 (crianças de 6 a 11 anos) e R$ 24 (idosos). Crianças de até 5 anos não pagam. O local funciona diariamente, das 8h às 19h.

Leia também:
Onde ficar no Rio de Janeiro
Onde comer no Rio de Janeiro

Ah, outra coisa, se quiser aproveitar melhor a vista incrível de lá de cima do Cristo Redentor, o ideal é ir no primeiro horário, logo às 8h da manhã. Se puder ir durante a semana, melhor ainda. Assim suas fotos não vão ficar abarrotadas de gente ao fundo.

>>> Pão de Açúcar

pao de acucar

Pão de Açúcar: preço salgado do ingresso vale o investimento (Foto: SXC)

Além do Cristo Redentor, quem vai ao Rio também quer visitar o bondinho do Pão de Açúcar. O conselho é o mesmo: quanto mais cedo chegar, menos tumulto vai enfrentar para ver paisagens deslumbrantes, como as praias do Leme, Copacabana, Ipanema, Pedra da Gávea, Baía de Guanabara, entre outras.

Apesar do preço alto: R$ 80 (inteira), R$ 40 (crianças de 6 a 12 anos e idosos), acho que é um passeio que vale o investimento pelo menos uma vez na vida.

A bilheteria do Pão de Açúcar fica localizada na Av. Pasteur, 520, Urca. Crianças até 5 anos não pagam. Mais informações pelo telefone 21 2546-8400 ou no site.

Leia também: Atrações em Búzios, no Rio de Janeiro

>>> Praias e Jardim Botânico 
rio_ipanema_vct santos_SXUÉ claro que não dá para falar do Rio de Janeiro sem citar as praias. Entre as minhas preferidas estão a de Ipanema, Copacabana, Barra e Arpoador, com seu belo mirante – vá até lá para ver o por do sol. Vale muito a pena.

Leia também: As melhores praias do Brasil

Ah, fora as praias, outro passeio que também deve estar no roteiro além do Cristo Redentor e do Pão de Açúcar é o Jardim Botânico, com suas belas palmeiras imperiais. O arboreto fica aberto diariamente, das 8h às 17h, com entrada a R$ 6 (grátis para crianças até 7 anos e idosos acima de 60 anos).

No local, também dá para visitar o Museu do Meio Ambiente. Entrada fica na Rua Jardim Botânico, 1008. Informações pelo telefone: (21) 3874-1808 ou pelo site.

Leia sobre outras capitais:
Vitória
Maceió
Curitiba

 


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Dicas de hotel no Rio de Janeiro

Não dá para falar em hotel no Rio de Janeiro e não se lembrar do Copacabana Palace – sem dúvida um dos mais bonitos do Brasil. Mas se você não tem orçamento para pagar pelo menos mil reais na diária para o casal, veja outras indicações de hotel feitas por amigos que estiveram na cidade recentemente. Opções a partir de R$ 196 a diária* (veja abaixo).

rio

Rio de Janeiro tem opções de hotel com bom custo-benefício (Foto: SXC)

Ah, e lembre-se sempre: quanto antes fizer a reserva, melhores preços pode conseguir. Planejamento é a receita para a economia nas viagens.

Leia também:
Roteiro de atrações no Rio de Janeiro
Onde comer no Rio de Janeiro

>>> San Marco Ipanema
Av. Visconde de Pirajá, 524, Ipanema
Tel.: 21 2540-5032
Diária: a partir de R$ 196, com café da manhã

>>> Ibis Copacabana
Rua Ministro Viveiros de Castro, 134, Copacabana
Tel.: 21 3218-1150
Diária: a partir de R$ 299

>>> Atlântico Praia Hotel
Av. Atlântica, 1456, Copacabana
Tel.: 21 2548-0011
Diária: a partir de R$ 300, com café da manhã

>>> Mar Palace Copacabana
Av. Nossa Senhora de Copacabana, 552, Copacabana
Tel.: 21 2132-1501
Diária: a partir de R$ 384

>>> Mar Ipanema Hotel
Av. Visconde de Pirajá, 539, Ipanema
Tel.: 21 3875-9191
Diária: a partir de R$ 494, com café da manhã

>>> Sheraton Barra
Avenida Lucio Costa, 3150, Barra da Tijuca
Tel.: 21 3139-8000
Diária: a partir de US$ 319, com café da manhã

* Preços pesquisados em outubro de 2013 (sujeitos a confirmação)