Escolha uma Página
GUIA PRÁTICO das cachoeiras em Brotas

GUIA PRÁTICO das cachoeiras em Brotas

GUIA PRÁTICO das cachoeiras em Brotas

As cachoeiras em Brotas são realmente incríveis, um verdadeiro convite para contemplar a natureza e tomar um belo banho para renovar as energias. Eu adoro!

Acho que Brotas é um dos lugares no interior de São Paulo com mais cachoeiras para visitação. Para facilitar sua escolha, listo aqui 12 cachoeiras maravilhosas para visitar quando você for a esta cidade linda do interior de São Paulo, localizada a 250 quilômetros da capital.

VEJA TAMBÉM: Fim de semana em Brotas

cachoeiras-em-brotas

Passeio de quadriciclo para conhecer uma das cachoeiras em Brotas, esta fica no Recanto das Cachoeiras (Foto: Passaporte Digital)

 

Quando se fala em cachoeiras em Brotas, não se discute que são lindas! Mas talvez o único “problema” é que a maioria delas fica em áreas particulares e, por isso, é preciso pagar uma taxa para visitá-las. Apesar disso, acho que vale muito a pena programar um passeio para conhecer pelo menos uma delas.

Entre as cachoeiras em Brotas que eu visitei, destaco a Cachoeira Cassorova, a Cachoeira Santo Antonio, a Cachoeira da Roseira e a Cachoeira do Parque dos Saltos, uma das únicas com acesso gratuito.

cachoeiras-em-brotas

Cachoeira do Parque dos Saltos é uma das poucas cachoeiras em Brotas com acesso gratuito (Foto: Passaporte Digital)

 

Cada uma tem a sua beleza e suas características. Em algumas é possível entrar para tomar banho, em outras vale a pena apenas para contemplar. Como a maioria está em áreas privadas, geralmente em parques de aventura ou hotéis, você também pode aproveitar o dia para fazer muitas outras atividades, geralmente no esquema de day use.

Para facilitar sua escolha, selecionei algumas cachoeiras em Brotas para você escolher a sua!

 

13 cachoeiras em Brotas que você tem que conhecer

 

1- Cachoeira Cassorova e Cachoeira dos Quatis

cachoeira cassorova

Cachoeira Cassorova, um paraíso em Brotas

 

Para mim, a Cachoeira Cassorova está entre as mais bonitas de Brotas, com uma queda d´água de 60 metros de altura. Com certeza está no topo da minha lista das mais incríveis e impactantes que já conheci.

A cachoeira Cassorova fica dentro do EcoParque Cassorova, que tem diversas atividades de lazer. Para chegar até ela, é preciso fazer uma trilha curta de 200 metros, toda calçada e com corrimão.

cachoeiras-em-brotas

Contemplando uma das belas cachoeiras em Brotas, a Cachoeira Cassorova (Foto: Passaporte Digital)

O mais legal é que dá para entrar na cachoeira e ter aquela deliciosa sensação de “lavar a alma”. O parque fez uma espécie de ponte onde você caminha facilmente para debaixo da queda. Dá até para deitar nela e fazer uma “hidromassagem” natural.

LEIA MAIS SOBRE A CACHOEIRA CASSOROVA AQUI

Se quiser algo mais radical, o parque também oferece uma tirolesa onde é possível contemplar as águas da belíssima cachoeira Cassorova bem de frente! Um espetáculo! Até eu tomei coragem e fui. Veja o vídeo da minha aventura.

 

 

💁 Dica da Alê: Além da exuberante Cachoeira Cassorova, o EcoParque tem uma outra atração natural, a Cachoeira dos Quatis, que também é linda, com 46 metros de queda livre e em meio à Mata Atlântica superpreservada. Vale a pena conhecer e nadar em sua piscina natural 😉

💰 Preço para entrada:
– Adultos: R$ 70,00 (dias de semana) a R$ 90,00 (fim de semana e feriado)
– Crianças de 6 a 10 anos: R$ 35 a R$ 45
Horário de funcionamento: das 9h às 17h
📍 Localização: Ecoparque Cassorova – Patrimônio de São Sebastião da Serra, s/nº, Brotas 

 

2- Cachoeira Parque dos Saltos

 

 

A Cachoeira do Parque dos Saltos é uma das únicas com acesso gratuito em Brotas. Ela é linda e fica bem no centro da cidade, com fácil acesso.

À primeira vista, a cachoeira não parece tão bonita, mas é só andar um pouco mais pelo Parque dos Saltos para ver a queda mais forte e a beleza das águas do rio Jacaré Pepira, que corta toda a cidade de Brotas.

O Parque dos Saltos também tem uma ponte pencil e uma antiga casa de máquinas, da época em que o local foi usado como uma pequena hidrelétrica.

Vale a pena fazer a trilha em meio à natureza e ver de pertinho a Cachoeira do Parque dos Santos.

💁 Dica da Alê: Leve repelente para visitar a Cachoeira do Parque dos Santos. Esquecemos de passar e levamos várias picadas de borrachudos. 

💰 Preço para entrada:
Entrada gratuita.
Horário de funcionamento: das 9h às 17h
📍 Localização: Rua Alfredo Mangilli, s/nº, Centro de Brotas 

 

3- Cachoeira Figueira, Cachoeira da Nascente e Andorinha

cachoeiras-em-brotas-figueira

A imponente Cachoeira da Figueira, com seus 47 metros de altura (Foto: Divulgação)

A Cachoeira Figueira, de 47 metros de altura, faz parte do Eco Parque Cachoeira 3 Quedas, que inclui também a Cachoeira da Nascente e a Cachoeira Andorinha.

Assim como quase todas as cachoeiras em Brotas, estas também ficam em propriedade privada do hotel Cachoeira 3 Quedas.

Para chegar à Cachoeira Figueira, a maior das três quedas, é preciso fazer uma trilha média fácil de aproximadamente 15 minutos.

💁 Dica da Alê: O Sítio 3 Quedas permite day use para conhecer a cachoeira ou, se preferir, oferece hospedagem, com atividades de lazer, fazendinha e pesca.

💰 Preço para entrada:
Day use a partir de R$ 60,00 por pessoa
Horário de funcionamento: das 9h às 17h
📍 Localização: Rodovia Luiz Benedito Pinto dos Santos (BR-040), 17 – Brotas

 

4- Cachoeira Santo Antonio e Cachoeira da Roseira

cachoeiras-em-brotas-roseira

Cachoeira Roseira, com mais de 55 metros, é a mais bonita do Recanto das Cachoeiras (Foto: Passaporte Digital)

 

A Cachoeira Santo Antonio e a Cachoeira da Roseira ficam dentro do delicioso Parque Recanto das Cachoeiras, um lugar que vale muito a pena passar o dia todo por conta das diversas atividades de lazer.

A Cachoeira Santo Antonio é a mais exuberante, com uma queda de 20 metros totalmente acessível para banho, inclusive para cadeirantes. Tem um corrimão de madeira que dá aquela ajuda básica para a gente não levar um tombo nas pedras mais lisas. Eu não resisti e tomei um belo banho nas águas da cachoeira.

O lugar é lindo, com uma infraestrutura de qualidade e comida boa. Vale a pena conhecer.

💰 Preço para entrada:
– Adultos: R$ 70,00 (dias de semana) a R$ 90,00 (fim de semana e feriado)
– Crianças de 6 a 10 anos: R$ 35 a R$ 45
Horário de funcionamento: das 9h às 17h
📍 Localização: Estrada do Patrimônio, s/nº, Brotas

 

5- Cachoeira do Martello e Cachoeira da Primavera

cachoeiras-em-brotas-cachoeira-do-martello

Cachoeira do Martello fica na Fazenda Pinheirinho, em Brotas (Foto: Divulgação)

 

A Cachoeira do Martello está entre as mais bonitas das cachoeiras em Brotas. Localizada dentro da Fazenda Pinheirinho, ela tem 55 metros de queda e desagua em um poço onde dá para tomar banho.

Com mais 15 minutos de caminhada, você chega à Cachoeira da Primavera, menor, com 25 metros.

A Fazenda Pinheirinho também conta com lanchonete, parquinho, vestiário e piscina.

💰 Preço para entrada:
– Adultos: R$ 40
– Crianças a partir de 10 anos: R$ 20. Grátis para menores de 10 anos.
Horário de funcionamento: das 9h às 17h
📍 Localização: Estrada do Patrimônio, s/nº, Brotas

 

6- Cachoeira do Astor e Cachoeira Speranza

cachoeiras-em-brotas-cachoeira-do-astor

Cachoeira do Astor também é uma das mais visitadas de Brotas (Foto: Divulgação)

A Cachoeira do Astor com sua queda de 28 metros fica em um sítio turístico com estacionamento, lanchonete e trilhas.

A queda d´água fica a mais ou menos 400 metros da sede da fazenda, com acesso por trilha com degraus e rampas com corrimão de madeira e cabos de aço.

Além da Cachoeira do Astor, também é possível conhecer a Cachoeira Speranza. O local é ótimo para banho. Eu ainda não conheci esta cachoeira ao vivo, mas a foto mostra que vale a pena em uma próxima visita.

💰 Preço para entrada:
– R$ 40 (em dinheiro)
Horário de funcionamento: das 10h às 17h
📍 Localização: Acesso pela Estrada do Patrimônio, a aproximadamente 30 km do centro de Brotas

 

7- Cachoeira Santa Eulália

cachoeiras-em-brotas

Cachoeira Santa Eulália fica dentro do Parque Viva Brotas (Foto: Divulgação)

A Cachoeira Santa Eulália é bastante procura por quem quer fazer rapel em cachoeira. Com 47 metros de altura, ela tem trechos muito apropriados para a prática do esporte.

A cachoeira fica no parque Viva Brotas, que tem também outras atividades de aventura e instrutores para orientar a prática do rapel. Se este for o caso, já com tênis ou calçado apropriado para poder realizar a atividade.

💰 Preço para entrada:
– Varia conforme o pacote de atividades contratado
– Cachoeirismo: a partir de 99,00 por pessoa, criança até 10 anos paga meia (consulte preços no site)
Horário de funcionamento: das 9h às 17h
📍 Localização: Acesso pela Estrada do Patrimônio, a aproximadamente 30 km do centro de Brotas

 

MAIS SOBRE BROTAS:
Conheça a Cachoeira Cassorova, em Brotas
Visite a nascente Areia que Canta, em Brotas
O que fazer em Brotas em um fim de semana

Espero ter ajudado você com este artigo aqui do blog! Aproveite para curtir nosso InstagramFacebook e YouTube e acompanhe nossas dicas de viagem. Até a próxima!


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Conheça o hotel fazenda Areia que Canta, em Brotas

Conheça o hotel fazenda Areia que Canta, em Brotas

Conheça o hotel fazenda Areia que Canta, em Brotas

O Hotel Fazenda Areia que Canta, em Brotas, interior de São Paulo, é famoso por conta de uma das atrações naturais mais procuradas da cidade: a nascente Areia que Canta, que inclusive deu o nome ao local.

Mas o que pouca gente sabe é que, além do paraíso natural que se localiza dentro da área da fazenda, o hotel é lindo, aconchegante e cheio de atividades divertidas para crianças e adultos. Tem balanço na árvore, ordenha de vaquinha, passeio ao laranjal, tirolesa no lago, colheita de frutas direto do pomar, entre muitas outras coisas.

 

Localizado em uma área rural, há 10 quilômetros do centro de Brotas, o hotel fazenda Areia que Canta tem tantas atrações que não tem como cair na rotina. Diariamente, você pode conferir a programação em cartazes expostos na entrada do restaurante. As atividades são divididas em grupos para crianças a partir de 4 anos, adolescentes e adultos. Algumas delas, envolvem toda a família, proporcionando momentos de integração juntinhos.

Outras atividades dentro do hotel são livres e podem ser feitas pelo hóspede a qualquer momento do dia. Pedalinho, pesca, stand-up paddle, caiaque, minitirolesa, salão de jogos, minigolfe e visita à fazendinha são algumas das atrações que ficam disponíveis o tempo todo. Sem contar as piscinas (uma delas aquecida) e o spa com sauna, que eu particularmente amei.

hotel-fazenda

Spa do Hotel Fazenda Areia que Canta: delicioso também para os pais (Foto: Passaporte Digital)

 

Se não quiser fazer nada, também não tem problema. O hotel fazenda Areia que Canta fica em uma área de 300 hectares, tudo é rodeado de por árvores, lagos, pomares e cantinhos verdes que convidam a sentar numa rede e descansar. Aliás, tem várias redes espalhadas por todo o hotel. Procure a sua e faça um momento de relax ou simplesmente aproveite a vista!

 

Atividades de lazer do hotel fazenda

São tantas opções de lazer que o hotel fazenda oferece que agrada tanto quem quer descansar em meio à natureza como quem prefere se divertir na piscina, com a equipe de recreação ou praticar atividades esportivas.

Meus filhos amaram a minitirolesa e as atividades da fazendinha, especialmente a experiência de tirar leite da vaquinha, alimentar um boi e passear a cavalo. Foi muito legal!

hotel-fazenda-areia-que-canta

Alimentar o boi é uma das atividades da fazendinha no Areia que Canta (Foto: Passaporte Digital)

 

Principais atividades para crianças

  • Brinquedoteca
  • Fazendinha
  • Minitirolesa
  • Escorregador no lago
  • Passeio de charrete

 

hotel-fazenda-brotas

Hotel Fazenda Areia que Canta tem duas piscinas externas e uma aquecida (Foto: Passaporte Digital)

 

Principais atividades para adultos

  • Sauna
  • Spa
  • Salão de Jogos

 

Atividades para família toda

  • Piscinas externas e aquecida
  • Tirolesa no lago (com opção de queda no lago)
  • Passeio a cavalo
  • Tour ao laranjal
  • Pesca
  • Caiaque
  • Pedalinho
  • Stand-up paddle
  • Bicicletas
  • Triciclo
  • Sala de jogos com pebolim, sinuca, pingue-pongue
  • Museu Casa da Fazenda

 

A comida do hotel

hotel-fazenda-brotas

Café da manhã do hotel é bem farto e variado (Foto: Passaporte Digital)

 

A comida é um dos pontos altos do hotel fazenda Areia que Canta. Realmente, deliciosa. Muita variedade no café da manhã, pratos muito gostosos com sabor de fazenda no almoço e muito caprichado também no jantar. Sem contar as sobremesas, que são maravilhosas! Tinha uma torta crocante que era divina!

Se bater uma fominha entre uma refeição e outra (difícil rs) ainda tem o café da tarde, com bolos, pães, frutas, suco e cereais. 

💁 Dica da Alê: Não se preocupe se estiver viajando com bebês. Eles têm uma copinha para as mamães e papais que precisam esquentar papinhas ou o leitinho do bebê.

Todas as refeições são servidas no restaurante principal, com pratos preparados com diversos ingredientes cultivados na própria fazenda do hotel. Tudo fresquinho! Aquela comida caseira, com tempero gostoso!

Vale lembrar que, mesmo quem não é hóspede, pode almoçar no restaurante do hotel fazenda Areia que Canta. Então, se for fazer o passeio à nascente mas não estiver hospedado, vale (muito) almoçar no local, porque a comida é muito gostosa!

hotel-fazenda-areia-que-canta-brotas

As crianças conhecem a horta do hotel fazenda Areia que Canta, de onde sai boa parte dos ingredientes do restaurante (Foto: Passaporte Digital)

 

Passeio imperdível à nascente Areia que Canta

A nascente Areia que Canta é, sem dúvida, o passeio mais esperado. É um daqueles lugares que ficam na memória da gente de tão lindo! Sem contar que é um dos principais cartões-postais de Brotas.

LEIA MAIS SOBRE O PASSEIO A AREIA QUE CANTA AQUI

 

As águas cristalinas brotam do chão de areia fininha e formam uma piscina natural que impressiona pela beleza e preservação.

O passeio dura aproximadamente 3 horas e é todo acompanhado pelos monitores do hotel. No total, são 4 quilômetros de percurso, com trilha de nível fácil.

💁 Dica da Alê: Quem quiser visitar a nascente Areia que Canta, mas sem se hospedar, também pode. É só contratar o passeio avulso na recepção do hotel (se for fim de semana ou alta temporada, é bom reservar com antecedência). Nesse caso, recomendo fazer o day use, para passar o dia no hotel e aproveitar a estrutura deliciosa do lugar! 😉

 

Como funciona o hotel Areia que Canta?

O Hotel Fazenda Areia que Canta funciona no regime de pensão completa, ou seja, inclui café da manhã, almoço, café da tarde e jantar. As bebidas não estão inclusas no valor da diária, mas eles sempre deixam água e pelo menos um tipo de suco no horário das refeições como cortesia aos hóspedes.

hotel-fazenda-tirolesa

Tirolesa no lago é uma das atividades do hotel fazenda Areia que Canta (Foto: Passaporte Digital)

 

Você também pode utilizar o frigobar do quarto para levar bebidas que queira tomar. Porém, eu achei os valores das bebidas bastante justos. Eu amei a caipirinha com cachaça da fazenda que eles servem no bar da piscina. Maravilhosa!

Praticamente todas as atividades do hotel estão inclusas no valor da diária. Tem de tudo, desde atrações mais radicais como tirolesa no lago (pode ser com queda na água ou não) até passeios mais tranquilos, como pedalinho e pescaria.

hotel-fazenda-brotas

Triciclo é uma ótima opção para se divertir com as crianças e percorrer os cantinhos do hotel (Foto: Passaporte Digital)

 

Escolhendo o quarto

hotel-fazenda-areia-que-canta-quarto

Quartos com clima de fazenda e muito aconchegantes no Areia que Canta (Foto: Passaporte Digital)

 

Todos os tipos de acomodação do hotel fazenda Areia que Canta são bastante espaçosos e confortáveis. Alguns deles têm varanda e banheira de hidromassagem.

Os hóspedes podem escolher entre 5 opções de quartos: Cabreúva, Jatobá. Cedro, Flamboyant e Ipê. O apartamento Cabreúva, por exemplo, é um dos mais amplos com vista para os laranjais. Já o Jatobá e o Cedro ficam próximos às piscinas. O Flamboyant possui vista privilegiada para o lago. E, por último, o Ipê que são os apartamentos duplex, próprio para famílias grandes.

Eu fiquei na ala Ipê, um quarto duplex muito lindinho, que tem porta de fazenda e rede na varanda. Uma delícia! O bom é que essa acomodação oferece mais privacidade, já que é dividido em dois cômodos, um quarto para as crianças e outro para o casal.

Achei tudo bem confortável, cama excelente, chuveiro com aquecimento central, com roupa de cama e banho muito macia e cheirosa. Todos os quartos possuem ar condicionado, cofre, frigobar, TV e wi-fi.

 

Preço Hotel Fazenda Areia que Canta

hotel-fazenda-pesca

Hotel fazenda tem atividades tranquilas para a família toda (Foto: Passaporte Digital)

 

💰 Valor médio da diária: R$ 584,00 casal com pensão completa
É cobrada taxa de serviço no valor de 5% sobre o total da hospedagem.

⏰ Check in: a partir das 18h
⏰ Checkout: até às 15h

🐕 Hotel pet friendly: Animais de pequeno porte são aceitos nos apartamentos da Ala Cabreúva e Jatobá com varanda individual. Valor por animal R$ 80,00 a diária.

 

Como chegar ao Hotel Fazenda Areia que Canta

O Hotel Fazenda Areia que Canta fica em Brotas, próximo às regiões de Ribeirão Preto, Piracicaba, Bauru e Jaú. O acesso é bem simples, o hotel fica na rodovia SP225, no Km 124,5. O trecho final de 3 quilômetros é em estrada de terra em boas condições.

📍 Localização: Rodovia Eng. Paulo Nilo Romano (SP 225), Km 124,5 – Brotas

📅 Reservas e informações: (14) 3653-1382

 

MAIS SOBRE BROTAS:

Conheça a Cachoeira Cassorova, em Brotas
Visite a nascente Areia que Canta, em Brotas
O que fazer em Brotas em um fim de semana

Espero ter ajudado você com este artigo aqui do blog! Aproveite para curtir nosso InstagramFacebook e YouTube e acompanhe nossas dicas de viagem. Até a próxima!

 

*Viajamos a convite do Hotel Fazenda Areia que Canta. As opiniões e impressões aqui relatadas são livres e pessoais. Consulte os valores de hospedagem e atividades antes da viagem.


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Como visitar a nascente Areia que Canta, em Brotas

Como visitar a nascente Areia que Canta, em Brotas

Como visitar a nascente Areia que Canta, em Brotas

Brotas tem muitos lugares lindos. A nascente Areia que Canta é um desses cenários naturais de tirar o fôlego! As águas cristalinas que brotam do chão de areia fininha e formam uma piscina natural impressionam pela beleza e preservação. Um verdadeiro tesouro localizado a 250 km da capital paulista!

A trilha para chegar à nascente começa dentro da área do hotel fazenda Areia que Canta, que fica localizado a 10 quilômetros do centro de Brotas (dá mais ou menos uns 20 minutinhos). As visitas são sempre guiadas por monitores do hotel e duram cerca de 3 horas. 

LEIA TAMBÉM: Veja como foi nossa hospedagem no hotel fazenda Areia que Canta

Os hóspedes do hotel fazenda Areia que Canta podem conhecer o local gratuitamente (incluso no valor da diária). Quem não é hóspede também pode conhecer a nascente, pagando o passeio avulso ou fazendo o day use (eu recomendo), que pode ser contratado na recepção do hotel. Se for alta temporada ou feriado, recomenda-se reservar com antecedência.

 

 

Como é a nascente Areia que Canta?

Pode parecer mentira, mas a nascente Areia que Canta é uma formação geológica que existe há mais de 200 milhões de anos (o estudo geológico está até disponível no site do hotel). 

Quando você chega à piscina natural da nascente, vê uma área de 10 metros de diâmetro de águas cristalinas, com pequenos “vulcãozinhos” que “brotam” do chão de areia, muita branca e fininha. São os chamados “olhos d´água”. Dizem que foi essa nascente que deu nome à cidade de Brotas. O fato é que até hoje o local é um dos pontos turísticos mais visitados da cidade.

areia que canta

A nascente Areia que Canta é um dos lugares mais encantadores de Brotas (Foto: Passaporte Digital)

 

Por que Areia que Canta?

Quando as crianças souberam que iriam visitar a Areia que Canta me perguntaram como isso era possível! E foi uma experiência muito legal para elas.

Durante a visita à nascente, os guias demonstram como é produzido o som. Em um recipiente, os turistas podem pegar a areia, retirar o excesso de água, fazer um montinho e esfregar nas mãos. Fiz o teste e, realmente, a areia canta! rs…

Isso acontece porque a água da nascente brota em meio a uma areia muito fina e arredondada de grãos de quartzo. Por isso, quando friccionada, a areia produz um som que se assemelha a uma cuíca. Daí o nome Areia que Canta. Bem divertido!

Apesar da curiosidade em ouvir a “areia cantar”, o que é mais impressionante é a beleza de ver a água brotando do chão. A piscina natural de águas cristalinas tem aproximadamente 10 metros de diâmetro. O guia explicou que são gerados cerca de 70 mil litros de água por hora da nascente. Um lugar que precisa muito ser preservado!

 

É possível nadar na nascente?

areia-que-canta-flutuacao

Flutuando na nascente da Areia que Canta (Foto: Passaporte Digital)

 

É possível sim entrar nas águas da Areia que Canta, mas somente para flutuação. Para preservar o local, apenas quatro pessoas por vez entram na piscina natural da nascente e todas com colete salva-vidas. Isso é necessário para que o chão não seja pisado e compacte os olhos d´água, prejudicando o ecossistema. 

O único “problema” é que a água da nascente é bem gelada, por volta dos 18 graus. Mas depois que entra você até se acostuma! rs… Eu não perdi a oportunidade e mergulhei com meu filho. Foi uma experiência deliciosa de conexão com a natureza. Superindico!

 

Como é o nível da trilha ao Areia que Canta?

areia que canta

A trilha de 2 quilômetros para a nascente do Areia que Canta é leve e linda (Foto: Passaporte Digital)

 

Para chegar À nascente Areia que Canta é preciso percorrer uma trilha leve, que pode ser feita inclusive por crianças.

A nascente fica a 2,3 quilômetros da sede do hotel. Quem preferir, pode fazer 2 quilômetros do percurso de carro. Somente os 300 metros finais têm que ser, obrigatoriamente, feitos a pé.

Apesar de poder ir de carro, eu acho que a caminhada vale a pena. Além de ser tudo plano, o lugar é lindo, com muito verde, pássaros, flores. Os meus filhos de 7 e 5 anos fizeram todo o percurso de ida e volta sem reclamar de cansaço. Foi realmente muito tranquilo.

Na volta, antes de retornar ao hotel, eles fazem um desvio para os visitantes conhecerem as corredeiras do Rio Tamanduá, um lugar muito gostoso com duas pequenas quedas d´água e até uma “prainha” para as crianças se divertirem. 

No fim, o percurso total das trilhas, incluindo a Nascente Areia que Canta e o rio Tamanduá, tem 4 quilômetros. O trecho de retorno final ao hotel é feito em um 4×4 com cobertura. Foi bem divertido ir no “caminhão”, as crianças amaram!

💁 Dica da Alê: faça o passeio de tênis. Além de facilitar a caminhada na trilha, para entrar no rio Tamanduá o uso calçado fechado é obrigatório para não machucar os pés nas pedras e galhos. Ah, leve também uma toalha porque a água da cachoeira é bem gelada!

 

Trilha para o Rio Tamanduá

rio-tamandua-trilha

Trilha deliciosa para o rio Tamanduá tem até ponte suspensa (Foto: Passaporte Digital)

Se você for fazer o circuito completo, após a visita à nascente Areia que Canta o guia vai te levar para uma outra trilha, mas agora para as corredeiras do Rio Tamanduá.

Dali, são cerca de 1 quilômetro de distância, em um trilha muito gostosa e de nível fácil, atravessando até uma ponte suspensa. 

O rio Tamanduá corta a fazenda Areia que Canta e forma pequenas quedas d´água, onde é possível tomar banho de rio, mergulhar e até fazer uma “hidromassagem natural”. Tem até uma espécie de “prainha” para as crianças nadarem e brincarem, com águas bem rasas. 

💁 Dica da Alê: Recomendo levar uma mochila com água, frutas, toalha e repelente, especialmente se estiver com crianças. Como o passeio dura 3 horas, elas podem ficar com fome e com frio, pois a água tanto da nascente como do rio Tamanduá é bem gelada.

 

Day Use no Areia que Canta

Como eu expliquei, quem não estiver hospedado no hotel fazenda Areia que Canta pode, sim, conhecer a nascente de duas formas: contratando o passeio avulso ou fazendo o day use no hotel, o que eu super recomendo porque o lugar é lindo e tem muitas atividades legais para curtir, como fazendinha, tirolesa, stand-up, pedalinho, piscinas etc.

Após o tour, você também pode contratar passeio a cavalo (R$ 50) ou almoçar na fazenda (R$ 50 por pessoa). A comida é uma delícia! Acho um excelente programa em Brotas.

 

 

Hotel Fazenda Areia que Canta

Quem preferir se hospedar, vai notar que o hotel fazenda Areia Que Canta tem todo o clima gostoso do interior. Com muita área verde e uma estrutura superbonita, os quartos são confortáveis e espaçosos, a comida é farta e deliciosa.

O hotel é ideal para casais e com crianças. Aliás, as atividades de recreação são o ponto alto do lugar e já estão inclusas na diária.

areia que canta fazendinha

No hotel fazenda Areia que Canta as crianças podem vivenciar um pouco da rotina da fazenda (Foto: Passaporte Digital)

VEJA MAIS SOBRE NOSSA HOSPEDAGEM NO AREIA QUE CANTA AQUI

Confira mais sobre a estrutura do hotel fazenda Areia que Canta:

  • Duas piscinas externas aquecida
  • Piscina aquecida 
  • Sauna
  • Toboágua, caiaque, pedalinho e stand-up no lago
  • Pesca esportiva
  • Passeio de triciclo e bicicletas
  • Visita a horta
  • Minitirolesa
  • Tirolesa no lago
  • Fazendinha
  • Passeio a cavalo
  • Spa
  • Salão de Jogos
  • Brinquedoteca

 

Horários de visitação da Areia que Canta

Os tours guiados acontecem diariamente. Veja os horários disponíveis (sujeitos à alteração).

De segunda a sexta: às 10h e às 14h

Sábados, domingos e feriados: às 9h, 10h, 12h, 13h, 14h e 15h

 

Preço Circuito Areia que Canta

Preço: a partir de R$ 55,00 por pessoa (durante a semana, na baixa temporada), R$ 70,00 (sábados e domingos na baixa temporada), R$ 90,00 (feriados, férias e alta temporada). Crianças até 5 anos: cortesia. Crianças entre 6 e 11 anos pagam meia.

 

Como chegar a Areia que Canta?

O Hotel Fazenda Areia que Canta fica em Brotas, próximo às regiões de Ribeirão Preto, Piracicaba, Bauru e Jaú. O acesso é bem simples, o hotel fica na rodovia SP225, no Km 124,5. O trecho final de 3 quilômetros é em estrada de terra em boas condições.

LocalizaçãoRodovia Eng. Paulo Nilo Romano, SP-225, Km 124,5, s/n – Zona Rural – Brotas

Telefone: (14) 3653-1382

*Viajamos a convite do Hotel Fazenda Areia que Canta. As opiniões e impressões aqui relatadas são livres e pessoais. Consulte os valores de hospedagem e atividades antes da viagem.

 
 
 
 

Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Brotas Eco Resort: diversão para crianças e tranquilidade para os pais

Brotas Eco Resort: diversão para crianças e tranquilidade para os pais

Brotas Eco Resort: diversão para crianças e tranquilidade para os pais

Conhecida como a capital do turismo de aventura, Brotas também reserva lugares tranquilos, como o Brotas Eco Resort. Localizado a 5 minutos do centro da cidade, o hotel com clima de fazenda tem mais de 750 mil m2 de muita área verde e ótima estrutura para dias de relax e diversão.

Um dos mais tradicionais hotéis da região, o Brotas Eco Resort fica a 220 km de São Paulo, conta com 42 apartamentos e estrutura de lazer completa para casais e famílias com crianças.

A equipe de recreação é uma das coisas mais bacanas do local. Atenciosos e superdivertidos, os monitores têm sempre uma brincadeira ou atividade para entreter os pequenos. Na alta temporada, eles oferecem até passeio de balão aos hóspedes. Demais!

 

Além da programação de lazer, os pais também conseguem descansar bastante. De cara, você já sente o clima gostoso de interior, que se reflete no atendimento dos funcionários, na comida do restaurante e nas instalações em meio à natureza.

Os quartos são simples e confortáveis, com frigobar, TV, ar condicionado, secador de cabelo, cofre e wi-fi. Algumas suítes têm opção de hidro também.

O Brotas Eco Resort funciona em três regimes diferentes: diárias com café da manhã, pensão completa (café, almoço e jantar) ou meia pensão. As bebidas são cobradas a parte. Ah, você pode ir apenas passar o dia (day use), se preferir.

Brotas-Eco-Resort-hotel

Hotel tem muita área verde e espaços para descansar (Foto: Passaporte Digital)

 

Muitas atividades para as crianças

A estrutura de monitoria do Brotas Eco Resort é realmente muito bacana. Os monitores são extremamente divertidos e já chegam no café da manhã convidando as crianças para a programação do dia. Meus filhos adoraram os “tios”, especialmente a Tia Jéssica e o Tio Nescau.

Nos dias de nossa hospedagem, teve atividade na piscina, na quadra, futebol de sabão, caça ao tesouro, oficina de artes, tirolesa no lago, stand-up, escalada indoor, touro mecânico, e muitas outras brincadeiras.

brotas-eco-resort

Stand up no lago, uma das atrações para crianças e adultos no Brotas Eco Resort (Foto: Passaporte Digital)

 

Além disso, os animais da fazendinha também chamaram a atenção das crianças. É possível dar comida para as cabras e para as galinhas, ver pavão, cavalos e outros bichinhos. Foi bem divertido!

O parque aquático também é atrativo para a criançada, especialmente os toboáguas. São dois: um para crianças menores e outro para crianças a partir de 8 anos e 1,20m de altura, mais radical. Meu marido foi várias vezes e adorou!

brotas-eco-resort

Um dos toboáguas do Brotas Eco Resort (Foto: Passaporte Digital)

 

O ginásio esportivo com 1.200 metros de área, tem duas quadras, paredão de escalada, jogos como pebolim e tênis de mesa, touro mecânico e pula-pula.

Na alta temporada, eles fazem atividades específicas, como festa junina, passeio de balão e noites temáticas com personagens.

Além disso, há acomodações específicas, tipo alojamento, para receber grupos escolares, no Acampamento Peraltas, que fica dentro do hotel. O Espaço é voltado para jovens de 4 a 16 anos, com atividades pedagógicas e de lazer.

 

Atividades para adultos e família

Eu e meu filhote na jacuzzi do hotel: bons momentos em família (Foto: Passaporte Digital)

Com as crianças envolvidas em tantas atividades, os pais também conseguem descansar bastante. Os meus filhos ficaram boa parte do tempo com os monitores em oficinas e brincadeiras. Acompanhamos várias atividades, mas em outras preferimos ficar na piscina, na rede ou na jacuzzi.

Todas as crianças recebem uma identificação na pulseira com o numero do quarto. Caso a criança queira, ela pode retornar aos pais sempre acompanhadas. Ficamos bem tranquilos com relação à isso.

A estrutura do hotel para os adultos também é bem legal. Tem piscinas, jacuzzi (que eu particularmente adoro), salão de jogos e bikes para passear pela fazenda. Redes, bangalôs e áreas para descanso estão espalhados por todo o hotel.

Brotas-Eco-Resort-relax

Espaços de descanso em meio à natureza estão espalhados pelo hotel (Foto: Passaporte Digital)

Quem quiser fazer atividades mais radicais, o Brotas Eco Resort também organiza passeios avulsos e atividades como rafting, boia cross, trilhas e passeios de quadriciclo com agências parceiras, que podem ser pagas a parte. Confira os valores médios:

  • Rafting (R$ 129 por pessoa)
  • Duck no rio Jacaré Pepira (R$150 por pessoa)
  • Floating (R$ 89 por pessoa)
  • Canionismo (R$ 169 por pessoa)
  • Mega tirolesa (R$ 115 por pessoa)
  • Quadriciclos (R$ 339 por pessoa)

Entre as opções para os adultos também estão tours pela cidade de Brotas, com visitas à Casa da Cachaça e ao Parque dos Saltos, às maravilhosas quedas d’água do rio Jacaré Pepira, entre outras. Consulte na recepção todas as opções disponíveis.

Para famílias que viajam com bebês tem a facilidade do cantinho da mamãe, um espaço com micro-ondas, frutas, leite e trocadores. Também é possível pedir para preparar papinhas, inclusive com ingredientes orgânicos. Além disso, há disponibilidade de berço e banheira nos quartos.

 

Comida do Brotas Eco Resort

brotas eco resort

Muitas opções no café da manhã do Brotas Eco Resort (Foto: Passaporte Digital)

 
Sabe aquela comida típica da fazenda? Fresquinha e gostosa, tanto o café como o almoço e o jantar tem opções diferentes com aquele sabor mais caseiro. Além disso, todos os dias tinha sushi e pratos como risotos e massas.
 
São três restaurantes cujos cardápios são variados e oferecem saladas, pratos quentes e buffet de doces caseiros, frutas, compotas e queijos, produzidos no próprio estabelecimento.
 
A comida realmente estava muito boa.
 
💁 Dica da Alê: feche o pacote de pensão completa caso você vá ficar o tempo todo no hotel. Se for passear pela cidade durante o dia ou conhecer as cachoeiras, recomendo fechar o pacote de meia-pensão, que possibilita tomar o café da manhã e jantar no local. é inserido aqui
 
 
 

Hotel Pet Friendly

brotas-eco-resort

Brotas Eco Resort é pet friendly: leve seu bichinho (Foto: Passaporte Digital)

Quem quer levar o bichinho para passear em Brotas, o resort aceita animais de estimação. O Dog Park é uma área de 1000 metros quadrados reservada para os bichinhos, com duas pistas de agility para cães de todos os portes, 6 dog-apartamentos (canis) com portões e cadeados, caso os hóspedes queiram deixar o pet em segurança enquanto curtem o parque aquático ou realizam alguma atividade no hotel. Os cães menores podem ficar no quarto, se o dono preferir.

Durante os feriados, o Brotas Eco Resort também disponibiliza gratuitamente um adestrador para cada grupo de 20 cães, com o objetivo de orientar os donos e auxiliar no treinamento dos pets nas pistas de agility.

Para hospedagem do animal, o Brotas Eco Resort cobra taxa de R$ 50 a diária por pet de pequeno porte; R$ 80, os de porte médio e R$ 100 para pets de grande porte.

Ah, para levar seu animalzinho, os cães precisam ser dóceis. Também é obrigatório o uso de coleira com guia, além da apresentação da carteira de vacinação no check-in.

Para utilizar o Dog Park não é cobrada nenhuma taxa extra.

 

Ver os planetas na Fundação CEU

fundacao ceu

Na Fundação CEU, os hóspedes do Brotas Eco Resort podem observar estrelas com entrada gratuita (Foto: Passaporte Digital)

Uma surpresa bastante agradável durante a nossa estadia foi conhecer a Fundação CEU – Centro de Estudos do Universo. Todo sábado à noite, os hóspedes podem fazer observação de estrelas e planetas, com telescópio de última geração.

Durante nossa estadia, tivemos a sorte de ver Júpiter e Saturno. Foi simplesmente incrível! Adoramos a experiência!

Durante o dia, o Brotas Eco Resort promove também um tour educativo no local exclusivo para hóspedes. Professores de astronomia explicam sobre o universo, os planetas, as estrelas e temas relacionados ao espaço.

Réplica de um Alossauro na Fundação CEU, com acesso pelo Brotas Eco Resort (Foto: Passaporte Digital)

Na parte externa, a réplica de um dinossauro de 5 metros de altura chama a atenção dos visitantes do CEU. Tem também uma caverna cenográfica com efeitos especiais para as crianças brincarem de exploradores de rochas e fósseis.

Outro ponto legal do espaço é uma réplica do Stonehenge: uma estrutura formada por pedras, que chegam a ter 5 metros de altura e quase 50 toneladas, cujo monumento original está no Reino Unido.

 

Principais atrações do Brotas Eco Resort

brotas eco resort

Brotas Eco Resort tem um parque aquático bem gostoso (Foto: Passaporte Digital)

  • 5 piscinas (sendo 3 climatizadas)
  • 2 toboáguas
  • Sauna
  • Jacuzzi
  • Quadras poliesportivas
  • Campo de futebol
  • Fazendinha
  • Brinquedoteca
  • Playground
  • Cama elástica
  • Paintball
  • Academia
  • Futebol de sabão
  • Redário
  • Dog park

 

Informações importantes do Brotas Eco Resort

 

Localizado a apenas 1,5 km do centro de Brotas, interior de São Paulo, o Brotas Eco Resort pertence ao Grupo Peraltas e atua no mercado de turismo há quase 40 anos.

Brotas Eco Resort possui 42 apartamentos, todos equipados com ar condicionado, TV LCD, frigobar, apartamentos com ventilador de teto, cama box, secador, Wi-Fi e cofre. Ah, tem apartamentos acessíveis também.

brotas eco resort

Quarto do Brotas Eco Resort: simples e confortável (Foto: Passaporte Digital)

 

Brotas Eco Resort
Onde fica: Emilio Dalla Dea Filho, s/n – Campos Elísios, Brotas
Telefones: (14) 3653-9998 e (11) 3035-1900
Diárias: O fim de semana para casal tem tarifas a partir de R$ 1.126. No pacote está incluso hospedagem, em regime de pensão completa (bebidas são pagas a parte). Criança de até 8 anos é cortesia no apartamento com os responsáveis.
Check in às 18h e check out às 15h
Day use: R$ 180,00 por adulto (criança até 12 anos acompanhada de um pagante é cortesia), com café da manhã e almoço

*Viajamos a convite do Brotas Eco Resort. As opiniões e impressões aqui relatadas são livres e pessoais. Consulte os valores de hospedagem e atividades antes da viagem.

 
VEJA MAIS SOBRE BROTAS

Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
Cachoeira Cassorova: passeio imperdível em Brotas

Cachoeira Cassorova: passeio imperdível em Brotas

Cachoeira Cassorova: passeio imperdível em Brotas

Que lugar é esse, gente? Já tinha ouvido falar da cachoeira Cassorova, em Brotas, mas não sabia que era tão linda! Com 60 metros de altura, essa belíssima queda d´água entrou para a minha lista de passeios imperdíveis na cidade.

Veja mais dicas de atrações em Brotas neste outro post aqui.

A cachoeira Cassorova fica dentro do Ecoparque Cassorova, localizado na área rural de Brotas, mas de fácil acesso de carro.

Chegamos no parque e vimos um lugar muito bem cuidado, cheio de atrações legais. Minha dica aqui é reservar um dia inteiro para aproveitar todas as atividades do Cassorova, além da cachoeira, claro!

cachoeira cassorova piscina

Parque Cassorova tem piscina e estrutura completa para visitantes (Foto: Passaporte Digital)

Mas antes de conhecer a cachoeira que dá nome ao parque, aproveitamos que ainda era de manhã e o sol não estava tão forte para encarar uma trilha de 1,5 km até a outra queda d´água do parque: a Cachoeira dos Quatis, um pouco menor que a principal, com 46 metros de altura, muito bonita também.

Apesar de a trilha ser no meio de árvores, o trajeto é fácil de fazer, bem estruturado. Dá até para crianças e pessoas de mais idade fazer tranquilamente. Só aconselho ir de tênis e roupa confortável, levar água e passar repelente!

Não deixe de fazer uma pausa no mirante porque a paisagem é simplesmente de tirar o fôlego.

cachoeira cassorova

Dá para ficar o dia todo na Cachoeira Cassorova (Foto: Passaporte Digital)

Depois de já ficar maravilhada com a cachoeira dos Quatis, chegou o grande momento de conhecer a famosa Cachoeira Cassorova.

 

“Hidromassagem” na Cachoeira Cassorova

Conhecer a cachoeira Cassorova foi o ponto alto do dia, sem dúvida nenhuma. Para chegar até lá é ainda mais  tranquilo que ir para a Cachoeira dos Quatis. Apenas uma caminhada de 5 minutos em uma curta trilha de 200 metros, toda calçada, auto-guiada e com corrimão e, pronto, chegamos.

Primeiro, você encontra um deck para observar a imponência daquela que é considerada a cachoeira mais bonita de Brotas pelo Guia Quatro Rodas 2017. E deste ponto você percebe porque a Cassorova ganhou o título. É realmente linda demais.

Veja também: O que fazer em Brotas no fim de semana

Mas não precisa ficar só admirando. Dá para nadar na piscina natural que a cachoeira Cassorova forma ou, ainda, fazer uma “hidromassagem” na sua queda. É isso mesmo! É simplesmente revigorante!

cachoeira cassorova brotas

Na hidromassagem da Cachoeira Cassorova você sente a energia das águas (Foto: Passaporte Digital)

Quem inventou a “hidromassagem” foi o proprietário do ecoparque Cassorova, o Fábio, que nos acompanhou durante toda a nossa visita. Ele queria que todos tivessem a incrível sensação de “entrar” na queda da Cassorova. Assim, ele fez uma ponte onde os visitantes podem acessar e ficar literalmente embaixo da queda, para sentir a força da água nas costas, fazendo uma espécie de massagem natural. Gente, tem que experimentar! É muito bom!

Posso garantir que foi uma das sensações mais deliciosas de contato com a natureza. Renova as energias, mesmo!

Ah, o parque fornece capacete e dá todas as instruções de segurança. Não dá medo nenhum!

 

Atrações radicais na cachoeira Cassorova

Tudo no Ecoparque Cassorova gira em torno da cachoeira, claro! Para os mais aventureiros, além de tomar banho e fazer a hidromassagem natural na principal queda d´água, ainda é possível fazer o chamado canyoning (o rapel na cachoeira), encarar uma tirolesa ou praticar o arvorismo.

O canionismo era muito pra mim, que morro de medo de altura. Mesmo assim, fui “convencida” pelo pessoal do parque a encarar uma tirolesa “panorâmica” de 110 metros de altura.

Não tinha como recusar, afinal era uma oportunidade única, já que a tirolesa faz uma “parada” em cima da queda, para que o visitante fique alguns instantes admirando a paisagem. Veja o vídeo da minha aventura.

Assim, a tirolesa é feita em duas etapas. Na primeira, mais curta, você atravessa por cima da cachoeira Cassorova e depois volta e fica parado na frente da queda observando essa maravilha da natureza!

No segundo trecho, o maior deles com um quilômetro de distância, tive que respirar ainda mais fundo. Mas valeu muito a pena encarar o medo para ter uma visão diferente dessa maravilha de Brotas.

Não tivemos tempo de encarar arvorismo, mas me pareceu um pouco mais tranquilo, inclusive até crianças podem fazer o circuito porque tem diferentes níveis de dificuldade.

arvorismo

Arvorismo é uma das atrações do parque (Foto: Passapore Digital)

Já para fazer o canionismo, o participante receberá primeiramente um treinamento específico sobre técnicas de rapel.

 

Preço Cachoeira Cassorova Brotas

Para visitar a cachoeira Cassorova, o turista paga uma taxa única de R$ 70, que inclui a hidromassagem e o uso da estrutura do parque (piscina, redes e banheiros).

cachoeira cassorova rede

Após o almoço, nada melhor do que deitar na rede e descansar um pouco (Foto: Passaporte Digital)

Tarifas:
R$ 70 (adulto)
R$ 35 (criança de 6 a 10 anos)
Grátis para crianças até 5 anos

Tirolesa
R$ 138,00 day use (comprando a tirolesa na entrada não precisa pagar a taxa de visitação)

Canionismo
R$ 195,00 day use (comprando a tirolesa na entrada não precisa pagar a taxa de visitação)

Arvorismo
R$ 118,00 day use (comprando a tirolesa na entrada não precisa pagar a taxa de visitação)

Almoço no restaurante local:
R$ 50,00 por pessoa, comida à vontade
R$ 25,00 (criança de 6 a 10 anos)
Cortesia para crianças até 5 anos (desde que acompanhadas pelos responsáveis)

cachoeira cassorova restaurante

Comida típica da fazenda é servida no restaurante do parque Cassorova (Foto: Passaporte Digital)

O parque tem estacionamento gratuito e lanchonete.

Importante: o Ecoparque Cassorova não aceita pagamento com cartão de débito ou crédito.

 

Onde fica a Cachoeira Cassorova

O Ecoparque Cassorova fica no bairro Patrimônio, em Brotas, a 27 km do centro.

Horário de funcionamento:
Aberto à visitação todos os dias das 09h00 às 17h00.

Veja mais: Onde ficar em Brotas

* Preços e informações consultados em fevereiro de 2018. Antes da viagem, consulte as tarifas.

 


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com
O que fazer em Brotas no fim de semana

O que fazer em Brotas no fim de semana

O que fazer em Brotas no fim de semana

Muita gente me pergunta o que fazer em Brotas em um fim de semana. Realmente, é difícil selecionar os melhores passeios na cidade porque tem muuuuita coisa legal pra fazer, tanto em esportes de aventura como em contemplação da natureza.

Famosa pelo rafting, o que mais me chamou a atenção em Brotas foi o número de cachoeiras que tem lá. Contei pelo menos dez placas de cachoeiras diferentes durante os percursos que fiz durante minha estadia na cidade, e aproveitei algumas delas!

Por isso, o primeiro ponto que já aviso de antemão é que um fim de semana é muito pouco para aproveitar todas as atrações do destino. Um feriado prolongado, se possível, já ficaria melhor para conhecer pelo menos algumas cachoeiras e ainda aproveitar outros atrativos da cidade.

o que fazer em brotas

Ponte de uma das trilhas do Recanto das Cachoeiras, em Brotas (Foto: Passaporte Digital)

Por exemplo: não dá para ir a Brotas e não fazer o rafting pelas corredeiras do rio Jacaré Pepira. Também incluiria no roteiro se aventurar em uma tirolesa ou fazer arvorismo. Eu sou prova viva que até os mais medrosos conseguem! Veja aqui como foi minha aventura na tirolesa em um passeio imperdível na Cachoeira Cassorova.

Além das belezas naturais e esportes de aventura, Brotas conta ainda com diversas opções gastronômicas e uma boa diversidade de pousadas e hotéis para ficar muito bem instalado.

VEJA TAMBÉM: Onde ficar em Brotas

Fui convidada para passar dois dias por lá e, agora, posso dar algumas dicas de o que fazer em Brotas em um fim de semana. Confira como foi minha viagem.

Sugestões: o que fazer em Brotas

Sexta-feira

De São Paulo a Brotas são aproximadamente 250 quilômetros, uma viagem de quase 3 horas, mas bem tranquila (veja abaixo como chegar).

cerveja brotas

Pertinho de Brotas, visitamos a cervejaria HZB, em São Pedro (Foto: Passaporte Digital)

Chegamos no começo da noite, mas optamos em passar antes pela cidade de São Pedro, ali do lado, porque queríamos conhecer a cervejaria artesanal HZB (Av dos Imigrantes, 647, São Pedro). E valeu muito a pena!

A cerveja é muito leve, produzida ali mesmo, no bar onde é servida. O ambiente é bem diferente de um bar convencional porque fica junto com os tanques de armazenagem da cerveja. Achei interessante.

Dá para fazer a degustação de diversos tipos de cerveja (pilsen, IPA, red, entre outras) e comer uns petiscos bem gostosos. Fomos super bem recebidos pelo mestre cervejeiro Cal Gonzalez e sua equipe, que nos explicou como a cerveja HZB é produzida pela marcar. E ainda tivemos sorte porque às sextas-feiras o bar tem música ao vivo.

De lá, seguimos para Brotas, direto para a Pousada das Nascentes, onde ficamos hospedados. Neste post aqui eu conto como foi nossa estadia por lá.

 

Sábado

o que fazer em brotas

Tomar um banho na cachoeira Santo Antônio é um dos pontos altos do roteiro de o que fazer em Brotas (Foto: Passaporte Digital)

No sábado, saímos bem cedo para o nosso primeiro passeio. Foi difícil escolher qual cachoeira conhecer primeiro porque são muitas opções lindíssimas. Aceitamos o convite do Recanto das Cachoeiras para passar o dia por lá e, de cara, já conseguimos ver de perto três cachoeiras de Brotas: a Roseira, a Santo Antônio e a Tamanduá.

Boa parte das cachoeiras de Brotas ficam em propriedades privadas, então, para visitar é necessário pagar uma taxa de visitação. A parte bacana disso é que os locais ficam muito bem preservados, com excelente infraestrutura para o turista.

O Recanto das Cachoeiras fica a cerca de 16 km do centro de Brotas (Estrada do Patrimônio, s/n, Brotas). O local tem uma estrutura bem bacana, organizado e bem sinalizado, com trilhas auto-guiadas para as duas cachoeiras principais. Também tem banheiros com vestiário, mirante, piscina, redário, estacionamento gratuito, wi-fi e restaurante.

brotas quadriciclo

Passeio de quadriciclo que termina em um cachoeira: Brotas tem (Foto: Passaporte Digital)

Começamos o passeio com as duas trilhas para as cachoeiras. A primeira, mais curta, foi para a Cachoeira da Roseira, de 57 metros de altura. É linda! Dá para entrar na queda, inclusive. Se preferir, vá até a ponte pênsil e tire fotos que vão fazer inveja nos amigos!

Depois, seguimos a trilha para a Cachoeira de Santo Antônio. Com queda de 20 metros, a cachoeira é totalmente acessível para banho, inclusive para cadeirantes. Tem um corrimão de madeira que dá aquela ajuda básica para a gente não levar um tombo nas pedras mais lisas. Eu não resisti e tomei um belo banho nas águas da cachoeira.

Depois, fomos conhecer mais a Cachoeira do Tamanduá, mas desta vez fomos de quadriciclo (R$ 260 com day use incluso), num passeio que dura aproximadamente 40 minutos. O guia vai mostrando o caminho que passa por trilha de terra e trechos de pequenos riachos até chegar à cachoeira, que também é boa para banho.

mirante brotas

Com essa vista é fácil descansar! (Foto: Passaporte Digital)

Depois da aventura, paramos para o almoço no restaurante local, com comida típica da fazenda, bem caseira, no fogão a lenha, sem contar os doces…. deliciosos! O valor é de R$ 50 por pessoa e come à vontade, com bebidas a parte.

É claro que aquela pausa pós-almoço é sempre necessária. Aproveitamos para ir até o mirante de observação, com uma paisagem maravilhosa para contemplar. Com as energias recarregadas, partimos para o passeio a cavalo (R$ 125 por pessoa com day use incluso). Depois de passar pelo rio e cavalgar por lindas paisagens, chegamos à cachoeira das Lebres. Mais uma queda d´água boa para banho.

Terminamos o dia na piscina, apreciando a paisagem e descansando. Recomendo a visita!

Outra opção muito legal quando falamos em cachoeira é a Cassorova, aliás, eu diria que é um passeio imperdível. Leia neste outro post como foi minha visita por lá.

Voltamos à pousada, tomamos um banho e seguimos para o centro de Brotas. A recomendação foi conhecer o Brotas Bar, um lugar supercharmoso, todo decorado com o tema que mais remete à cidade: o rafting.

brotas bar

O charmoso Brotas Bar é uma ótima pedida para o sábado à noite (Foto: Passaporte Digital)

Além do ambiente bacana, a comida também é ótima, com destaque para as bruschetas napolitanas e o suculento prime rib de angus com batatas rústicas. De sobremesa, a pedida foi a queijadinha brullée com sorvete de creme. Nossa, muito bom!

 

Domingo

rafting-brotas

Rafting é um dos passeios imperdíveis em Brotas (Foto: Divulgação/Brotas Ecoresort)

É claro que no roteiro de o que fazer em Brotas não poderia faltar o rafting, descendo as corredeiras e pequenas quedas em botes infláveis pelo rio Jacaré Pepira. Sensacional!

Os participantes são levados de transporte até um ponto do rio, onde recebem instruções de segurança e equipamentos e partem para a aventura, num percurso de aproximadamente 10 km de rio, com duração de 2 horas.

No centro de Brotas tem diversas agências que organizam o rafting, que acontece geralmente três vezes ao dia (9h, 12h e 15h). Em algumas épocas do ano também tem o rafting noturno. A aventura custa cerca de R$ 100 por pessoa.

É recomendado agendar o rafting com antecedência, principalmente se estiver na alta temporada. A idade mínima para praticar é de 12 anos, com altura de pelo menos 1,20m.

adega casarao

Cachaça e história na Adega Casarão, em Brotas (Foto: Passaporte Digital)

Saindo do rafting, retornamos ao centro de Brotas e avistamos um casarão antigo, muito bonito. É ali que funciona a Adega Casarão, uma charmosa loja de cachaças e produtos artesanais, como queijos, salames, geleias, doces, licores, biscoitos.

Chegando lá, descobrimos que a casa é centenária, com uma construção de 155 anos! O mais legal é que a adega mantém as paredes originais protegidas por um vidro!

No andar debaixo da loja funciona a adega. Um charme, com objetos antigos e os tonéis usados para envelhecer a cachaça produzida artesanalmente. Ah, tem umas provinhas também para degustar!

Antes de voltar à pousada, ainda passeamos pelo centro da cidade e percebemos que ainda temos muito a conhecer. Quem sabe em uma próxima oportunidade? E você, já foi a Brotas? O que mais gostou? Deixe suas dicas pra gente aqui nos comentários!

Como chegar em Brotas

Partindo de São Paulo, capital, pela Rodovia dos Bandeirantes (SP 348) siga até o km 168, pegue o acesso à Rodovia Washington Luís (SP-310).

Pela Rodovia Anhanguera (SP-330), seguir até o km 153 (saída 153), logo após o pedágio, pegue o acesso à Rodovia Washington Luís (SP 310).

Na Rodovia Washington Luís (SP-310), siga até o km 206 (saída 206-B), passe por baixo do viaduto e contorná-lo passando por cima da pista, entrando na Rodovia Engenheiro Paulo Nilo Romano (SP 225) sentido Itirapina-Brotas até o trevo de acesso a Brotas.

Caso queira ir de ônibus, acesse aqui algumas opções.

VEJA MAIS: Chapada Diamantina tem grutas e cachoeiras

 


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com