10 Passeios em Foz do Iguaçu

Quando comecei a pesquisar a viagem, minha maior dúvida era quais passeios em Foz do Iguaçu priorizar, afinal são muitas atrações e tinha apenas cinco dias para curtir.

Escolher os passeios em Foz do Iguaçu não foi fácil, por isso decidi compartilhar aqui dez locais que não podem faltar no roteiro de quem visita a cidade das Sete Novas Maravilhas da Natureza.

Localizada no extremo oeste do Paraná, Foz do Iguaçu é a terceira cidade mais visitada por estrangeiros que vêm ao Brasil por motivo de lazer, segundo o Ministério do Turismo. De quatro a cinco dias é um tempo bacana para aproveitar bem o destino.

VEJA OUTRAS DICAS PARA ECONOMIZAR EM FOZ DO IGUAÇU NESTE POST AQUI

Para facilitar, organizei aqui os passeios em Foz do Iguaçu em cinco dias. Se quiser baixar o roteiro em uma planilha para levar na viagem, CLIQUE AQUI e receba gratuitamente o arquivo, com o endereço de todas as atrações, dias e horários de funcionamento e preços.

 

Roteiro dia 1 – Passeios em Foz do Iguaçu

 

1. Cataratas do Iguaçu

foz do iguaçu_cataratas-do-iguacu

As Cataratas do Iguaçu é uma das maiores quedas em volume d’água do mundo (Foto: Acervo Cataratas do Iguaçu S.A)

É claro que entre os passeios em Foz do Iguaçu, o Patrimônio Natural na Humanidade e uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza, as Cataratas do Iguaçu, é o primeiro da lista.

Esta é uma das maiores em volume d’água do mundo, com 275 quedas no total!

Funciona assim: na portaria do Parque Nacional do Iguaçu, o visitante embarca em um dos ônibus que levam até o início da trilha das cataratas.

Chegando lá, você já vai dar de cara com muitos quatis. Eles são fofos, mas tenha cuidado, porque eles costumam “roubar” a comida de visitantes. Vi eles pegando o salgadinho de uma pessoa! Meus filhos até ficaram com um pouco de medo, mas é só manter uma certa distância que não tem problema.

A vista das quedas só do início da trilha já é impressionante. Mas caminhando por toda a extensão, há vários pontos de parada, com vários ângulos diferentes das cataratas. Um mais lindo que o outro.

O percurso todo tem cerca de 1.200 metros de extensão. Mas é praticamente só descida, super fácil de fazer, até mesmo com crianças. Recomendo levar protetor solar (embora a trilha seja quase toda coberta pelas árvores) e repelente.

No final desta trilha, tem um acesso para a chamada Garganta do Diabo, uma espécie de “ponte” que fica bem de frente para as cataratas. É incrível! Você acaba se molhando um pouco, mas foi até bom porque estava bem calor. Eu não achei necessário comprar capa de chuva, que aliás vendedores ambulantes tentam te empurrar logo na entrada.

O Parque Nacional do Iguaçu ainda tem outras atrações, como o famoso Macuco Safari, aquele que dá ver as cataratas de barco) e a Trilha do Poço Preto (9 quilômetros a pé, de bike ou carro elétrico até a lagoa do Poço Preto).

Cataratas do Iguaçu preço
– Brasileiros R$ 37,30 (adulto) – ingresso + transporte.
– Criança de 2 a 11 anos: entrada grátis, paga apenas R$ 10,00 pelo transporte.
– Idoso (a partir de 60 anos): entrada grátis, paga apenas R$ 10,00 pelo transporte.

Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 17h.

Localização: Av das Cataratas, km 18

Dica do Passaporte Digital: se puder, prefira visitar as cataratas fora do final de semana, pois aos sábados, domingos e feriados o parque costuma ficar mais lotado.

 

2. Parque das Aves

passeios em foz do iguaçu

No Parque das Aves, é possível entrar no viveiro das araras

Depois de visitar o Parque Nacional do Iguaçu, ali quase do lado tem o imperdível Parque das Avescom mais de 150 espécies voando bem próximas do público, que pode literalmente entrar nos viveiros.

O mais legal do parque é que metade das aves que estão ali foram resgatadas de maus tratos e tráfico. Tem até arara-azul que, vira e mexe, vem pousar nos ombros dos turistas.

parque das aves

Flamingos e outras aves são destaques no Parque em Foz do Iguaçu (Foto: Passaporte Digital)

Dica do Passaporte Digital: toda segunda-feira é folga das araras. Por isso, se quiser tirar aquela famosa foto com a arara no braço, vá em outro dia.

Parque das Aves preço:
– Adulto: R$ 40 por pessoa (brasileiro)
– Criança até 8 anos: entrada grátis
– Idoso e criança de 9 a 12 anos: meia-entrada

Horário de funcionamento: diariamente, das 8h30 às 17h

Localização: Av das Cataratas, km 17,1

 

Roteiro dia 2 – Passeios em Foz do Iguaçu

 

3. Museu de Cera Dreamland

museu de cera_foz do iguaçu

O papa Francisco é uma das personalidades no museu de cera Dreamland de Foz do Iguaçu

Entre os passeios em Foz do Iguaçu, indico algumas que não estão ligadas à natureza, mas que fazem a alegria da criançada.

Um deles é o museu de cera Dreamland, que tem como atração estátuas de cera de diversas personalidades mundiais, em tamanho natural e em 16 cenários diferentes.

Logo na entrada, os visitantes dão de cara com o Bumblebee, do Transformers, e ficam de boca aberta!

Lá dentro, os visitantes podem ver de perto ídolos da música, como Michael Jackson e Madonna, astros do cinema, como Marilyn Monroe e Tom Cruise, e outras personalidades, como o Papa Francisco.

Achei legal e interessante, mas confesso que crianças muito pequenas não aproveitam o passeio.

foz do iguaçu

Bublebee também marca presença em frente ao Museu de Cera (Foto: Passaporte Digital)

Museu de Cera Preço:
– R$ 50 (adulto), crianças de 5 a 12 anos e idosos acima de 60 anos pagam meia.

Dica do Passaporte Digital: se for visitar também o Vale dos Dinossauros, vale mais a pena comprar o “combo”, onde cada atração sai por R$ 40,00. Informe-se na bilheteria.

Horário de funcionamento: diariamente, das 8h às 18h

Localização: Avenida das Cataratas, KM 14, nº 8.100

LEIA MAIS sobre o Museu de Cera de Foz do Iguaçu

 

4. Vale dos Dinossauros

passeios em foz do iguacu dinossauros

Um das atrações no Vale dos Dinossauros (Foto: Passaporte Digital)

No mesmo local do Museu de Cera, fica também o Vale dos Dinossauros.

Ao ar livre, o lugar  reproduz 20 espécies de dinossauros, que emitem sons e fazem movimentos.

Olha, eu achei os dinossauros bem feitos, o local arrumado e organizado, mas achei caro pelo o que oferece. Não tem nada interativo e alguns locais só podemos tirar fotos se for com o fotógrafo profissional. Ah, cada foto custa R$ 30!!!!

Portanto, eu indico esse passeio somente para quem tem crianças que realmente gostem de dinossauros e se interessem por esse universo, ok?

Vale dos Dinossauros Preço:
– R$ 50 (adulto), crianças de 5 a 12 anos e idosos acima de 60 anos pagam meia.

Horário de funcionamento: diariamente, das 8h às 18h

Localização: Avenida das Cataratas, Km 14, nº 8.100

 

5. Marco das Três Fronteiras

marco das tres fronteiras

Marco das Três Fronteiras tem shows típicos e diversão para crianças (Foto Passaporte Digital)

Este foi um dos passeios em Foz do Iguaçu que realmente me surpreenderam. Adorei! O Marco das Três Fronteiras tem um monumento com as cores do Brasil e de onde se avista os monumentos da Argentina e do Paraguai.

Organizado, limpo e superbonito, em um cenário de ruínas, o local ainda conta com espetáculos medievais e danças típicas de cada país da fronteira.

Sem contar que o Marco das Três Fronteiras tem um brinquedão para as crianças bem legal (enorme), trailers de comidinhas como tapioca e churros e também um restaurante com buffet à vontade (R$ 49,90) por pessoa.

Dica do Passaporte Digital: Como os shows acontecem a partir das 19h00, sugiro ir já no final da tarde.

Marco das Três Fronteiras Preço:
-Ingresso R$ 19,60 (adulto), crianças de 6 a 11 anos e idosos acima de 60 anos pagam meia.

Horário de funcionamento: diariamente, das 10h às 21h30

Localização: Rua Marco das Três Fronteiras, s/n, Foz do Iguaçu

 

Roteiro dia 3 – Passeios em Foz do Iguaçu

 

6. Cataratas do Iguazu – Argentina

cataratas argentinas

Garganta do Diabo, um dos pontos mais bonitos no lado argentino (Foto: Passaporte Digital)

Olha, entrando na polêmica de qual lado das cataratas é mais bonito, digo que, na minha opinião, a parte argentina leva uma vantagem. Por isso, acho que vale muito a pena “gastar” um dia do roteiro fazendo esse passeio.

Para chegar ao Parque Nacional Iguazú é preciso atravessar a fronteira com a Argentina, mas é perto, dá uma meia hora mais ou menos. Precisa levar o RG ou documento com foto, inclusive de crianças e bebês. Se estiver de carro, precisa também da carta verde, uma espécie de seguro que você solicita na locação do veículo.

Chegando no parque argentino, existem basicamente dois circuitos (trilhas) para fazer: o inferior e o superior, onde fica a trilha que leva à Garganta do Diabo, que é a parte mais legal, na minha opinião, de onde se vê as cataratas do topo. Prepare-se para um delicioso banho!

Ao entrar no Parque Nacional Iguazú você deve ir até a estação central, de onde saem os trenzinhos que levam para o início das trilhas às cataratas.

O trecho da Garganta do Diabo tem aproximadamente 1.100 metros de extensão (2.200 metros ida e volta), atravessando todo o rio Paraná em cima de uma ponte, acessível até mesmo para cadeirantes ou para quem quer levar carrinho de bebê.

Ao chegar lá, tem-se a visão mais incrível da viagem, na minha opinião, com um volume de água impressionante. O mais legal é que você vê as quedas por cima, no topo. É muita água!!! ASSISTA AO VÍDEO.

Como eu estava com crianças, acabei não fazendo as demais trilhas, que mostram outros ângulos das quedas do lado argentino. O circuito inferior tem três partes, em um total de 1.700 metros de extensão, parte delas em contato com a mata.

O circuito superior tem quase o mesmo tamanho do inferior, 1.750 metros. Na segunda etapa dele, é possível ter a melhor visão panorâmica do parque, inclusive de parte do lado brasileiro do Parque Nacional do Iguaçu, em Foz. Se tiver fôlego e preparo físico, indico encarar a aventura.

Caso queira voltar no dia seguinte, o parque oferece um desconto de 50% no ingresso do segundo dia.

Ah, ainda tem o Sendero Macuco, o equivalente ao passeio de barco do lado brasileiro.

Cataratas do Iguazú – Argentina Preço:
-Ingresso 400 pesos (adulto), crianças de 6 a 12 anos 100 pesos. Grátis para crianças até 5 anos.
Estacionamento: 100 pesos

Horário de funcionamento: diariamente, das 8h às 18h (entrada até 16h30)

Localização: Avenida Victoria Aguirre 66, Puerto Iguazú, Misiones – Argentina

 

7. Duty Free Puerto Iguazú

duty free

Quem não resiste a umas comprinhas, pode visitar o Duty Free em Puerto Iguazu (Foto: Passaporte Digital)

No retorno das cataratas do lado argentino, a sugestão é fazer uma parada no Duty Free de Puerto Iguazú, logo na saída da imigração.

Ah, se você for só visitar o Duty Free não precisa passar na imigração, pois fica antes da entrada de apresentação de documentos.

Tem de tudo: eletrônicos, perfumes, brinquedos, roupas. Os preços? Sinceramente, não vi muita vantagem não, pelo menos em boa parte dos produtos. Mas se você gosta de compras, acho que vale conhecer e pesquisar se vale a pena encher as sacolas.

Localização: Ruta Nac. Nº12 Km 1645, Argentina

 

Roteiro dia 4 – Passeios em Foz do Iguaçu

 

8. Usina Hidrelétrica de Itaipu

itaipu_foz do iguacu

Visitantes embarcam em um ônibus para conhecer o funcionamento da Usina de Itaipu (foto: Reprodução)

Olha, entre os passeios em Foz do Iguaçu eu confesso que Itaipu era o que menos me atraía. Mas me enganei.

Aprendi bastante em minha visita por lá, e ainda me impressionei com o tamanho da estrutura de uma hidrelétrica, fora a organização e a limpeza.

No passeio panorâmico, a bordo de um ônibus de dois andares, é possível ter uma visão ampla da barragem de aproximadamente 8 quilômetros de extensão, passando perto do vertedouro, topo da barragem até o lago de Itaipu. O percurso completo dura aproximadamente uma hora.

itaipu

Hidrelétrica de Itaipu é uma atração diferente e bem organizada (Foto: Passaporte Digital)

Ali, aconselho fazer uma pausa para comer (tem restaurante no local, buffet à vontade por R$ 55 por pessoa) e lanchonetes, ou simplesmente tomar um sorvete. Se quiser, dá para fazer um passeio de catamarã (pago a parte).

Além da visita panorâmica, Itaipu também tem outras opções de tours. Acabei fazendo o do Refúgio Biológico, pois achei que seria o mais legal com crianças. Trata-se de um passeio guiado na reserva onde ficam animais resgatados. Tem cerca de 50 espécies, entre macacos, antas, onça, jaguatirica e pássaros diversos.

A trilha é moderada, de aproximadamente 2 km em meio à mata nativa. Por isso, aconselho levar repelente e ir de tênis, para aproveitar melhor o passeio.

Na saída, aproveitamos para conhecer o Ecomuseu, que fica ao lado. Achamos bem interativo e interessante. Ali, você conhece detalhadamente as etapas da construção, tem maquetes e réplicas das turbinas em miniatura. Tem também uma parte infantil que meus filhos curtiram bastante.

Dica do Passaporte Digital: Veja antes no site de Itaipu os horários de cada tour, para não ter que ficar esperando muito no local.

ecomuseu itaipu

Ecomuseu de Itaipu é bem interativo (Foto: Passaporte Digital)

Itaipu Binacional preço
– Visita Panorâmica: R$ 38 (adulto) e R$ 19 (crianças de 6 a 11 anos e idosos a partir de 60 anos)
– Refúgio Biológico: R$ 26 (adulto) e R$ 12 (crianças de 6 a 11 anos e idosos a partir de 60 anos)

Horário de funcionamento: diariamente, das 8h30 às 17h.

Localização: Av. Tancredo Neves, 6702, Foz do Iguaçu

 

9. Templo Budista

Templo Budista

Templo Budista é um passeio tranquilo em Foz do Iguaçu (Foto: Passaporte Digital)

Mesmo que você tenha outra religião, vale a pena visitar o Templo Budista de Foz do Iguaçu. É um lugar muito bonito, ótimo para uma pausa ou meditação.

Construído em 1996, o local tem um jardim muito bonito com mais de 120 estátuas, cada uma com o seu significado. Logo na entrada, chama a atenção uma estátua de Buda de 7 metros de altura.

Entrada: gratuita

Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h30 às 16h30

Localização: Rua Dr. Josivalter Vila Nova, 99 – Foz do Iguaçu

 

Roteiro dia 5 – Passeios em Foz do Iguaçu

 

10. Ciudad del Este – Paraguai

shopping paris paraguai

Shopping Paris é uma boa opção de passeio com crianças no Paraguai (Foto: Passaporte Digital)

Na paraguaia Ciudad del Este, do lado de lá da Ponte da Amizade, muita gente vai para comprar roupas, acessórios, perfumes e eletrônicos.

Ao lado da aduana paraguaia tem o Shopping Del Leste e, na avenida principal, a San Blás, há duas galerias: a Monalisa e a Alfonso I.

Se o foco não for compras e estiver com crianças, aconselho visitar o Shopping Paris, que tem o Snow Park, uma pista de gelo com diversas atrações, e o Museo Planer 3D, com pinturas que parecem estar vivas.

Shopping Paris:
Avenida Doctor Luis Maria Argaña, Ciudad del Este, Paraguai
-Estacionamento grátis

SnowPark preço:
– R$ 74 por adulto e R$ 56 criança de 4 a 12 anos
– Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 12h às 21h, finais de semana, das 12h às 23h

Museo Planet 3D:
– R$ 74 por adulto e R$ 56 criança de 4 a 12 anos
– Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 12h às 20h, finais de semana, das 10h às 21h

 

* Preços consultados em dezembro de 2017 (sujeitos a alteração)

 

Foz do Iguaçu – Dicas

Fui para Foz do Iguaçu, no Paraná, e quero compartilhar com você algumas dicas que eu vivenciei por lá e quase não encontrei em nenhum site ou blog.

Sempre que vou viajar, anoto esses detalhes para depois repassar, para que as pessoas aproveitem melhor o tempo e economizem, claro! Veja só as dicas que reuni abaixo. Ah, e se você tiver mais alguma sugestão, aproveite para escrever pra gente nos comentários!

VEJA TAMBÉM: 10 passeios em Foz do Iguaçu

 

Foz do Iguaçu – Dicas importantes

1. Alugue um carro, sim

Muitos hotéis e empresas de turismo oferecem transfers para os principais pontos turísticos de Foz do Iguaçu, mas eu recomendo mesmo é alugar um carro.

Além de ter mais flexibilidade com horários, você pode otimizar o tempo da viagem, conhecendo lugares próximos no mesmo dia. Por exemplo, você pode visitar o templo budista (que é lindo) depois do passeio à Usina de Itaipu.

No meu caso, verifiquei que meu carão de crédito cobre diversos seguros na hora de locar um carro com o cartão. Com isso, o valor da diária ficou bem mais em conta. Veja com sua operadora se você tem direito a esse benefício. Quem sabe, né?

 

2. Faça o seguro Carta Verde

foz do iguaçu dicas

Para atravessar a fronteira é preciso contratar o seguro Carta Verde (Foto: Passaporte Digital)

Se estiver em Foz do Iguaçu e for atravessar a fronteira de carro, o Seguro Carta Verde poderá ser solicitado na imigração.

A Carta Verde é o seguro obrigatório para veículos que ingressam em países do Mercosul. O objetivo é cobrir indenizações por danos causados a terceiros, de proprietários ou condutores de veículos de passeio em países do Mercosul – que não seja seu país de origem.

Se você for fazer o aluguel do veículo em Foz do Iguaçu, verifique a contratação com a seguradora no momento da locação. Se for para lá com o seu próprio carro, poderá solicitar a um corretor de seguros ou contratar lá mesmo. Vi vários lugares perto da fronteira com a Argentina oferecendo esse serviço.

 

3. Troque pesos argentinos aqui no Brasil

Se você pretende visitar as cataratas do lado argentino, vai ter que pagar a entrada do parque e o estacionamento da atração na moeda local. Por isso, a minha dica é trocar o dinheiro em sua cidade de origem e já levar a quantia que vai usar, para não ter que correr para encontrar uma casa de câmbio em plena viagem.

Para uma família de quatro pessoas, sendo dois adultos e duas crianças não-pagantes, levamos 1.500 pesos, e foi suficiente. Pagamos 800 pesos de entrada do parque (que só aceita peso, nem cartão, nem real, nem dólar) e mais 100 pesos de estacionamento. O restante, compramos água e algumas comidinhas. Porém, dentro do parque, eles aceitam real, mas fazem a conversão da moeda no local, o que nem sempre é vantajoso.

 

4. Compre o “combo” para ter desconto em atrações

Se você for fazer três das principais atrações de Foz do Iguaçu, aconselho comprar o Passaporte 3 Maravilhas. Ele dá desconto nos ingressos das Cataratas do Iguaçu, Itaipu e Marco das Três Fronteiras.

marco das fronteiras show

Passaporte 3 Maravilhas dá desconto nas entradas, como na do Marco das Três Fronteiras (Foto: Passaporte Digital)

Por exemplo, um adulto paga R$ 89 no Passaporte para essas três atrações, além de descontos nos estacionamentos e restaurantes dos pontos turísticos. Se fosse comprar individualmente, somente os ingressos desses três locais sairiam por R$ 94,90, fora os estacionamentos e alimentação.

Para adquirir o Passaporte, é só comprar em um dos três pontos turísticos participantes (compre no primeiro que for visitar).

 

O que fazer em Curitiba: 10 passeios bacanas na capital paranaense

Organizada, moderna e bonita. Assim podemos definir a capital paranaense, um destino que muitos vão a trabalho e lazer, repleta de passeios bacanas. Aqui, selecionamos as melhores dicas de o que fazer em Curitiba. Confira.

O que fazer em Curitiba

1- Jardim Botânico
Sem dúvida, este é um dos passeios mais procurados em Curitiba. Limpo, arborizado e muito bonito, o cartão-postal da cidade é parada obrigatória. Se quiser saber mais detalhes sobre esta grande estufa transparente, inspirada em um palácio de cristal londrino, CLIQUE AQUI.
Onde fica:  R. Engenheiro Ostoja Roguski – Jardim Botânico

jardim-botanico-curitiba

A estufa inspirada em palácio de cristal londrino é passeio obrigatório (Foto: Andre Manoel)

2- Centro Histórico
O Centro Histórico tem igrejas antigas, museus, galerias de arte, bares e restaurantes e pode ser conhecido a pé. Parta do marco zero da cidade, a Praça Tiradentes, e vá até a Catedral Basílica Nossa Senhora da Luz. Logo ao lado, funciona o Paço da Liberdade, um centro cultural que preserva arquitetura neoclássica.

centro-historico-curitiba

O que fazer em Curitiba: visitar o Centro Histórico é um dos programas bacanas (Foto: Janisiki Junior)

3- Museu Oscar Niemeyer
Projetado pelo famoso arquiteto brasileiro, o Museu Oscar Niemeyer é o principal do Estado, com acervo permanente de obras contemporâneas. Conhecido como “Museu do Olho”, devido ao formato de seu prédio, também tem um belo jardim, que virou ponto de encontro de jovens.

museu-curitiba

O Museu Oscar Niemeyer, em formato de olho, é o principal do Paraná (Foto: Cassio Abreu)

Onde fica: Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico.
Horário de funcionamento: Aberto de terça a domingo, das 10h às 18h.
Preço: R$ 12

4- Ópera de Arame
Com seu formato circular e estrutura tubular transparente, a Ópera de Arame é um clássico da capital paranaense, com sua bela arquitetura. Funciona como anfiteatro e abriga espetáculos teatrais e musicais.

opera-arame-curitiba

Com sua bela arquitetura, Ópera de Arame é hoje palco de shows e apresentações (Foto: Cassio Abreu)

Onde fica: Rua João Gava, 874, Abranches.
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 8h às 20h.

5- Bosque do Alemão
O Bosque Alemão é outro cartão-postal famoso da cidade. Trata-se de um parque que homenageia a cultura dos imigrantes que se instalaram no Paraná a partir de 1833. Entre as atrações estão o mirante na Torre dos Filósofos, a Casa Encantada e a trilha na mata de João e Maria. Aos finais de semana, tem a “hora do conto”, às 11h, 14h e 16h.

bosque-alemao-curitiba

Bosque do Alemão é outro parque muito bacana de Curitiba (Foto: Charles C.)

Onde fica: Rua Francisco Schaffer x Rua Nicolo Paganini x Rua Franz Schubert.
Horário de funcionamento: diariamente, das 8h às 18h.
Preço: grátis

6- Mercado Municipal
Com boxes bem organizados, o Mercado Municipal de Curitiba vende de tudo: vinhos, frutas, temperos, carnes, pães, produtos orgânicos, artesanato e até relógios. No piso superior, há bares e restaurantes.
Onde fica: Av. Sete de Setembro, 1865.
Horário de funcionamento: segunda das 7h às 14h, terça a sábado das 7h às 18h e domingo das 7h às 13h. 

7- Parque Barigui
O imenso lago é o destaque no Parque Barigui, um dos mais frequentados de Curitiba. Tem também pistas de corrida e caminhada, ciclovia, quadras de esporte, equipamentos de ginástica, além de estrutura com lanchonete e restaurante.

parque-barigui-curitiba

O lago é o destaque no Parque Barigui, um dos mais frequentados de Curitiba Foto: Paulo)

Onde fica: Av. Manoel Ribas, s/nº, Mercês.
Horário de funcionamento: diariamente, 24 horas. 

8- Tanguá
Este parque foi erguido em antiga área de pedreiras. Ali tem belos jardins e mirantes para matas, lagos e até para uma cascata.

tangua-curitiba

Os mirantes do Tanguá valem a visita (Foto: Cleber Quadros)

Onde fica: Av. Nilo Peçanha, s/nº, Pilarzinho.
Horário de funcionamento:, diariamente, 24 horas. 

9- Lucca Cafés Especiais
Cafeteria tradicional, o Lucca Cafés Especiais serve cafés feitos com grãos selecionados e torrados artesanalmente, vindos de fazendas da região.
Onde fica: Alameda Pres. Taunay, 40.  

10- Hard Rock Cafe
O tradicional restaurante Hard Rock Cafe serve seus famosos hambúrgueres e clássicos americanos. É o único da franquia no Brasil.
Onde fica: Rua Buenos Aires, 50. 

VEJA MAIS:
Roteiro pela Serra Gaúcha

O que fazer em Foz do Iguaçu

É claro que quando se pensa em Foz do Iguaçu (PR) logo vem à mente as incríveis cataratas. Mas o que fazer em Foz do Iguaçu além deste passeio maravilhoso? Muitas coisas. Tem museu de cera, atração com réplicas de dinossauros e parque de aves.

Localizada no extremo oeste do Paraná, Foz do Iguaçu é a terceira cidade mais visitada por estrangeiros que vêm ao Brasil por motivo de lazer, segundo o Ministério do Turismo. Três ou quatro dias é um tempo bacana para aproveitar bem o destino.

1. Cataratas do Iguaçu

foz do iguaçu_cataratas-do-iguacu

As Cataratas do Iguaçu é uma das maiores quedas em volume d’água do mundo (Foto: Acervo Cataratas do Iguaçu S.A)

Patrimônio Natural na Humanidade e uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza, as Cataratas do Iguaçu é uma das maiores quedas em volume d’água do mundo. Vale a visita não só do lado brasileiro como também do lado argentino. Funciona assim: na portaria do Parque Nacional do Iguaçu, embarque em um dos ônibus que levam até o início das trilhas. O local ainda tem outras atrações, como o Macuco Safari (para ver as cataratas de barco) e a Trilha do Poço Preto (9 quilômetros a pé, de bike ou carro elétrico).
– Preço: Cataratas – ingresso + transporte por R$ 31,30 (brasileiro/adulto e criança a partir de 12 anos). Menores de 12 anos têm entrada grátis.

Veja mais sobre as cataratas de Iguaçu neste vídeo.

2. Museu de Cera Dreamland

museu de cera_foz do iguaçu

O papa Francisco é uma das personalidades no museu de cera Dreamland de Foz do Iguaçu

O museu de cera Dreamland de Foz do Iguaçu tem como atração estátuas de cera de diversas personalidades mundiais, em tamanho natural e em 16 cenários diferentes. Os visitantes podem ver de perto ídolos da música, como Michael Jackson e Madonna, astros do cinema, como Marlin Monroe e Tom Cruise, e outras personalidades, como o Papa Francisco.
– Preço: ingresso a partir de R$ 40 (inteira)

LEIA MAIS sobre o Museu de Cera de Foz do Iguaçu

3. Vale dos Dinossauros

vale dos dinossauros_foz do iguacu

Os dinossauros se mexem e emitem sons no Vale dos Dinossauros em Foz do Iguaçu (foto: Reprodução)

O Vale dos Dinossauros fica junto ao museu de certa Dreamland e reproduz cenários pré-históricos e 20 espécies de dinossauros, que emitem sons e fazem movimentos.

4. Parque das Aves
Parque das Aves tem mais de 150 espécies voando bem próximas do público, que pode literalmente entrar nos viveiros. Tem até arara-azul que, vira e mexe, vem pousar nos ombros dos turistas.
– Preço: R$ 24 por pessoa (brasileiro)

5. Compras em Ciudad del Este
Na paraguaia Ciudad del Este, do lado de lá da Ponte da Amizade, é bacana comprar roupas, acessórios, perfumes e eletrônicos. Ao lado da aduana paraguaia tem o Shopping Del Leste e, na avenida principal, a San Blás, há duas galerias: a Monalisa e a Alfonso I.

6. Usina Hidrelétrica de Itaipu

itaipu_foz do iguacu

Visitantes embarcam em um ônibus para conhecer o funcionamento da Usina de Itaipu (foto: Reprodução)

Dá para visitar a Usina de Itaipu e ter uma visão ampla da barragem de aproximadamente 8 quilômetros de extensão.
– Preço: R$ 27 (inteira) e R$ 13,50 (meia)

* Preços consultados em junho de 2015 (sujeitos a alteração)

Museu de Cera é atração em Foz do Iguaçu

A bela Foz do Iguaçu, no Paraná, é conhecida principalmente pelas Cataratas. Mas entre os novos passeios que a cidade oferece está o Museu de Cera Dreamland, inaugurado em junho deste ano. Vai parecer que você está realmente diante de Beyoncé, papa Francisco ou Gisele Bündchen.

VEJA TAMBÉM: Passeios em Foz do Iguaçu

Ao todo, são 16 cenários instalados em forma de galeria, com bonecos, em dimensões reais, de personalidades mundialmente conhecidas. O museu fica no Foz do Iguaçu Park Show, um complexo turístico de 60 mil metros quadrados – que ainda tem outras atrações como o Vale dos Dinossauros.

museu de cera

O ator Johnny Depp, como o Capitão Jack Sparrow, também está no museu (Foto: Divulgação)

O museu funciona diariamente das 8h às 19h, inclusive nos fins de semana e feriados. O ingresso custa R$ 35 (adulto) e R$ 20 (crianças de 7 a 12 anos). Crianças até 6 anos não pagam. Moradores de Foz do Iguaçu e de municípios lindeiros ao Lago de Itaipu e aposentados têm 50% de desconto mediante apresentação de um comprovante de residência.

Onde fica?
Museu de Cera Dreamland
BR-469 – Rodovia das Cataratas, 8.100
Preço: R$ 35 (adulto) e R$ 20 (criança de 7 a 12 anos)
Informações: 45 9141-1639