Lençóis Maranhenses: quando ir e o que fazer no paraíso de dunas e lagoas

Lençois Maranhenses: quando ir e onde ficar, confira as dicas (Foto: Fred Schinke)

Quem já viu pelo menos uma foto de Lençóis Maranhenses certamente vai incluir o destino no topo da lista de lugares para viajar. É realmente sensacional!

Os Lençóis Maranhenses são um dos principais destinos turísticos do Maranhão. Um dos mais famosos atrativos é o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, com suas dunas que chegam a 40 metros de altura formadas pela força dos ventos emolduradas pelas lagoas de água doce e cristalina.

O parque é uma unidade de conservação nacional composto por uma área de 155 mil hectares, às margens do Rio Preguiças, distribuídos pelas cidades de Barreirinhas, Primeira Cruz, Humberto de Campos e Santo Amaro do Maranhão.

Com essa imensidão, cada lagoa oferece uma paisagem diferente, um formato diferente, cor da água diferente. Geralmente, todas têm temperatura bem agradável e são ótimas para banho!

Para aproveitar melhor o paraíso de Lençóis Maranhenses é preciso saber quando ir e o que fazer por lá. Por isso, vamos às dicas.

Lencois Maranhenses
Pôr do sol no Rio Preguiças, em Barreirinhas: paisagem maravilhosa (Foto: Fred Schinke)

Lençóis Maranhenses: como chegar

Um dos locais com melhor infraestrutura turística para aproveitar os Lençóis Maranhenses é a cidade de Barreirinhas, a 260 km de São Luís. Em estrada de asfalto, a viagem dura, em média, 4 horas.

Você pode alugar um carro (prefira um 4×4 para circular depois para os passeios), ir de táxi, transfer de van (que pode ser contratado no aeroporto) ou de ônibus intermunicipal, que parte diariamente do Terminal Rodoviário da capital maranhense até Barreirinhas.

Uma das empresas que oferecem o serviço é a Cisne Branco Turismo. O trajeto de São Luís a Barreirinhas custa a partir de R$ 51. Os horários do trajeto de ida para Barreirinhas são às 6h, 8h45, 14h e 19h30. Os ônibus de volta partem às 6h, 9h, 14h e 18h45. O custo da passagem é de R$ 51.

Se tiver uma grana a mais, pode até ir de táxi aéreo, em um trajeto de 40 minutos.

Lencois Maranhenses
Melhor época para visita Lençóis Maranhenses é de junho a setembro (Foto: Alessandro Maltesta)

Lençóis Maranhenses: quando ir

Se quiser curtir a paisagem paradisíaca das dunas com e lagoas cheias dos Lençóis Maranhenses, a melhor escolha é fazer a viagem entre os meses de junho e setembro.

Neste período, as temperaturas podem chegar a até 37°C.

Entre janeiro e maio é o período de chuvas, época em que as lagoas estão se abastecendo de águas, portanto, a paisagem não fica tão bonita quanto na alta temporada.

No entanto, se sua viagem está marcada durante a seca, não fique triste. Ainda há alguns pontos do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses com maior chance de ver água, especialmente na cidade de Santo Amaro, onde as lagoas são mais profundas e resistentes à estiagem.

LEIA TAMBÉM: 7 DICAS ESSENCIAIS PARA QUEM VISITA O JALAPÃO

 

Lençóis Maranhenses: onde ficar

Como disse, Barreirinhas é a localidade da região mais estruturada para receber turistas, com boa variedade de hotéis e pousadas, restaurantes e agências de turismo. Sem contar que é a cidade mais fácil de chegar.

Outras opções para se hospedar seriam o povoado de Atins e a cidade de Santo Amaro, que é mais pacata, porém oferece acesso fácil às lagoas.

Lembrando que para ir aos principais passeios será necessário um carro com tração. Agências de turismo locais organizam o trajeto e levam os visitantes.

Lençóis Maranhenses: o que fazer

Para entrar no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, o visitante não precisa pagar qualquer taxa de ingresso. O acesso é feito por veículos conhecidos como ‘jardineiras’, caminhonetes adaptadas para levar passageiros na carroceria.

O passeio custa em torno de R$ 50 por pessoa, em grupos fechados (de até 10 pessoas).

1- Visita às lagoas

Lencois Maranhenses
Lagoa Bonita, em Barreirinhas, é passeio obrigatório (Foto: Fred Schinke)

É claro que a visita às lagoas é o principal atrativo da viagem aos Lençóis Maranhenses. Mas são inúmeras as opções. Portanto, a quantidade de visitas vai depender muito do tempo que ficar no destino.

Minha recomendação é em dividir as lagoas por cidade. Por exemplo, em Barreirinhas, não deixe de visitar a Lagoa Bonita e a Lagoa Azul. Já em Santo Amaro, vá à Lagoa da Betânia, Lagoa das Emendadas e Lagoa da Andorinha. Em Atins, não perca a Lagoa Tropical e a Lagoa da Lorena.

Se preferir, consulte uma agência de turismo local para ver quais lagoas têm mais a ver com o seu perfil de viagem 😉

O preço dos passeios variam de R$ 60 e R$ 120, conforme o roteiro e o tempo de duração. Tem tour de meio dia ou dia inteiro para diversas lagoas dos Lençóis Maranhenses.

2- Passeio de lancha pelo Rio Preguiças

Lencois Maranhenses
Passeio pelo rio Preguiças é ótima opção, mesmo em baixa temporada (Foto: João Paulo Sotero)

Os passeios de ‘voadeira’, como são conhecidas as pequenas lanchas com capacidade para até 10 pessoas, custam em torno R$ 80 por passageiro. Durante a viagem, a lancha pode atracar em alguns dos bancos de areia formados no meio do rio Preguiças.

3- Caminhada no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

As caminhadas pelo Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses são feitas com guias e agências credenciados. Mesmo quando as lagoas mais famosas no parque estão secas, existem outras paisagens lindas de deserto com “focos” de oásis durante o percurso.

4- Passeio de boia pelo Rio Formiga

Lencois Maranhenses
Já pensou que delícia descer de boia pelo Rio Formiga (Foto: Rosanetur)

O Rio Formiga oferece uma ótima opção para se ter contato com a natureza, através de um passeio muito gostoso de descida de boia por suas águas. O bom é que este passeio pode ser feito também na baixa temporada, exceto em dias chuvosos.

5- Passeio pela orla de Barreirinhas

É bem gostoso caminhar pela Avenida Beira Rio, em Barreirinhas, com vários barzinhos e restaurantes, para todos os gostos e bolsos. Não deixe de provar o camarão no abacaxi e degustar uma caipirinha de caju!

6- Curta a praia de Atins

Lencois Maranhenses
Travessia entre Barreirinhas e o povoado de Atins (Foto: Fred Schinke)

Atins tem uma localização privilegiada para aproveitar Lençóis Maranhenses, pois fica entre o início das dunas e lagoas do parque, contornada pelo oceano de um lado e pela Foz do Rio Preguiças.

Se quiser curtir uma praia, aqui é o lugar!

Se preferir dormir pela região, há opções de hotéis pousadas e restaurantes no próprio vilarejo. A maneira mais rápida de ir de Barreirinhas para Atins é de lancha, saindo do porto de Barreirinhas.

LEIA TAMBÉM: Acre: passeio de balão pela Amazônia

7- Lagoa do Cassó

Esta lagoa fica no município Primeira Cruz, a … quilômetros de Barreirinhas. De águas cristalinas, a lagoa é ideal para atividades esportivas como windsurfe, caiaque e stand up.

8- Sobrevoo pelos Lençóis Maranhenses

Se você quiser ver essas paisagens paradisíacas de Lençóis Maranhenses de cima, a dica é investir em uma voo panorâmico pela região. O custo do passeio gira em torno de R$ 400 por pessoa, mas deve ser incrível né?

lencois maranhenses
A 250 quilômetros de São Luís, Lençóis Maranhenses ficam ainda mais bonitos de junho a setembro (Foto: EBC)

Lençóis Maranhenses: quanto tempo ficar

Realmente, são muitos os passeios pelos Lençóis Maranhenses. Para aproveitar tudo com calma, sugiro ficar pelo menos uma semana no destino. Se puder ficar mais, melhor ainda!

 

Lençóis Maranhenses: últimas dicas e recomendações

– Use sempre protetor solar;
– Leve repelente;
– Beba bastante água nos passeios, para hidratar o corpo durante a caminhada pelas dunas (principalmente);
– Leve bebidas e comidas para os passeios (nem sempre tem lugar para comprar);
– Leve sempre uma sacolinha para colocar seu lixo e levá-lo para o cesto mais próximo;
– Não é permitido entrar no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses com bebida alcoólica;
– Não entre no Rio Preguiças sem a certeza de que a área é segura para tomar banho;
– Leve uma quantia em dinheiro, pois não há caixas eletrônicos de todos os bancos;
– Não é recomendado fazer passeios às dunas por conta própria. Contrate somente guias autorizados.