Escolha uma Página

Guia prático: o que fazer em Amsterdã, a capital da Holanda

Amsterdã, capital da Holanda, é uma delícia de visitar. Fácil de circular, especialmente se for a pé ou de bicicleta – o meio de transporte mais popular por lá -, é também um destino eclético: tem museus, parques, coffee shops, atrações ao ar livre.

amsterda

Amsterdã tem de tudo: museus, belos canais e até cervejaria (Foto: iStock)

Para aproveitar melhor a ida a Amsterdã, quem dá as dicas deste guia prático é minha amiga Cláudia Arcibelli, que mora na Holanda há mais de três anos. Confira as sugestões de passeio e algumas orientações muito úteis.

>>> DICAS GERAIS DE AMSTERDÃ:

– A menos que esteja chovendo muito, a melhor maneira de conhecer a cidade é caminhando ou de bicicleta. Você pode alugar uma bike em vários pontos de Amsterdã. Informe-se no seu hotel ou nas redondezas de onde estiver.

LEIA TAMBÉM: Como aproveitar o inverno em Amsterdã

– Cuidado para não se confundir. Em Amsterdã, coffee shop, assim como smartshop, são os locais que vendem as drogas legais na Holanda. Para tomar um simples café, vá a um “cafè”.

– Se você gosta muito de museus e pretende visitar vários deles em Amsterdã, talvez seja uma boa ideia adquirir um cartão especial chamado “I Amsterdam City Card”, que está à venda no ponto de informação turística da Museumplein ou neste site.

>>> ATRAÇÕES:

1. Albert Cuyp Market
É a feira mais famosa de Amsterdã, onde é possível encontrar de tudo! Aproveite para experimentar o típico herring (peixe cru temperado com cebola crua). Se (compreensivelmente), isso não apetecer, prove o kibbeling, um peixe frito, parecido com o nosso “porquinho”. A feira Albert Cuyp é um ótimo lugar para encontrar o queijo holandês e comprar lembrancinhas (levemente) mais baratas.

2. Museumplein

amsterdam

Museumplein é a praça com o letreiro “I Amsterdam” (Foto: iStock)


A famosa praça com o letreiro “I Amsterdam”, abriga também o Museu Van Gogh, o Rijksmuseum (Museu Real), o Museu Stedelijk (Arte Moderna), a orquestra Royal Concertgebouw (sala de concertos) e o Museu do Diamante. Mesmo que não entre em nenhum deles, vale ir até lá para fazer a tradicional foto em frente ao letreiro.

3. Heineken Experience
É um “museu divertido” da cervejaria Heineken, que inclui a entrada e dois copos de cerveja! Ingresso: € 18. A visita dura cerca de 2 horas. Dica: é muito melhor comprar o bilhete com antecedência, para evitar filas. A última entrada é às 18h (o local fecha às 19h). Se você não tiver interesse na visita, ou tiver achado caro demais, mas ainda assim gosta da marca, pode entrar no prédio e visitar somente a lojinha.

4. Vondelpark
Saindo da Heineken Experience, caminhe por cerca de 10 minutos para encontrar este belo parque. Com tanto verde, vale a pena a visita ou uma voltinha de bicicleta por lá.

5. Passeio de barco pelos canais
Há saídas de barcos turísticos de vários pontos de Amsterdã. Todos são muito bons, porém eu, pessoalmente, gosto muito do que sai da área chamada “Spui”. Custa € 10 e dura cerca de 1 hora. Para chegar lá, pegue o tram 16 ou 24 e desça na parada “Muntplein”.

Amsterdã

Fazer um passeio de barco pelos canais de Amsterdã é ponto obrigatório no roteiro (Foto: iStock)


6. Casa de Anne Frank
O Museu Anne Frank é a casa onde a menina Anne Frank se escondeu dos nazistas com a família. Ela tinha 13 anos na época e escreveu um diário, que mais tarde virou um livro. A visita custa € 9. É provável que você chore, mas vale a pena. Muita gente prefere comprar a entrada online com antecedência para evitar filas. Eu sempre fui lá depois das 15h, adquiri os bilhetes no local e sempre deu certo, embora tenha esperado uma meia hora na fila.

7. Ice Bar
O Ice Bar XtraCold é um bar em que tudo é feito de gelo – mesa, cadeiras, copos, tudo! O local também oferece um passeio de barco que inclui salgadinhos e bebidas, mas é recomendado fazer reserva pelo telefone 020-3205700. Endereço: Amstel 194 – 196. Entrada: € 19,50.

8. Dam Square

royal palace

O Royal Palace fica na Dam Square, principal praça de Amsterdã (Foto: iStock)


É a praça principal da cidade, onde fica o Royal Palace (Palácio Real), o monumento em homenagem a todos os que morreram em guerras, e o Museu de Cera Madamme Tussaud (compre a entrada pela internet, geralmente com desconto). Bem perto dali (na rua Damrak), mais atrações: Museu da Vodka, Museu do Sexo, Museu da Tortura Medieval, Museu do Corpo Humano, entre outros.

9. Red Light District
Além das “moças nas vitrines”, o Distrito da Luz Vermelha também oferece outras atrações: Museu da Maconha (€9) e inúmeros sex shops, shows eróticos, lojas sado-masoquistas etc. Em contraste, nos canais do Distrito da Luz Vermelha, você verá lindos cisnes. Atenção: é proibido tirar foto das vitrines. Em Amsterdã, a profissão é regulamentada e há muitas leis à favor dessas mulheres (e aqui as leis funcionam). Porém, para vê-las é melhor ir ao anoitecer, quando muitas janelas estão acesas.

10. Flower Market
Flower Market, ou Mercado das Flores, é flutuante e fica muito perto da Rembrandtplein. Aproveite para passar também pela Kalverstraat, a “rua das compras” de Amsterdã, com muitas lojas. Se você for até o final dela, chegará na Centraal Station (passando pela praça Dam).

VEJA MAIS: Conheça o parque das flores, perto de Amsterdã

Holanda: conheça o parque das flores perto de Amsterdã

Quem vai a Amsterdã durante a Primavera não pode deixar de visitar o Parque Keukenhof, em Lisse, a pouco mais de 30 quilômetros da capital holandesa. O chamado parque das flores, tido como um dos mais belos do mundo, fica aberto até 18 de maio.

keukenhof

Parque Keukenhof, perto de Amsterdã, fica repleto de flores até maio

São 7 milhões de flores, entre elas 60 mil tulipas. A exposição deste ano faz uma homenagem ao próprio país. Quem puder programar a visita para o dia 3 de maio ainda poderá ver a Parada das Flores, quando 50 carros alegóricos decorados percorrem as ruas da cidade de LIsse.

Todos os anos, cerca de 800 mil visitantes passam pelo jardim, o equivalente a quase toda a população da capital Amsterdã (pouco mais de 805 mil habitantes).

Veja também:
Atrações de inverno em Amsterdã
Limite de bagagem em viagens ao exterior

Patinação no gelo: como curtir o inverno de Amsterdã

Seja no verão ou no inverno, Amsterdã é um destino incrível. Mas nos meses de frio, quando as temperaturas muitas vezes chegam a ficar negativas, a dica para os turistas é mesmo patinar nos famosos canais da cidade, agora congelados.

Veja mais:
Conheça o parque das flores, perto de Amsterdã

Amsterdã

Patinação nos canais congelados é principal atração no inverno de Amsterdã

As pistas de patinação no gelo garantem diversão para toda a família. Há espaço para crianças, adultos, profissionais e iniciantes. Em todas as estações, há aluguel de patins. Portanto, não tem desculpa para não curtir a atração.

Outros destinos na Europa:
Interlaken, na Suíça
Paris, na França
Londres, na Inglaterra

Confira os melhores lugares para patinar no gelo em Amsterdã.

Jaap Eden: É a maior e mais famosa pista de Amsterdã, com opção ao ar livre de 400 metros, pista coberta e um espaço apenas para iniciantes. Lá é a casa do time de hóquei profissional Amstel Tijgers, mas também oferece grande variedade de atividades para o público em geral, como patinação com discoteca todos os sábados à noite. Entrada: €4 (crianças menores de 16 anos) e €6,60 (adultos). Alugam-se patins. 

Ice Amsterdam: Patine na famosa Museumplein com o Rijksmuseum ao fundo. Logo ao lado da pista está o um Brasserie Winters, um chalé de madeira encantador que oferece uma variedade de pratos holandeses e internacionais. No local, eles alugam patins e oferecem aulas. Entrada custa €3.

Amsterdã

Crianças e adultos se divertem nos lagos congelados de Amsterdã

Leidseplein: Além da pista de patinação que funciona diariamente na Leidseplein, os visitantes encontrarão luzes festivas, um pequeno mercado de Natal e doces típicos holandeses para horas de diversão no inverno. No local, eles alugam patins e a entrada custa €2,50.

Westergasfabriek Winter Parc: Bem ao lado do Pacific Parc, a pista costuma receber crianças durante o dia e adultos a noite, quando os DJ´s da casa tocam para animar quem passa por lá. Ao lado da pista, há o restaurante Pacific Parc’s para aquecer e reabastecer as energias depois da patinação. Entrada custa €2,50, com aluguel de patins a parte.

Leia também:
Londres: vale a pena visitar a London Eye?
Paris: uma visita ao bairro de Montmartre