Escolha uma Página
23 lugares para fazer turismo de aventura no Brasil

23 lugares para fazer turismo de aventura no Brasil

O Brasil foi eleito o número 1 no ranking de turismo de aventura elaborado pelo portal americano US News & World Report. No total, participaram 60 países, e o Brasil ficou na primeira colocação quando o assunto é diversão, cenário e clima agradável, itens avaliados com notas acima de 8,5.

Se você também é um amante de esportes radicais e atividades, digamos, mais “arriscadas”, confira nossa lista de 23 lugares bacanas para fazer o turismo de aventura no Brasil.

Vôo livre: Pedra Bonita (RJ), Vale do Paranã (GO), Governador Valadares (MG)
Paraquedismo: Boituva (SP), Campinas (SP), Brasília (DF)
Mountain bike: Blumenau (SC), Chapada dos Veadeiros (GO), Governador Valadares (MG)
Rafting: Foz do Iguaçu (PR), Brotas (SP), Paraty (RJ), Itacaré (BA)
Kitesurf e Windsurf: Jericoacoara (CE), São Miguel do Gostoso (RN), Florianópolis (SC)
Rapel: Brotas (SP), Chapada Diamantina (BA)
Mergulho: Bonito (MS), Fernando de Noronha (PE), Arraial do Cabo (RJ)
Caverna: Bonito (MS), Serra do Ramalho (BA)
Escalada: Monte Roraima (RR), Serra do Cipó (MG), Pedra da Boca (PB)
Balonismo: Rio Branco (AC), Chapada dos Veadeiros (GO)

LEIA MAIS: Passeio de balão pela Amazônia

Acre: passeio de balão pela Amazônia

Apesar de ser um destino ainda pouco explorado pelos brasileiros, Rio Branco, no Acre, proporciona uma emoção diferente: um passeio de balão que sobrevoa a floresta amazônica!

Em funcionamento há três anos, os voos têm duração de 60 minutos e podem ser feitos em dois tipos de balões: um com capacidade para dois passageiros e outro com espaço para oito pessoas, além do piloto.

Balonismo Acre

Passeio de balão é opção em Rio Branco, no Acre (foto: Josenir Melo_divulgação)

Para voar é preciso acordar bem cedo, já que a decolagem acontece na zona rural, a cerca de 30 quilômetros da capital. A empresa Eme Amazônia, uma das que organizam o passeio, pega os turistas na capital e leva até o local de partida do balonismo. Antes do voo, os passageiros recebem orientações básicas e, após o pouso, tomam café da manhã e fazem um brinde com espumante. A atração custa a partir de R$ 550 por pessoa.

LEIA TAMBÉM: Dica de passeio gratuito no Rio de Janeiro

Além da floresta amazônica, os viajantes podem avistar os geoglifos, formações no solo em formatos geométricos, como quadrados, círculos, linhas e espirais. Descobertos na década de 1970, estima-se que tenham sido feitos por populações que viveram na região há mais de mil anos.


Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


Booking.com