Um tour em Puerto Madero

Se você está pensando em Puerto Madero como um porto cheio de navios, com movimento pesado de caminhões descarregando e muita confusão, está enganado. Revitalizado em 1996, é um dos locais mais charmosos de Buenos Aires. Na verdade, ele serve mais como uma área de passeio do que como doca (apesar de ainda ter pontos de descarregamento mais ao Norte).

Puente de La Mujer, em Puerto Madero
Puente de La Mujer, em Puerto Madero

Leia também:
Buenos Aires – Visite a Casa Rosada de graça
10 dicas sobre bagagens em viagens ao exterior

É uma delícia caminhar pelos calçadões de lá, margeando o Río de La Plata cercado de restaurantes e barzinhos. O passeio pode começar na Puente de la Mujer,  que, dizem, ser a imitação das formas de uma mulher dançando tango.

Fragata Presidente Sarmiento virou museu

Depois de muitas fotos, ali pertinho, você vai ver a Fragata Presidente Sarmiento, que na verdade é um museu que funciona dentro da embarcação. Não cheguei a entrar, mas pelo o que pesquisei tem mapas e objetos originais da fragata – parece bem legal para ir com crianças. Ainda na pegada cultural, tem também o Museo de la Imigración (Avenida Antártida, 1355. Entrada gratuita), com filmes, fotos e peças que contam a chegada dos europeus à Argentina.

Na hora do almoço, a pedida em Puerto Madero é uma das churrascarias. Eu fui no Siga La Vaca (Av. Alicia Moreau Justo, 1714), mas não achei tão bom assim. Uma amiga foi no Cabaña las Lilas (Av. Alicia Moreau de Justo, 516 – Dique 4) e adorou, disse que o serviço é de primeira e as carnes bem saborosas. Então, acho que é uma boa opção para minha próxima ida a Buenos Aires.

No cair da tarde, a pedida é se divertir no Casino Puerto Madero (Av. Elvira Rawson de Dellepiane, s/nº). Eu adorei jogar nas maquininhas, mas tem tudo quanto é tipo de jogo. Até cheguei a ganhar 10 pesos, mas arrisquei mais e perdi em seguida, claro.

Ótimas massas no Cucina D´Onore

Depois de jogar e, com um pouco de sorte, ganhar algum dinheiro, a dica é terminar o dia com um delicioso jantar no Cucina D’Onore (Av. Alicia Moreau Justo, 1768), perto dali. Vale muito a pena. Tem massas realmente muito boas, ótimos vinhos e o preço é bem honesto – em comparação com São Paulo.

Leia também: Luxo em Machu Picchu

Be the first to comment

Deixe um comentário