Viaje de trem pela Europa

Viajar de trem pela Europa pode ser uma experiência encantadora e, algumas vezes, mais econômica. Para ajudar na tarefa de visitar os países europeus por ferrovias, a minha amiga Cláudia Arcibelli, que já esteve em mais de 20 países e mora na Holanda, dá as dicas para não entrar em furadas.

viaje de trem europa
Para viajar de trem pela Europa são necessários alguns cuidados (Foto: Passaporte Digital)

Ela diz que, embora seja pequena (se comparada ao Brasil ou à América do Sul), a Europa não é um “ovo”. “Desde que cheguei aqui, tive muitos visitantes desinformados que achavam que daria para visitar 15 países em 10 dias pegando um trem. Não é assim”, diz. “É verdade que é possível viajar de trem para a Europa inteira, mas, em geral, não compensa, por conta do tempo perdido”, explica. Outro ponto importante é que nem sempre o trem é a maneira mais econômica de viajar, visto o número de várias companhias aéreas (chamadas low cost), com preços bastante convidativos.

VEJA TAMBÉM: O que fazer no caso de extravio de mala

viaje de trem pela europa
Velocidade pode bater os 300 km/h em trem, mas nem sempre a viagem é vantajosa (Foto: Passaporte Digital)

Falando em se locomover, outra coisa que acontece muito com brasileiros na Europa, segundo Cláudia, é achar que dá pra comprar passagem de trem igual fazem na rodoviária: é só chegar e pegar o bilhete. Até dá para fazer isso, mas é muitíssimo mais caro! A dica então é comprar todas as passagens com, no mínimo, três meses de antecedência. “Infelizmente, a maioria desses sites é em inglês, mas quem é paciente pode copiar o endereço do site no http://www.microsofttranslator.com/ e ler em português. É trabalhoso, mas vale a pena”, recomenda.

CONTINUE LENDO: Quanto devo dar de gorjeta no exterior

Be the first to comment

Deixe um comentário