Escolha uma Página

Ponte do Brooklyn: melhor jeito de atravessar

por ago 8, 2019América do Norte, Destinos Internacionais, Estados Unidos, Nova York0 Comentários

Da primeira vez que fui a Nova York, não consegui atravessar a Ponte do Brooklyn e isso me deixou bem frustrada. Quando fui pela segunda vez, coloquei a tão famosa Brooklyn Bridge como prioridade no meu roteiro! E vale muito a pena!

Mas quando estava preparando o roteiro, fiquei com muitas dúvidas: qual o melhor jeito de atravessar a Ponte do Brooklyn? Quantos quilômetros tem? Pode ser de bicicleta? É melhor atravessar de Manhattan para o Brooklyn ou ao contrário? O que tem de interessante no outro lado?

Enfim, fui atrás dessas informações e compartilho com vocês minha deliciosa experiência em Nova York.

 

1- Como atravessar a Ponte do Brooklyn?

Atravessar a Ponte do Brooklyn, em Nova York, é uma sensação deliciosa. Você se sente parte da cidade e tem uma vista linda, para todos os lados que você olha.

Com quase 2 km de extensão, a ponte suspensa por cabos de aço mais famosa de Nova York tem uma parte exclusiva para pedestres e ciclistas. Ela passa sobre o rio East River e conecta Manhattan e Brooklyn.

Em um nível abaixo dos ciclistas e pedestres, ainda circulam uma média de 120 mil carros todos os dias. É bem estranho você atravessar uma ponte com os carros passando por baixo de você! Mas é assim que é essa charmosa ponte!

ponte-do-brooklyn

Ponte do Brooklyn tem quase 2 km de extensão (Foto: Passaporte Digital)

 

2- Em quanto tempo eu consigo atravessá-la a pé?

O trajeto a pé dura em torno de 30 a 40 minutos, fora os minutos que você vai gastar para tirar suas lindas fotos, claro! 

 

3- Dá para atravessar a Ponte do Brooklyn de bicicleta?

Sim, você pode alugar uma bike e pedalar no espaço exclusivo para bicicletas. Existem alguns lugares próximos à ponte que alugam. O valor fica em torno de US$ 15 a hora.

 

4- Vou ter que ir e voltar a pé?

Não. Você pode fazer apenas um dos trechos a pé e ir ou voltar de metrô. 

Vá com um calçado confortável e siga sempre em frente! A ponte tem um espaço reservado para pedestres e outro para bicicletas. 

Se estiver a pé, tome cuidado para não “invadir” a ciclovia. Muitos ciclistas passam com velocidade e se irritam com turistas que cruzam a pista, podendo até causar acidentes.

 

 

5- Qual o melhor jeito de atravessar a Ponte do Brooklyn?

Há quem diga que o melhor jeito de atravessar é sentido Brooklyn-Manhattan, para se ter uma vista de Nova York. Eu fiz o caminho contrário, pois já estava próximo da ponte e resolvi fazer o trajeto Manhattan-Brooklyn. 

Além disso, tem uma estação de metrô (Brooklyn Bridge City Hall) que fica bem do lado e facilita muito a locomoção.

Se quiser fazer o caminho inverso, do Brooklyn para Manhattan, aconselho descer na estação High St, que fica no Brooklyn.

Ponte do Brooklyn

Foto clássica na Ponte do Brooklyn. Chegue cedo se quiser menos gente de fundo (Foto: Passaporte Digital)

 

6- Qual o melhor lugar para aquela foto linda na Ponte do Brooklyn?

Em qualquer ponto da ponte você consegue fotos lindas!

O difícil mesmo é conseguir uma foto sem ninguém atrás! Mas já vi fotos de pessoas que madrugaram para conseguir tirar fotos sem uma multidão de fundo! As minhas ficaram cheias de gente mesmo! 

💁 Dica da Alê: Se puder dar uma dica, recomendo fazer o passeio pela manhã (o mais cedo que puder). Primeiro, para evitar aglomeração. Segundo, porque tem tanta coisa legal do outro lado que você certamente vai aproveitar muito o seu dia.

Já se quiser aquela foto clássica de Manhattan à noite, minha sugestão é cruzar a ponte do Brooklyn após às 20 horas, para ver uma New York iluminada.

 

7- O que tem para fazer no Brooklyn?

Ponte do Brooklyn

Manhattan Bridge vista a partir do Brooklyn Bridge Park (Foto: Passaporte Digital)

Olha, isso rende um outro post. Eu realmente adorei o Brooklyn, me surpreendeu muito ver a quantidade de restaurantes, lugares gostosos para comer ou tomar um chopp na região conhecida como DUMBO (Down Under Manhattan Bridge Overpass). Eu amei!

Vou listar aqui o que eu achei imperdível por lá:

  • Brooklyn Bridge Park

Depois de caminhar pela Ponte do Brooklyn, uma pausa no parque é bem conveniente. Eu achei o lugar uma delícia. Quem estiver com crianças, tem um carrossel muito lido para distrair os pequenos. O Brooklyn Bridge Park fica aberto diariamente, entre 6h e 23h.

Ponte do Brooklyn

Esse é o carrossel mais lindo que eu já vi, fica no Brooklyn (Foto: Passaporte Digital)

 

  • Time Out Market 

Esse lugar é sensacional. Entrei meio que sem querer, depois fui descobrir que o lugar acabou de ser inaugurado.

O Time Out Market é uma espécie de “mercado-shopping” com muitos restaurantes e lojas bacanas e descoladas. Eu escolhi a pizza de Marguerita do Juliana´s para almoçar (US$ 20) e gostei bastante. 

Pausa para o almoço no Juliana´s Pizza, que fica no Time Out Market, no Brooklyn (Foto: Passaporte Digital)

 

Além das inúmeras opções para almoçar e tomar uma bebida, o melhor do lugar é curtir a vista externa, para a ponte do Brooklyn e para a Ponte de Manhattan. Vale muito a vista!

💁 Dica da Alê: Somente os bares do Time Out aceitam dinheiro em espécie. Os restaurantes só aceitam cartão de crédito. Caso você não queira usar o seu, você pode colocar crédito no cartão Time Out Market em um dos caixas do local e, somente depois, você entra na fila do restaurante desejado para fazer seu pedido.

📍 Time Out Market New York: 55 Walter St, Brooklyn

⏱ Horário de funcionamento: diariamente, das 8h às 23h (às sextas, sábados e domingos, até meia-noite)

 

  • Brooklyn Flea

Feirinha de antiguidades e comidinhas no Brooklyn, todo domingo (Foto: Passaporte Digital)

 

De abril a novembro, todo domingo funciona a Brooklyn Flea, uma feirinha gastronômica com antiguidades e brechó nas ruas do DUMBO.

Ela funciona embaixo da outra ponte, a Manhattan Bridge, a 10 minutos do Brooklyn Bridge Park.

📍 Brooklyn Flea: Manhattan Bridge Archway Plaza – 80 Pearl St., Brooklyn

⏱ Horário de funcionamento: todo domingo, das 10h às 17h (de abril a outubro). Aberto também em dias de chuva.

 

  • Walter St.

A esquina das ruas Walter St e Washington St é um lugar incrível para tirar uma foto de fazer inveja aos seus amigos, com a Manhattan Bridge ao fundo. Fica na região de Dumbo, no Brooklyn. 

Esquina da Walter St com a Washington St: lugar ideal para boas fotos no Brooklyn (Foto: Passaporte Digital)

 

8- Quanto tempo devo reservar no meu roteiro para atravessar a Ponte do Brooklyn?

Depende. Se você for só atravessar e pronto, uma hora e meia é suficiente. Mas o meu conselho é reservar o dia inteiro, para poder curtir a região do Dumbo, no Brooklyn, que eu achei sensacional!

 

9- Como retornar do Brooklyn para Manhattan de metrô?

A volta sempre é mais cansativa. Mas tem duas opções de estação de metrô no Brooklyn para voltar a Manhattan.

No Brooklyn, para voltar a Manhttan: estação High Street (linhas A e C) ou estação Court Street (linhas N e R)

Também tem opção de balsa – East River Ferry, mas eu não testei para saber como é.

Time Out Brooklyn

Na região de Dumbo, no Brooklyn, um dos destaques é o Time Out Market (Foto: Passaporte Digital)

 

10- Quer saber um pouco mais sobre a famosa Ponte do Brooklyn?

Uma das pontes suspensas mais famosas do mundo, a ponte do Brooklyn demorou 14 anos para ser construída, além de ser a primeira deste tipo nos Estados Unidos.

Durante um tempo, a Brooklyn Bridge foi a única ligação entre Manhattan e Brooklyn. Mas a construção da ponte tem um lado triste também.

A ponte foi projetada por John August Roebling, que morreu em um acidente durante a construção. Após a morte dele, foi o filho Washington Roebling, que assumiu a obra. O mais curioso é que ele também sofreu um acidente, mas continuou coordenando a construção da ponte através de seu apartamento com um telescópio, ao lado da esposa, Emily Warren Roebling. 

Durante a construção da Brooklyn Bridge outras 27 pessoas morreram.

Na inauguração, em 24 de maio de 1883, Emily Warren Roebling foi a primeira pessoa a atravessar a ponte, seguida por 1.800 veículos e 150.300 pedestres naquele mesmo dia.

 

11- Vale a pena conhecer a Brooklyn Bridge?

Sim, vale muito a pena não somente atravessar a ponte do Brooklyn, mas também passar o dia em Dumbo, almoçar no Time Out Market e passear pelo Brooklyn Bridge Park. Vá com um calçado confortável e prepare-se para andar bastante e conhecer lugares maravilhosos!

MAIS SOBRE NOVA YORK:

 

Alessandra Oggioni

Alessandra Oggioni

Jornalista, mãe e apaixonada por viagens. Seu passatempo preferido é desenhar roteiros e dar pitacos na viagem dos amigos. Depois de passar por mais de 12 países e mais de 30 cidades pelo mundo, criou o blog Passaporte Digital, para reunir dicas de viagem para os melhores destinos no Brasil e no exterior.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Booking.com