7 atrações imperdíveis em Lucerna, na Suíça

lucerna_suiça
No inverno, Lucerna tem temperaturas abaixo de zero (foto: Divulgação)

Ainda pouco explorada pelos visitantes brasileiros, Lucerna, na Suíça, é um destino delicioso para visitar, com lagos e montanhas, situado a 436 metros de altitude. No coração do país, dá para chegar a Lucerna de trem (a cada meia hora partem viagens de Zurique e Berna) ou de avião (a uma hora do aeroporto de Zurique ou Basileia).

A cidadezinha de 80 mil habitantes também atrai pelas construções históricas (de 1178), vida cultural e boa gastronomia.  Com clima ameno no verão, em torno de 24°, Lucerna é bem fria no inverno, com temperaturas que chegam a -2°.

Confira 7 atrações imperdíveis em Lucerna.

1. Monumento do Leão
O monumento foi esculpido no rochedo em memória dos soldados mortos durante a Revolução Francesa, em 1792.

2. Ponte da Capela

Lucerna_suiça
A Ponte da Capela de Lucerna foi construída no século 14 (foto: Divulgação)

A Ponte da Capela foi construída na primeira metade do século 14.

VEJA TAMBÉM: Interlaken é opção charmosa na Suíça

3. Torre da água
A Torre da Água é octogonal, tem mais de 30 metros e foi construída em 1.300, compondo a fortificação da cidade.

4. Igreja Jesuíta
Construção datada de 1666, foi a primeira obra barroca sagrada da Suíça.

lucerna_suiça
Igreja Jesuíta se destaca na paisagem de Lucerna (foto: Divulgação)

5. Muralha Musegg e suas torres
Faz parte do círculo de fortificação estabelecida após 1386.

LEIA TAMBÉM: Roteiro prático de Amsterdã

6. Museu de arte de Lucerna
Abriga exposições temporárias nacionais e internacionais. O Museu está entre os principais da Suíça.

7. Monte Titlis
Um pouco mais afastado da cidade, o Monte Titlis impressiona, especialmente para quem quer ver neve (ou pelo menos gelo) em qualquer época do ano. Titlis fica a 40 minutos de trem até Engelberg + 45 minutos de bondinho até o pico da montanha. Mas existem ainda outras opções próximas de Lucerna, como o Monte Pilatus e o Monte Rigi.

VEJA MAIS: O que fazer em Florença

Be the first to comment

Deixe um comentário